Prefeitura de Feira de Santana disponibiliza canal direto com o cidadão através de telefones. Confira as notícias

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Fala Cidadão da Prefeitura atende comunidade através dos telefones disponíveis são: 3602-8336 e 3602-8337

A população feirense tem mais um serviço de comunicação oferecido pelo Governo Municipal. Os números do Fala Cidadão estão sendo disponibilizados para que as pessoas possam fazer contato com a Prefeitura.

O Fala Cidadão – canal de informação para solicitações de serviços junto à Prefeitura – dará apoio às pessoas vítimas da chuva em Feira de Santana, além de atender aos pedidos e demandas decorrentes do mau tempo.

Através de duas linhas telefônicas, exclusivas para o novo sistema, o cidadão fará contato com a Prefeitura, reclamando ou solicitando os mais diversos serviços oferecidos pelo Governo Municipal.

Na manhã desta segunda-feira (24), o prefeito Tarcízio Pimenta reforçou a disponibilização do serviço para a comunidade. “O Fala Cidadão é essencial e necessário, principalmente agora, depois dos estragos causados pelas fortes chuvas. Todas as ligações serão processadas e encaminhadas às suas respectivas secretarias”, disse o prefeito.

Os dados do cidadão e a reclamação serão devidamente cadastrados e um protocolo será emitido automaticamente, para que a pessoa tenha um comprovante. Os números disponíveis são: 3602-8336 / 3602-8337.

Feira é atrativo para turistas na Copa 2014

Feira de Santana será um grande atrativo para turistas durante a Copa do Mundo de futebol que será realizada no Brasil no ano de 2014. A avaliação é do secretário Municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Setdec), Magno Felzemburg. A capital Salvador é uma das cidades sedes do mundial e será palco de seis jogos, inclusive com a possibilidade de realização de um jogo da Seleção Brasileira, caso esta termine como segunda colocada em seu grupo.

Para o secretário Magno Felzemburg, durante o mundial, Feira de Santana terá grande chance para despontar como atração turística no estado. “A Copa do Mundo atrai turistas que vão muito além dos 20 a 40 mil torcedores que assistirão aos jogos de futebol. O município deve aproveitar a ocasião do São João para realizar uma grande festa atraindo a presença destes turistas”, afirma.

Magno ressalta que Feira de Santana deverá ser sede da Expocopa, um evento com expositores de todo o estado. “Estamos aguardando a sinalização da Fifa para que possamos disponibilizar telões com a chancela da federação para transmissões ao vivo dos jogos realizados na Copa 2014”, informa. Outros 15 municípios baianos estão na mesma disputa para sediar eventos oficiais.

Com a reabertura do Aeroporto João Durval Carneiro as perspectivas de movimentação econômica e turística são ainda maiores. “Já temos previsão de que em 2012 o aeroporto volte ao seu funcionamento, deixando de ser um aeródromo. E mesmo Feira de Santana não sendo uma subsede, o aeroporto cria uma facilidade de locomoção,” salienta.

Ele avalia que não há tempo hábil para que Feira ainda possa ser incluída como subsede, porque o prazo de tolerância para a Fifa terminou. O secretário Magno Felzemburg destaca ainda o apoio que o Município tem obtido através do secretário Estadual de Turismo, Domingos Leonelli e o secretário para Assuntos da Copa, Ney Campello.

Várias especialidades no Cadh

Uma equipe multiprofissional tem garantido o acompanhamento dos usuários do Centro de Atendimento ao Diabético e Hipertenso (Cadh). A unidade disponibiliza serviços em várias especialidades, a exemplo de endocrinologia, cardiologia, nefrologia, nutrição, enfermagem, fisioterapia e psicologia. Além da realização de consultas, o Cadh distribui também materiais e medicamentos aos pacientes.

A coordenadora do órgão, Jane Fernandes, observa que somente de fitas para o controle da glicemia são distribuídas mensalmente 5 mil. “Muitos dos pacientes cadastrados no Cadh precisam fazer um controle maior da glicemia e realizam a aferição três vezes por dia, fazendo uso destas fitas. Em Feira de Santana, temos estoque suficiente para atender a demanda”, ressalta.

De acordo com Jane Fernandes, a avaliação do endocrinologista é que vai determinar se o paciente precisará ou não fazer um controle maior da glicemia. “O relatório médico de um endocrinologista vai apontar se há ou não esta necessidade. Como o Ministério da Saúde não viabiliza a distribuição do aparelho para realização desse teste, os pacientes podem fazer a retirada das fitas no Cadh”, explica.

Ela lembra que os aparelhos para o teste de glicemia são vendidos no mercado por vários fabricantes e seu uso exige fitas fabricadas pelo mesmo fornecedor. “A licitação como processo público impede que os gestores possam intervir na escolha de fabricantes, já que é realizada na modalidade menor preço, sob pregão eletrônico. As especificidades técnicas do material é que devem ser priorizadas”, salienta.

Ainda de acordo com Jane Fernandes, as fitas de glicemia que os pacientes estão fazendo uso foram adquiridas no início deste ano. “Alguns pacientes ainda estavam recebendo ao longo deste ano as fitas adquiridas em 2010, fornecidas por outro fabricante. Como ainda tínhamos no estoque, continuamos realizando a distribuição, beneficiando aqueles que têm o aparelho da mesma marca das fitas, e informando qual era a nova marca em uso pelos demais usuários”, esclarece.

O Cadh está localizado na rua São Domingos, bairro Santa Mônica. Mais informações através do telefone (75) 3616-1061.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111075 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]