O vereador Marialvo, volta a criticar a relação entre integrados e BRF Brasil Foods

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

O vereador Marialvo Barreto (PT), esta semana, em seu discurso proferido na tribuna da Casa da Cidadania, disse que está prestes a acontecer, na região de Feira de Santana, uma grande mobilização de cerca de 400 criadores de frangos, que, segundo ele, se sentem prejudicados com a empresa BRF Brasil Foods (criada a partir da associação entre Perdigão e Sadia).

“Sobre os problemas desta relação, já fizemos audiência pública em São Gonçalo dos Campos e aqui em Feira de Santana, mas eu acho que a Secretaria de Agricultura do nosso governo não percebeu ainda o que está acontecendo. O que aconteceu no município de Uberaba é mesmo o que está acontecendo aqui. A juíza que pegou o processo judicial em Uberaba chegou a colocar no processo que a empresa agiu de má fé com os criadores. Por exemplo, o criador, ele não controla o peso da ração. Tem que acreditar na BRF Foods, que deveria ser BRE (BR Escravização)”, declarou.

Marialvo denunciou também que o peso verificado na balança da BRF Brasil Foods normalmente é inferior. “o frango gordo quando entra para ser pesado na Perdigão, 8% do peso somem. Eu tenho as provas. Um caminhão com excesso de peso foi multado na balança do governo, porém 300 metros adiante, quando entrou na empresa, faltavam 1.200 quilos no caminhão. Aconteceu isso em Feira. Há um interesse cruzado, lá na Secretaria de Agricultura, na Câmara da Carne. Se o governador e o secretário me chamar, eu vou dizer, exatamente, quem é e como está a linha cruzada, que não deu a atenção devida aos criadores de frangos da região do estado da Bahia”, afirmou.

Na sequência, o edil informou que a mobilização, prevista contra a BRF Foods, será bastante organizada. “Ela está toda pronta, a estratégia está montada, a estrutura de carro de som, bem como o que vamos fazer na Rodovia BA 502 (Feira de Santana / São Gonçalo dos Campos). Nós temos 400 criadores, que vão envolver seus familiares e empregados. Feira e São Gonçalo vão ver o maior movimento da história”, garantiu.

No que tange a audiência pública da Câmara Municipal de Feira de Santana, realizada no mês passado, sobre a relação entre produtores avícolas e a BRF Brasil Foods, Marialvo salientou que o edil Zé Curuca levou o áudio e a ata desta Casa para o gerente da referida empresa, uma vez que nenhum representante desta não compareceu ao evento. “Zé Curuca tem que me dizer se foi por amor à Pátria que ele fez isso, por amor à Perdigão ou por amor aos galináceos que são criados em Humildes, pois ainda não entendi qual foi o ganho político que ele teve ao entregar a ata para a empresa saber quem foi que falou alguma coisa aqui, para ela retaliar”, cobrou.

O petista reclamou que, em Feira de Santana, a BRF Brasil Foods é “cacete armado”, ao contrário, segundo ele, da região Centro-Oeste que pagar-se 6 reais e 67 centavos por um metro quadrado de galpão de granja. “No entanto, sabe quanto eles pagam em Feira? 3 reais e 3 centavos. Onde há mobilização, eles chamam para negociar melhor, entretanto, onde não há protestos, eles escravizam, como é o caso desta cidade”. Marialvo finalizou seu discurso, afirmando que há dinheiro público dentro da empresa e, por conta disto e demais problemas apontados, ele cobrou providências imediatas por parte dos órgãos competentes.

*Com informações: Com informações do site da Câmera Municipal de Feira de Santana

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111112 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]