Ex-governador Paulo Souto critica incapacidade de Jaques Wagner em atrair investimentos estruturantes para a Bahia

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

A desculpa recorrente do governo de que a perda de importantes investimentos pelo estado se dá pela falta de infraestrutura não convence o ex-governador Paulo Souto. Ele reage à tentativa de atribuir o problema às administrações governamentais anteriores.

“Um bom exemplo é a questão portuária. A empresa responsável pelos portos baianos é federal e o partido governista está há oito anos no poder. Além disso, não podemos esquecer que, no tempo em que o DEM estava no Governo do Estado, a Codeba era comandada por adversários locais”, afirma Souto.

O ex-governador assinala ainda que nenhum investimento deixou de ser feito na Bahia por falta de portos com o DEM no poder. “Quando os portos federais se mostravam incapazes de receber os empreendimentos, o governo do estado resolvia, construindo novos portos ou viabilizando portos privados”.

Paulo Souto dá o exemplo dos dois novos portos construídos para a indústria automobilística e a indústria de alimentos na Baía de Aratu. “Por sinal, esse último porto é hoje responsável pela exportação da soja da Bahia, substituindo portos federais”, observa.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9606 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).