Encontro de Comunicação defende transmissões de sessões ao vivo

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Entre os principais temas do III Seminário de Comunicação dos Tribunais de Contas do Brasil, os participantes debateram sobre “Transparência: Divulgação da Sessão Plenária”, na sede do TCE-RJ. A mesa-redonda sobre o assunto teve como convidado especial o jornalista Merval Pereira.

O presidente do TCE-PR e coordenador do Grupo de Comunicação Institucional (GCI) do Promoex, Fernando Guimarães, foi o mediador do debate. Também compuseram a mesa o presidente do TCE-RJ, Jonas Lopes de Carvalho Junior, e o presidente em exercício da Atricon e vice-presidente do TCE-MT, Antonio Joaquim Moraes Rodrigues Neto.
Merval afirmou que não há dúvida de que hoje a democracia é digital. “Atualmente é impossível imaginar uma democracia forte sem o acesso do público às informações”, destacou ele, que trabalha no jornal O Globo, na GloboNews e na rádio CBN, além de ter sido eleito recentemente para a Academia Brasileira de Letras.

Ele ressaltou que o Brasil tem muito a avançar em projetos de transparência, e citou a política adotada pelos governos norte-americano e mexicano. “O governo dos Estados Unidos tem um site, lançado no início da gestão de Barack Obama, que inclui todos os documentos oficiais. O cidadão americano tem condições de pesquisar qualquer coisa, fazer consultas; é um dos sites mais avançados do mundo. O México tem a principal legislação de acesso a documentos públicos, a tal ponto que um cidadão pode requisitar qualquer documento mesmo com pseudônimo, porque o pressuposto é que documentos governamentais devem ser públicos. O Brasil, numa recente pesquisa do Instituto Universidade Europeia de Florença, está muito atrás, em 55º lugar, junto com a Índia e a China.”

Merval defendeu a transmissão das sessões plenárias ao vivo pelos tribunais de contas. “A democracia no Brasil ainda é nova e é bom para o nosso processo político a transmissão das decisões. É importante que a sociedade exija transparência. Na Copa do Mundo, por exemplo, cada vez que o TCU (Tribunal de Contas da União) ou um Tribunal de Contas do Estado embarga uma obra é importante que fique claro que está defendendo o dinheiro público, que a decisão não é contra a Copa, para não ficarem expostos à manipulação política. Quanto mais aberta for a informação, é melhor para vocês (tribunais de contas) e para a sociedade”, concluiu.

 

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116912 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.