Em entrevista ao Rotativo News, deputado Fernando Torres confirma que prometeu dar socos no vereador Lulinha

Fernando Torres fala sobre ameaças a Lulinha: Soco eu dou, dois ou três por legitima defesa, calúnia e difamação. Tiro não.
Fernando Torres fala sobre ameaças a Lulinha: Soco eu dou, dois ou três por legitima defesa, calúnia e difamação. Tiro não.

Uma polêmica e bem sucedida entrevista, conduzida pelo jornalista Joilton Freitas, deixou a sociedade baiana pasma. O entrevistado, proeminente empresário da Bahia, dono da Piraí Material de Construção, postos de combustível, fazendas e construtora, além de representante do povo no Congresso Nacional, na condição de deputado, Fernando Dantas Torres, confirmou durante entrevista ao programa de radiojornalismo Rotativo News, que ameaçou o vereador feirense, Luiz Augusto de Jesus (Lulinha), com socos. Mas negou que daria tiros.

Denúncia

Durante a manhã de hoje (18/10/2011), o vereador Lulinha, em pronunciamento na Câmara de Feira de Santana, denunciou que possuía gravação onde consta ameaça a sua integridade física, proferida pelo deputado federal Fernando Torres presidente do PSD no município.

Segundo Lulinha, consta na gravação que Fernando Torres ameaça a integridade física, prometendo lhe dar tiros e socos na boca. E que estas ameaças foram feitas diretamente à pessoa dele. O vereador ainda afirma que a família está bastante preocupada com as ameaças. Ele lamenta que um ex-presidente da comissão de segurança pública da Assembleia Legislativa tenha tal comportamento e que foi à delegacia de polícia registrar uma queixa crime.

Entrevista com Fernando Torres

Rotativo News – Segundo o vereador Luiz Augusto de Jesus (Lulinha), o senhor o ameaçou de morte, e de que daria tiros na boca dele.

Fernando Torres – O vereador Luiz está querendo aparecer. Está querendo IBOPE [ganhar audiência] por conta da eleição do ano que vem. Tentou uma briga com o vereador Marialvo, tentou também com o José Carneiro e com o vereador Sebastião, mas não conseguiu. E comigo está dando essa repercussão porque a imprensa está dando ouvidos ao vereador Lulinha.

Eu não uso nenhum tipo de arma, o que eu uso mesmo no meu carro é a Bíblia. Eu tive sim uma discussão com ele hoje pela manhã [18/10/2011], mas pedi pra ele esquecer o meu nome e para não está colocando histórias de partido.

Acho que se tem alguém que tem que dar queixa de alguém, esse alguém sou eu. Eu não sou irmão de Capetinha. O maior assaltante de banco de Feira de Santana, é irmão dele, não meu. Acho que se tem alguém de perigoso, que possa prometer algum risco, esse alguém é ele, que é perigoso, não sou eu.

RN – O histórico é do irmão dele, e não do vereador. Por que o senhor teria receio?

Fernando Torres – Eu estou falando o histórico da família dele, não dele. Na minha família não tem ninguém que assalte banco, mais ele tem. Mas eu quero chegar a dizer o seguinte, eu nunca atirei em ninguém, nunca fiz nada de errado, nunca soneguei imposto, nunca assaltei nenhum banco.

RN – Ele também nunca fez isso. O seu irmão [Newton Torres] atirou em uma pessoa.

Fernando Torres – Meu irmão atirou em alguém por legitima defesa. Não foi assaltando banco. O irmão do vereador Lulinha é um assaltante que a sociedade recrimina. Agora, na minha família não tem histórico de assaltante nem de pessoas que sonegam impostos ou mercadoria contrabandeada do [Paraguai e vendida no] Feiraguai.

RN – Deputado, vamos deixar os irmãos de lado. O senhor disse que vai dar socos ou tiros nele, [vereador Lulinha] ou não?

Fernando Torres – Soco eu dou, dois ou três por legitima defesa, calúnia e difamação. Tiro não.

RN – Então o senhor confirma?

Fernando Torres – Por calunia e difamação por defesa da honra.

RN – O senhor pretende entrar na Delegacia por calúnia ou difamação contra Lulinha?

Fernando Torres – Não pretendo não. Eu acho que isso é um papel de vergonha do vereador. Feira de Santana tem problemas mais importantes a resolver.

Irmãos envolvidos em crimes

Durante a entrevista, Fernando Torres fala sobre o envolvimento da família do vereador Lulinha em crimes. O deputado afirma que um dos irmãos de Lulinha foi preso algumas vezes e que, anos atrás, foi assassinado.  Além de afirmar que a mãe do vereador tem passagem no sistema prisional.

O irmão do deputado Fernando Torres, Newton Torres, foi condenado por tentativa de homicídio, pela justiça local, durante júri popular. Atualmente, Newton, cumpri sentença em regime fechado.

Vereador Luiz Augusto de Jesus (Lulinha) e o deputado federal Fernando Dantas Torres.
Vereador Luiz Augusto de Jesus (Lulinha) e o deputado federal Fernando Dantas Torres.
Sobre Carlos Augusto 9705 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).