Curso de Agronomia terá ênfase para agricultura familiar através dos princípios da agroecologia

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Uma das novidades vestibular 2012.1 (Processo Seletivo – ProSel) da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) será a oferta de vagas para o recém criado curso de Agronomia. Por isso, há que se destacar o aspecto inovador no currículo de disciplinas e no projeto pedagógico do curso, que é a ênfase na preparação de profissionais para atuar na agricultura familiar através dos princípios da agroecologia, ao contrário de antigos parâmetros que privilegiavam latifúndios.

A agroecologia é uma ciência integradora que agrega conhecimentos de outras ciências, além dos saberes populares e tradicionais provenientes das experiências de agricultores familiares, de comunidades indígenas e camponesas. A integração desses conhecimentos tem como objetivo promover um novo modelo de agricultura, que seja socialmente justa, economicamente viável e ecologicamente sustentável.

O curso foi concebido com esse perfil após a realização de estudos pela comissão que elaborou o Projeto Pedagógico. Levantamentos da comissão mostraram que a mesorregião Centro-Norte Baiano que engloba Feira de Santana e mais 23 municípios, apresenta uma estrutura fundiária com mais de 85% das propriedades rurais enquadradas na categoria de agricultura familiar, com 70% da sua mão-de-obra ativa vivendo na zona rural e tendo na atividade agrícola a principal geradora de emprego e renda da região.

Entretanto, a atividade agrícola dessa mesorregião é marcada pela baixa produtividade das culturas em relação às demais áreas do país, com baixo grau de tecnologia e baixa geração de renda. O estudo da comissão, verificou também que o Estado da Bahia apresenta uma das menores proporções entre número de profissionais formados em áreas agrícolas e número de habitantes rurais, apontando para uma demanda real de um curso de agronomia direcionado para a principal categoria de agricultores do semi-árido baiano, a de agricultores familiares.

Agroecologia como novo paradigma na academia

Durante todo o século passado as universidades brasileiras implantaram cursos de agronomia que formam profissionais com visão voltada para o agronegócio, para um modelo de agricultura altamente tecnificada, mas que traz impactos danosos ao meio ambiente e muitas vezes também a comunidades humanas.

A agroecologia enquanto ciência surgiu da preocupação pela preservação dos recursos naturais nos anos 1960 e 70. O conceito de sustentabilidade norteou a aplicação da agroecologia na construção de uma agricultura sustentável, que garantisse a preservação do solo, dos recursos hídricos, da vida silvestre e dos ecossistemas naturais, e ao mesmo tempo garantisse a segurança alimentar. Porém, só recentemente os agrônomos passaram a enxergar o valor da ecologia nos sistemas agrícolas, e a agroecologia passou a ser entendida como ciência integradora, voltada para a aplicação direta de seus princípios na agricultura, na organização social e no estabelecimento de novas formas de relação entre sociedade e natureza.

A partir dos anos 1980, as organizações não governamentais tiveram papel de destaque na promoção e divulgação da agroecologia. Nos últimos anos nota-se uma preocupação constante de universidades, centros de pesquisa e projetos de extensão em trabalhar aspectos e características técnico-científicas, bem como os benefícios sociais provenientes da prática agroecológica. A proposta pedagógica do curso de agronomia da Uefs de fundamentar a formação dos alunos na agroecologia está alinhada com essa tendência atual nas universidades brasileiras.

As inscrições para o vestibular vão até o dia 03 de novembro, com uma oferta de 40 vagas. A graduação conferirá o título de bacharel em Agronomia e tem duração prevista de dez semestres (cinco anos).

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112718 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]