Corrupção no Governo Federal | Ministro da Justiça vai pedir que Polícia Federal investigue Orlando Silva

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse hoje (17/10/2011), em entrevista no Rio de Janeiro, que vai encaminhar ao diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Coimbra, pedido de investigação sobre as denúncias feitas contra o ministro do Esporte, Orlando Silva, em matéria publicada na revistaVeja.

Para Cardozo, “tudo será facilitado porque o próprio acusado” pediu-lhe que determinasse a investigação. “Todos aqueles que tenham contribuído para os fatos supostamente ocorridos serão ouvidos pela Polícia Federal, que tomará como ponto de partida investigações que já estavam em andamento sobre convênios firmados pelo ministério. Uma vez identificados novos fatos, estes poderão envolver a abertura de um novo inquérito”.

Cardozo disse que vão ser tomadas medidas “dentro do que a lei determina e tudo será feito de forma criteriosa, independente, autônoma e republicana”.

O ministro Orlando Silva convocou a imprensa para uma entrevista coletiva na tarde hoje (17), no auditório do ministério.

Presidente da Comissão de Ética Pública diz que denúncias contra ministro do Esporte são graves

Em reunião durante todo o dia de hoje (17), a Comissão de Ética Pública da Presidência da República analisará a denúncia publicada pela revista Veja contra o ministro do Esporte, Orlando Silva, de que ele teria recebido dinheiro desviado do Programa Segundo Tempo.

O presidente da comissão, Sepúlveda Pertence, disse que a acusação é “grave”, mas que ainda é preciso ter mais elementos para se chegar a qualquer conclusão. “Talvez a coisa ainda esteja um pouco verde”, disse. Depois de ouvir mais questionamentos sobre o caso, completou. “A acusação de suborno é sempre grave, depende de quem a sustenta”.

A reunião da Comissão de Ética começou pela manhã e, apenas na parte da tarde, os conselheiros vão analisar a matéria da revista que traz as denúncias envolvendo Orlando Silva.

Perguntado sobre o fato de a comissão ter decidido investigar o ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci, às vésperas de sua saída do cargo, e não ter divulgado o fato, Pertence respondeu que a decisão é por sempre divulgar as informações, mas que, nesse caso, houve uma divergência interna.

“A comissão decide sempre que a abertura [de investigação] deveria ser publicada. Houve uma divergência”, disse Sepúlveda. Matéria publicada hoje, pelo jornal Folha de S.Paulo, informa que dois procedimentos foram instaurados para investigar Palocci, mas não chegaram ao conhecimento público.

Ministro do Esporte quer ser investigado pela Procuradoria-Geral da República

O ministro do Esporte, Orlando Silva, protocolou, hoje (17), ofício ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, solicitando ao Ministério Público que investigue as denúncias publicadas na edição desta semana da revista Veja. No ofício, o ministro se coloca à disposição para prestar todos os esclarecimentos necessários. As informações foram divulgadas em nota do Ministério do Esporte.

Em entrevista ao semanário, o militante do PCdoB (partido ao qual o ministro é filiado) e policial João Dias Ferreira acusou o ministro de envolvimento em um esquema de desvio de recursos do Programa Segundo Tempo, que destina verbas públicas a organizações não governamentais para incentivar a prática de esportes entre os jovens.

Gleisi Hoffmann e Orlando Silva conversam sobre denúncias envolvendo Ministério do Esporte

O ministro do Esporte, Orlando Silva, reuniu-se com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, para discutir as denúncias publicadas pela revista Veja de que recebeu dinheiro desviado do Programa Segundo Tempo.

No encontro, ocorrido na noite de ontem (16), na casa da ministra, Orlando Silva apresentou esclarecimentos sobre o caso. Por meio de sua assessoria, Gleisi informou que o encontro não se tratou de uma convocação, mas de uma conversa para que pudesse ouvi-lo e se inteirar do caso.

“Confiamos que o ministro prestará todos os esclarecimentos sobre o assunto. Ele tem demonstrado disposição para isso. Foi uma reunião tranquila, não era para pedir explicações, mas para oferecer apoio aos esclarecimentos dele”, resumiu Gleisi em declaração divulgada pela assessoria de imprensa.

A avaliação é que a atitude do ministro de prestar esclarecimentos imediatos foi positiva e a orientação é para que ele continue à disposição, inclusive para comparecer à Câmara e ao Senado, caso ocorram convites dos parlamentares.

O ministro estava em Guadalajara, no México, onde ocorrem os Jogos Pan-Americanos e antecipou seu retorno ao Brasil, após a chegada da revista Veja às bancas. Ainda no México, ele deu explicações à imprensa e divulgou nota negando as acusações.

No texto, Orlando Silva informa que pediu ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que a Polícia Federal investigue as denúncias feitas na revista pelo policial militar João Dias Ferreira, ligado ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB), ao qual o ministro é filiado.

O Programa Segundo Tempo foi criado pelo governo federal para incentivar crianças carentes a praticar atividades esportivas. Com base nas denúncias de Ferreira e de um empregado do policial, Célio Soares Pereira, a revista informa que funcionava dentro do Ministério do Esporte uma estrutura organizada pelo PCdoB para desviar dinheiro público do programa. Célio Soares Pereira disse à Veja que o ministro Orlando Silva recebeu, na garagem do ministério, uma caixa de papelão contendo maços de notas de R$ 50 e R$ 100.

*Com informações: Agência Brasil

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108862 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]