Senador Walter Pinheiro diz que recursos para os estudos da ponte Salvador-Itaparica estão assegurados

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

O senador Walter Pinheiro (PT-BA) afirmou hoje (29) que estão assegurados recursos de emenda de bancada do Orçamento da União para os projetos necessários para a construção da Ponte Salvador-Itaparica. A concepção da ponte foi apresentada em coletiva de imprensa com a presença do governador Jaques Wagner e secretários de Estado. A estrutura que será interligada com a Via Expressa terá uma extensão de 11,7 km e uma parte móvel, para permitir o tráfego de plataformas do Estaleiro Enseada do Paraguaçu.

A ponte fará parte de uma série de interferências rodoviárias, chamada de Sistema Viário Oeste, que abre uma nova conexão do complexo portuário da Baía de Todos-os-Santos com as BRs 101, 116 e 242. A idéia deste sistema viário começou a ganhar corpo no início de 2010, quando a Secretaria do Planejamento (Seplan) lançou o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), cujo resultado foi apresentado hoje com a escolha do projeto. “Não se trata apenas de uma ponte, mas de um vetor de desenvolvimento que contará com uma série de intervenções para tornar mais próximas diversas regiões da Bahia, por isso trabalhamos com prioridade neste projeto”, disse Pinheiro que na época era o secretário do Planejamento, responsável pelo PMI.

De acordo com Wagner, o cronograma de implantação do Sistema Viário Oeste leva em consideração o tempo de três anos para o desenvolvimento dos projetos de viabilidade e executivos necessários para o desenvolvimento do edital de licitação. “Nossa previsão é que a obra possa começar em 2014 para ser entregue em 2018, mas este prazo pode variar de acordo com o andamento do processo”, disse o governador.

Segundo Pinheiro, já existem recursos da União garantidos para a realização dos estudos necessários para a implantação do Sistema. A ponte terá um total de seis faixas de tráfego e duas pistas de acostamento. As intervenções para a implantação do sistema são estimadas em até R$ 7 bilhões e o governador não descarta a possibilidade de fazer uma Parceria Público Privada (PPP) e a cobrança de pedágio para viabilizar a empreitada.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 10110 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).