SEAGRI estimula diversificação e agroindustrialização na região do cacau

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Expogandu e Festival do Cacau mostram a força do Território do Baixo Sul.

Wenceslau Guimarães, localizado no Território de Identidade do Baixo Sul, maior produtor de banana de banana da terra do Estado, inaugura até fevereiro do próximo ano uma fábrica para processar a banana da terra produzida na região, integrando os agricultores familiares, agregando valor ao produto e gerando emprego e renda. A informação foi divulgada pelo secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, ao abrir na noite de sexta, (23), representando o governador Jaques Wagner, a 2ª Expogandu e 1º Festival do Cacau do Baixo Sul.

O secretário destacou a implantação da fábrica de banana chip em Wenceslau Guimarães como exemplo das ações que estão sendo desenvolvidas pelo governo do Estado para agroindustrializar a Bahia e estimular a diversificação de culturas. “Há pouco mais de um ano, em agosto do ano passado, assinamos protocolo de intenções com a empresa venezuelana Alina do Brasil, que se comprometeu a implantar uma fábrica em Wenceslau Guimarães. Hoje, ficamos felizes ao visitar o local onde a unidade industrial está sendo implantada e ver que mais de 30% das obras estão concluídas, com previsão de inauguração para janeiro ou fevereiro do próximo ano”, disse o secretário, que esteve no local da construção acompanhado pelo Superintendente de Desenvolvimento Agropecuário da Seagri, Raimundo Sampaio, e pelo empresário Gerardo Rosales, diretor da Alina do Brasil.

Eduardo Salles parabenizou a prefeita de Gandu, Irismá da Silva Santos, pela realização da exposição e festival de chocolate, destacando que “está região já foi grande produtora da cacau, e ficamos felizes em perceber a organização e empenho das lideranças produtoras em retomar o crescimento. O secretário relatou as ações do governo do Estado, através da Seagri, em parceria com todos os elos da cadeia do cacau, com os agentes financeiros e o Ministério da Agricultura, para solucionar a questão da dívida dos cacauicultores, e afirmou que “juntos nós avançamos muito, faltando agora apenas a questão do Pesa. “Nossa meta agora é fortalecer e verticalizar a cadeia do cacau, diversificando também as culturas”.

Com relação ao Pesa, Salles informou que os produtores cacau, representados pela Associação dos Produtores de Cacau, APC, pela Câmara Setorial Nacional do Cacau, além de representantes da Ceplac e da Federação da Agricultura do Estado da Bahia, (Faeb), terão nesta sexta-feira, (30), uma importante reunião, em Fortaleza, com o assessor especial do ministro da Agricultura, Gerardo Fontelles, e com a diretoria do Banco do Nordeste do Brasil, BNB, para discutir soluções para as dívidas dos produtores com o Pesa.

“Esta é a segunda edição da exposição, que já apresenta crescimento significativo em relação á que realizamos no ano passado”, disse a prefeita de Gandu, Irismá da Silva Santos, afirmando que a presença do secretário Eduardo Salles “é mais uma prova do carinho e do apoio do governo para com nossa região”. Coordenada pelo secretário municipal da Agricultura, José Antonio Santana Reis, a exposição, que termina neste domingo com os portões abertos ao público, apresenta mais de 200 animais, entre bovinos, muares, caprinos e ovinos, e um leilão onde serão comercializados 80 exemplares da raça Girolando. A expectativa é de receber mais de 20 mil visitantes e gerar negócios superiores a R$ 500 mil.

Banana Chips

Com mais de 30% das obras concluídas, com energia e água instala, a fábrica de banana chips de Wenceslau Guimarães já tem projeto de expansão. “Devemos começar a rodar a indústria no final de dezembro deste ano, mas vamos inaugurar em janeiro ou fevereiro”, disse o empresário Gerardo Rosales, informando ao secretário que “já estamos pensando em ampliar as instalações para um projeto de banana pré-frita, para abastecer o mercado de Nova York”. A fábrica vai começar suas operações processando 6 mil quilos de banana da terra por turno/semana, o que representa 48 mil quilos/mês.

O secretário Eduardo Salles elogiou o profissionalismo do grupo venezuelano, que inclusive contratou um engenheiro de alimentos do município e o enviou para treinamento na fábrica do grupo na Venezuela, e destacou a integração da indústria com os agricultores familiares, que irão fornecer a matéria prima para a fábrica, num sistema de integração. “A implantação desta fábrica representa a sustentabilidade da cadeia da banana da terra em toda essa região”, afirmou. A nova fábrica, implantada numa área de 20 mil metros quadrados, vai gerar inicialmente 60 empregos diretos.

O Território de Identidade do Baixo Sul é o maior produtor de banana da terra na Bahia, com produção anual em torno de 30 mil toneladas, com rendimento médio de 20 toneladas por hectare. O município de Wenceslau Guimarães é o maior produtor regional, com mais de 7.9 mil hectares plantados com banana, segundo dados do IBGE.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115091 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.