Professores da rede municipal de Feira de Santana lotam galerias da Câmara e aplaudem aprovação de projeto que reajusta vencimentos

professores-da-rede-municipal-de-feira-de-santana-lotam-galerias-da-camara-e-aplaudem-aprovacao-de-projeto-que-reajusta-vencimentos
professores-da-rede-municipal-de-feira-de-santana-lotam-galerias-da-camara-e-aplaudem-aprovacao-de-projeto-que-reajusta-vencimentos
professores-da-rede-municipal-de-feira-de-santana-lotam-galerias-da-camara-e-aplaudem-aprovacao-de-projeto-que-reajusta-vencimentos
professores-da-rede-municipal-de-feira-de-santana-lotam-galerias-da-camara-e-aplaudem-aprovacao-de-projeto-que-reajusta-vencimentos

Professores da rede municipal lotam galerias da Câmara e aplaudem aprovação de projeto que reajusta vencimentos

A Câmara de Feira de Santana aprovou nesta quarta-feira (14) projeto de lei do Poder Executivo que acrescenta 4% aos vencimentos dos professores, especialistas em educação e secretários escolares da rede municipal de ensino a partir de 1º de outubro. A Casa da Cidadania realizou sessões extraordinárias para que a matéria fosse aprovada em primeira e segunda votações.

Com a medida, o projeto deverá ser encaminhado imediatamente ao Governo Municipal para que seja sancionado. Professores lotaram as galerias da Casa, acompanhando as votações. Em greve há quase um mês, eles vão realizar uma assembléia ainda nesta quarta-feira para avaliar o movimento. A tendência é que a paralisação seja encerrada e a categoria retorne à sala de aula.

O vereador Justiniano França (DEM), que é da bancada governista, disse que o Plano Municipal de Educação, que deverá entrar em discussão em breve, precisa corrigir algumas distorções e atender a outras necessidades dos professores. “A categoria deve participar ativamente desse processo e não apenas comparecer à Câmara no dia da votação da matéria”.

O vereador Maurício Carvalho (PR) fez um relato sobre as conquistas obtidas pelos professores, através dos projetos de lei aprovados recentemente pela Casa da Cidadania, a exemplo das gratificações para os professores que ocupam cargos de direção nas escolas e também para os que possuem mestrado e doutorado. Disse que nas próximas semanas estará sendo discutido o Plano Municipal de Educação e conclamou a APLB a acompanhar e ajudar a debater a matéria.

Foi dele a iniciativa de propor o adiamento da votação de várias matérias que estavam na ordem do dia para que o plenário se concentrasse na discussão do projeto de interesse dos professores. Vereadores concordaram com a proposta e até os requerimentos foram adiados para a próxima segunda-feira.

Oposição vê avanços para professores e passa a focar o Plano Municipal de Educação

Houve consenso entre a bancada governista e os vereadores de oposição quanto ao projeto de lei do Poder Executivo que acrescenta 4% aos vencimentos dos professores, especialistas em educação e secretários escolares da rede municipal de ensino a partir de 1º de outubro. O oposicionista Angelo Almeida (PT) disse que a luta dos professores, nas últimas semanas, obteve resultados importantes a exemplo das gratificações para os docentes que vão em busca de mestrado e doutorado. “É uma melhora substancial. A categoria, que conseguiu avançar através de muita luta, está de parabéns”.

O vereador Roberto Tourinho (PSB) disse que a Câmara mostrou-se sensível, acelerando todos os procedimentos para que o projeto de interesse dos profissionais de educação fosse aprovado rapidamente. “Os professores empreenderam esforços, uma verdadeira luta, para atingir seus objetivos. Salário é imprescindível para melhorar a educação”.

Ele lembrou que houve um tempo em que a maioria dos professores da rede municipal era formada de leigos, sem formação superior. “Hoje, temos mestres e alguns doutores. Não se pode imaginar que a educação vai melhorar com a instalação de lousas digitais e bebedouros eletrônicos”, disse ele, aproveitando a discussão para criticar o prefeito Tarcízio Pimenta.

Para o vereador Marialvo Barreto (PT), há ainda muito a ser buscado pelos professores. “O Município ainda acumula uma enorme dívida com a categoria. Vamos aguardar para ver o que vai ser proposto futuramente, nas mudanças que devem ocorrer no Plano de Carreira”, disse ele. O vereador Carlos Alberto Costa Rocha – Frei Cal (PMDB) também acredita que o movimento dos professores deve estar atento para conquistas que ainda não foram asseguradas.

Aprovado em segunda votação, projeto que obriga Embasa a instalar hidrantes vai agora para o Executivo sancionar

Foi aprovado em segunda e última votação na sessão desta quarta-feira (14) da Câmara de Feira de Santana o projeto de lei de autoria do vereador José Carneiro Rocha que obriga a Empresa Baiana de Água e Saneamento (Embasa) a instalar e manter hidrantes, em perfeitas condições de uso, neste município. Aprovada por unanimidade, a matéria segue agora para o Poder Executivo, que deverá sancioná-la.

O vereador autor da proposta disse que a Embasa tem milhares de clientes em Feira de Santana, através de contrato com a Prefeitura, obtém uma significativa receita no Município, mas não assume sua responsabilidade na instalação de hidrantes.

“O equipamento é de fundamental importância para a segurança da cidade, mas temos pouquíssimas unidades e ainda assim a maioria sem funcionar. A Câmara obriga a empresa a cumprir com sua obrigação e dá, assim, uma grande contribuição à sociedade”, disse ele.

A quantidade de hidrantes a serem instalados e os locais que devem receber os equipamentos, determina o projeto, serão especificados pelo Poder Executivo, através da Defesa Civil Municipal em concordância com o 1º Grupamento de Bombeiros Militares. A empresa concessionária terá prazo de 180 dias para atender ao que preconiza a lei.

Tourinho enfatiza matérias de jornal para criticar prefeito

O líder da bancada de oposição, Roberto Tourinho (PSB), em discurso na sessão ordinária da Câmara Municipal desta quarta-feira (14), voltou a criticar duramente o prefeito Tarcízio Pimenta, destacando matérias do jornal Cidade, intituladas: “Calote de R$ 12 milhões” e “PETI sem energia por falta de pagamento”. Ambas apresentam denúncias contra a Prefeitura de Feira de Santana.

A primeira matéria diz que o ex-prefeito de Salvador e radialista Mário Kertész, no dia 31 de agosto deste ano, no programa Jornal do Meio Dia, da Rádio Metrópole de Salvador, acusou o prefeito Tarcízio Pimenta de ter aplicado calote na empresa Qualix Serviços Ambientais. Conforme Mário Kertész, “numa decisão unilateral o prefeito resolveu suspender o contrato que o Município mantinha com a empresa há mais de 12 anos. ‘A decisão unilateral é um calote de R$ 12 milhões’, afirmou, ao ressaltar que em contrapartida, o Governo Municipal havia contratado emergencialmente a Viva Ambiental”.

Ainda de acordo com o texto jornalístico, “diante da situação, Mário Kertész mandou um recado para o prefeito Tarcízio Pimenta. Ele sugestiona que não deve ter coisa boa nesta contratação emergencial. ‘Em Feira de Santana, a situação do lixo está um lixo (…). Tarcízio Pimenta, você está apimentando muito o negócio do lixo’, afirmou”.

Após a leitura da referida matéria, Tourinho declarou: “quem contrata e não paga é calote”. Na oportunidade, ele denunciou que, ontem, no Fórum Desembargador Filinto Bastos, obteve informações de que a Prefeitura Municipal de Feira de Santana também está em débito com a empresa que construiu o Viaduto Georgina Erismann. “A Prefeitura não pagou ainda um centavo. A empresa tem quase 9 milhões de reais para receber. Ela está entrando na Justiça”, afirmou.

Em seguida, o líder oposicionista leu a segunda matéria do jornal Cidade, onde relata que o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), gerido pelo Governo Municipal, em Feira de Santana, está com os trabalhos comprometidos no conjunto Feira IX, devido ao corte do fornecimento de energia elétrica pela Coelba, em função da falta de pagamento da conta, provocando prejuízos para menores assistidos pelo programa.

Tourinho classificou como um absurdo a suspensão de energia elétrica no prédio onde está instalado o Programa PETI. Ele argumentou que, este ano, o orçamento do município de Feira de Santana é de 605 milhões de reais.

Maurício destaca matérias do boletim da Prefeitura para elogiar prefeito (14.09.11)

O líder governista, Maurício Carvalho (PR), em pronunciamento na Casa Legislativa, na manhã desta quarta-feira (14), parabenizou a administração do prefeito Tarcízio Pimenta, enfatizando matérias do boletim da Prefeitura Municipal de Feira de Santana, que abordam avanços nas áreas de Segurança, Educação e Esporte.

No que tange a Segurança, o vereador anunciou que as câmeras da Central de Monitoramento, que funcionará na Secretaria Municipal de Prevenção à Violência e Promoção aos Direitos Humanos, já estão sendo testadas em algumas ruas do centro da cidade, como Marechal Deodoro e Conselheiro Franco.

O legislador observa que o sistema de monitoramento por câmeras, em Feira de Santana, será um importante instrumento para os órgãos de segurança pública no combate à violência. De acordo com Maurício, a Central será utilizada pela Guarda Municipal, Secretária Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal.

No tocante a Educação, o líder governista destacou a votação da nova mensagem enviada pelo Governo Municipal, projeto que concede mais de 4% de aumento para os professores e cria duas novas referências para a categoria. O edil disse que, assim que for aprovado, o Executivo não medirá esforços para que a matéria seja logo sancionada e publicada ainda na quinta-feira (15).

Maurício salientou também que a Prefeitura Municipal entregará nos próximos dias um Centro Digital à comunidade da Rua Nova, atendendo a política de inclusão social. O equipamento contará com 30 computadores e oferecerá cursos gratuitos de informática e acesso à internet. Segundo o vereador, visando à inserção no mercado de trabalho das pessoas de menor poder aquisitivo, o governo Tarcízio tem proporcionado a inclusão digital em vários distritos e bairros do município.

No que diz respeito ao Esporte, o edil destacou o projeto “De Peito Aberto”, que será lançado, hoje, na Sala de Imprensa do Centro de Atendimento ao Feirense (Ceaf), através de parceria entre a Prefeitura de Feira de Santana, Ministério do Esporte e Pirelli em acordo com a Lei de Incentivo ao Esporte.

“É mais um passo importante, porque serão cerca de 100 crianças e adolescentes que serão beneficiados. Nós sabemos o quanto o esporte trabalha como instrumento de inclusão social. Nós sabemos como o esporte faz com que pessoas consigam desenvolver suas potencialidades, que muitas vezes não se manifestam por falta de oportunidades”, declarou Maurício.

Finalizando o governista disse, com base em dados do Ministério da Saúde, que para cada dólar investido em atividade física, se economizam 3 dólares na Saúde. “Porque o esporte funciona como prevenção e melhora a qualidade de vida das pessoas. E aí que entra, exatamente, o Governo do Município desenvolvendo ações sociais através de iniciativas próprias e parcerias, fazendo com que essas ações cheguem aos mais carentes”, afirmou.

Frei Cal repudia discriminação contra Miss Universo

O vereador Carlos Alberto Costa da Rocha – Frei Cal (PMDB), na sessão legislativa desta quarta-feira (14), prestou solidariedade a angolana Leila Lopes, 25 anos, que após ter vencido o concurso Miss Universo 2011, na noite da última segunda-feira (12), no Credicard Hall, em São Paulo, recebeu discriminação por parte de internautas, em virtude da cor da pele e do seu cabelo crespo.

“Essa é a nossa alegria. Uma angolana ganhar o Miss Universo 2011, mas ao mesmo tempo nós queremos trazer aqui a nossa indignação, o nosso répudio a todo tipo de preconceito que ainda existe em nosso país. Após ser a ganhandora do Miss Universo, a angolona Leila Lopes, imediatamente, passou a ser atacada, sobretudo na internet com frases rascistas”, disse.

“Sabia que ia dar preta… como um Miss Universo no Brasil não escolheria uma preta? E olha que cara horrível, cabelo repulsivo, como conseguem escolher uma coisa dessas?”. Este foi um dos comentários racistas contra a angolana, segundo o edil, postado na internet.

Enfatizando que o Brasil é um país de resistência, Frei Cal homenageou a “África brasileira”, em nome da iyalorixá Maria Estela de Azevedo Santos, do terreiro de candomblé do Ilê Opô Afonjá, em Salvador. O vereador afirmou que a sua homenageada é uma das maiores iyalorixás da Bahia, do Brasil e do mundo.

“Durante os oito anos que morei em Salvador, como frade capuchinho, participei e frequentei ativamente o terreiro de mãe Estela. E neste dia, reconhecendo a importância de uma mulher angolana ganhar o Miss Universo, eu falo também em nome da iyalorixá, do Ilê Opô Afonjá, terreiro que presta um grande serviço, não só cultural, mas também educacional, na Bahia e no Brasil”.

Vereador diz que podem existir “forças ocultas” dentro do governo Tarcízio

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Feira de Santana, desta quarta-feira (14), o vereador Reinaldo Miranda – Ronny (PMN) reclamou sobre as carretas que, segundo ele, ficam estacionadas ao lado do supermercado Mercantil Rodrigues, na rua Carlos Valadares, obstruindo a passagem de outros veículos.

Ronny ressaltou que já foram feitas várias críticas ao secretário municipal de Transporte e Trânsito, Flailton Frankles, quanto ao não cumprimento da lei municipal que disciplina serviços de cargas e descargas em vias públicas de Feira de Santana. “Acho um absurdo. Acho um absurdo maior ainda o superintendente falar que daqui a 10 ou 15 dias irá tomar uma providência, onde é algo que ele já deveria ter resolvido há muito tempo. A gente não entende qual o motivo, qual o poder que o Mercantil Rodrigues tem nesta cidade”, declarou.

Na sequencia, em consonância com o discurso do vereador José Carneiro (PDT), ele cobrou também do poder público o cumprimento da lei municipal que dispõe sobre a Zona Azul – medida que busca disciplinar as áreas de estacionamento público no centro da cidade, por meio da cobrança de taxa única por hora de uso, proporcionando rotatividade de veículos nestes locais.

“A cada dia que passa estamos vendo o estacionamento de Feira de Santana aumentando, da forma que eles querem. Meia hora de estacionamento, a gente paga aproximadamente 3 reais. Na cidade de Vitória da Conquista, que tem a metade da população de Feira, já existe a Zona Azul, implantada há mais de 10 anos. Lá o estacionamento privado não ultrapassa o valor de 1 real, até por duas horas de estacionamento”, disse.

Na opinião do vereador, o que se vê, atualmente, em Feira de Santana, não é o crescimento de lojas no centro da cidade, mas a demolição de prédios antigos para se tornarem estacionamentos, que, conforme Ronny, é um meio muito lucrativo para empresários do município. “Vamos cobrar daqui pra frente que sejam cumpridas as leis, apesar de que nós sabemos que o prefeito até pode ter boa vontade, mas parece que existem forças ocultas no governo Tarcizio Pimenta, que atrapalham o crescimento da cidade”, pontuou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111091 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]