São Gonçalo dos Campos: prefeito Antônio Dessa Cardozo descarta ingresso no PSD e diz que geração de emprego foi a principal meta alcançada

Otto Alencar e Antônio Cardozo Dessa (Furão). Ingresso de Furão no PSD pode não ocorrer.
Otto Alencar e Antônio Cardozo Dessa (Furão). Ingresso de Furão no PSD pode não ocorrer.
Otto Alencar e Antônio Cardozo Dessa (Furão). Ingresso de Furão no PSD pode não ocorrer.
Otto Alencar e Antônio Cardozo Dessa (Furão). Ingresso de Furão no PSD pode não ocorrer.

Antônio Dessa Cardozo (Furão), prefeito de São Gonçalo dos Campos, concedeu entrevista ao diretor do Jornal Grande Bahia, Carlos Augusto. A entrevista foi gravada em Feira de Santana (24/09/2011), durante o encontro regional do PDT, oportunidade em que Furão esteve presente a convite do prefeito Tarcízio Pimenta.

Durante a entrevista, o prefeito fala sobre a geração de emprego, criação do Bolsa Família Municipal e recuperação do pavimento da Avenida José Carlos de Lacerda. Ao comentar sobre reeleição, surpreendeu ao afirmar que pode não sair do PMDB.

“Estou formando um grupo do PSD em São Gonçalo. Alguns vereadores irão para o PSD, irei montar a estrutura, mas estou pensando em não sair do PMDB. Mas, tudo dependerá da conversa que terei com o deputado Targino Machado.”

Jornal Grande Bahia – Com 34 meses de administração, quais foram os principais avanços de sua gestão?

Furão – Nossa principal meta está sendo alcançada. A geração de emprego, onde nós conseguimos ampliar o Centro Industrial do Subaé, núcleo de São Gonçalo e estamos, nos próximos meses, recebendo algo em torno de 25 a 30 empresas. Destas, cico estão sendo instaladas imediatamente.

JGB – Com isso os recursos do município foram ampliados. A Ação Social do seu governo tem sido também ampliada nessa direção?

Furão  Sim. São Gonçalo é uma das poucas cidades do Brasil, que possui o Bolsa Família Municipal, com recurso exclusivo da prefeitura. Além do Bolsa Família Federal, eu criei o Bolsa Municipal a cerca de um ano. Estamos contemplando algo em torno de mil famílias.

JGB – Sua ideia anteriormente era não concorrer a um processo de reeleição. O senhor citou várias vezes que gostaria de lançar um novo nome em seu grupo. O que o levou a modificar a sua ideia e se lançar como candidato?

Furão – Na realidade esse lançamento foi de parte do grupo, deixei fluir, até mesmo para acalmar os olhos. Estarei me reunindo nesta quinta-feira (29/09/2011), com o deputado Targino Machado, onde iremos sacramentar a decisão de que serei ou não candidato a reeleição. A minha vontade de não ser continua, é grande e cada dia mais forte. Inclusive hoje penso até em não sair mais do PMDB.

Estou formando um grupo do PSD em São Gonçalo. Alguns vereadores irão para o PSD, irei montar a estrutura, mas estou pensando em não sair do PMDB. Mas, tudo dependerá da conversa que terei com o deputado Targino Machado.

JGB – O vice-governador Otto Alencar, se comprometeu com a sua administração, em pavimentar a Avenida José Carlos Lacerda. Como é que anda esse processo?

Furão – Otto Alencar mandou fazer o levantamento e o orçamento. Estará sendo liberada nos próximos dias a licitação, para que com isso, seja conhecida a empresa que fará o serviço. Acredito que no mais tardar em janeiro ou fevereiro esteja tudo pronto.

JGB – O senhor trabalhou também na questão de revitalizar os grandes festejos do município de São Gonçalo. O que planeja daqui para frente?

Furão – Nós tivemos, na semana passada, a cavalgada de São Gonçalo, que reuniu aproximadamente dois mil cavaleiros, considerada hoje, a maior da Bahia. Nós teremos no dia 30 de setembro o dia do Evangélico, que é um feriado municipal. Iremos comemorar com atrações evangélicas e no dia 13 de novembro teremos outra festa no distrito. Uma festa tradicional que ocorre a muitos anos, que é a corrida de jegue, com atrações musicais como Adelmário Coelho e outras.

Sobre Carlos Augusto 9525 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).