Pesquisadores da CEPLAC visitam a Colômbia para realizar estudos sobre fungos que afetam a lavoura do cacau

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Para aprofundar a capacitação técnica em epidemiologia e biologia para o controle de monília e da vassoura-de-bruxa em sistemas agroflorestais com cacau, pesquisadores da Ceplac seguiram esta semana para Bogotá e Bucaramanga, na Colômbia. A missão técnica vai realizar estudos, até o próximo dia 25, sobre fungos que afetam as lavouras de cacau de ambos os países, viabilizado pelo projeto de cooperação entre a Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério das Relações Exteriores, e a Corporacion Colombiana de Pesquisas Agropecuária (Corpoica).

O cacau é um plantio de grande relevância econômica, social e ambiental na Colômbia e no Brasil, países que tiveram quedas vertiginosas de produção devido ao ataques de dois fungos de uma mesma família. No caso brasileiro, o ataque do Moniliophthora perniciosa, ao final da década de 80, reduziu a safra anual de amêndoas de 400 mil toneladas para menos de 100 mil toneladas de grãos secos e não há registros do fungo que ataca as lavouras colombianas e ainda do Peru, Venezuela e Equador e de países da América Central.

Já o Moniliophthora roreri, há cerca de 200 anos, causa severos danos às plantações de cacau do país andino, com efeito devastador sobre a economia do cacauicultor. O fungoataca, principalmente, os frutos da planta, com a produção de grande quantidade de esporos, na forma de pó cinzento ou creme, podendo causar perdas entre 40% e 100% na produção dependendo da gravidade do patógeno e das condições ambientais.

Os fiscais federais agropecuários João Bonfim Costa, do Centro de Pesquisas do Cacau (Cepec), Walter Paschoal dos Santos, do Centro de Extensão da Ceplac (Cenex), e Paulo Sérgio Beviláqua de Albuquerque, da Superintendência de Desenvolvimento da Região Cacaueira da Ceplac no Pará participarão de treinamentos com pesquisadores e técnicos colombianos, além de promover o intercâmbio de informações. O projeto prevê pesquisas de campo para conhecimento da biologia do Moniliophthora roreri e dos organismos de controle biológico, especialmente uso de técnicas de marcadores moleculares.

Há um ano, a Ceplac recebeu missão dos técnicos colombianos Jaimes Suárez, Yeirme Yaneth, e Jairo Rojas, da Corporacion Colombiana de Pesquisas Agropecuária (Corpoica), que foram treinados e capacitados pelos pesquisadores do Centro de Pesquisas do Cacau (Cepec) sobre o manejo e controle biológico do fungo da vassoura-de-bruxa. O projeto da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) do Ministério das Relações Exteriores e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), através da Ceplac, e Corpoica, compreende ainda situações epidêmicas da doença e treinamento de técnicos sobre planejamento e criação de sistemas agroflorestais para o desenvolvimento de programas de gestão de doenças.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116735 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.