Parque Tecnológico da Bahia será apresentado durante feira internacional em São Paulo

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação vai mostrar benefícios do novo equipamento para a economia baiana.

O Parque Tecnológico da Bahia, previsto para ser inaugurado até o final do ano, em Salvador, será apresentado nesta terça-feira, dia 20 (09/2011), durante a Feira Internacional de Tecnologia para Laboratórios, Análises, Biotecnologia e Controle de Qualidade (Analitica Latin America), que acontece em São Paulo. Os detalhes de como vai funcionar o Parque, as inovações e os benefícios para a economia baiana, serão mostrados pelo secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Paulo Câmera, no Transamerica Expo Center.

Voltado para promover o desenvolvimento científico e tecnológico do Estado, atraindo pesquisadores e abrigando incubadoras e empresas de base tecnológica, o Parque Tecnológico da Bahia funcionará como um centro de convergência do sistema estadual de inovação na Bahia, englobando as universidades, o governo e os empresários.

Estruturado em três eixos centrais: inovação (como instrumento de atração de empresas), tecnologia (esfera institucional de suporte à interação entre universidades e empresas) e ciência (estratégia de fortalecimento da produção científica), tem como áreas prioritárias Biotecnologia e Saúde, Energia e Engenharias, e Tecnologia da Informação e Comunicação.

Todos esses detalhes serão apresentados durante o 2º Congresso Analitica, que acontece de 20 a 22 de setembro, e abordará três grandes temas da Química Analítica: Metrologia e Quimiometria, Métodos Analíticos e Preparação de Amostras e Tecnologias em Análise Instrumental. O congresso contará com 11 simpósios, sendo dois internacionais, além de mesas redondas, mini-cursos, 96 apresentações e uma área de exposições de trabalhos científicos.

Sobre Carlos Augusto 9404 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).