Clima esquenta na ALBA e Deputado Zé Neto abre requerimento contra Targino Machado por ofensas morais contra ele e Jaques Wagner

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Targino fez inúmeras insinuações ofensivas na ALBA e, em entrevista à Tudo FM, chegou a chamar Zé Neto e o Governador de “canalha”.

“A vida pública nos traz a responsabilidade de educadores e de referência. Nossas atitudes, boas ou ruins, disseminam a paz, a violência ou quaisquer outros sentimentos que podem gerar perdas ou ganhos para a sociedade. E as atitudes do parlamentar Targino Machado não educam nem geram ganhos para a coletividade baiana”.

Com essas palavras o líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), Zé Neto (PT), sintetiza o motivo de ter entrado com um requerimento junto à presidência da Casa na terça-feira (6), para que sejam tomadas as devidas providências no sentido de se apurar atitudes do líder do Bloco Independente, deputado Targino Machado (PSC), que configuram quebra do decoro parlamentar.

Através de ofício, Zé Neto afirma que Targino proferiu “palavras caluniosas, injuriosas e difamatórias contra a bancada governista” em plenário. No programa Acorda Pra Vida da Rede Tudo FM 102.5, Targino foi mais adiante e chegou a chamar Zé Neto e o Governador Jaques Wagner de “canalha”.

“O canalha mor é aquele que é o maestro na canalhice. Um está no Palácio de Ondina e o outro que é o líder do Governo. Se eles não sabem o que significa a palavra ‘canalha’, que vão recorrer ao (dicionário) Aurélio. Eu não nasci deputado e se for cassado não tem problemas, porque eu tenho profissão. O que eu não posso perder é a honra”, afirmou Targino ao vivo. Vale lembrar que este foi apenas um dos episódios.

Sendo assim, amparado pela Constituição Federal (artigo 55, § 1º) e pela Constituição da Bahia (artigo 86), o comportamento do deputado Targino Machado é considerado incompatível com o decoro parlamentar por, dentre outros, ter proferido ofensas morais dentro e fora das dependências do Parlamento.

“Precisamos manter o respeito e tenho respeitado não apenas o deputado Targino Machado, mas todos os demais colegas dentro e fora da Assembleia. Jamais usei palavras que desonrasse sua conduta. Acredito que nossas discussões devem ser no campo das idéias e que os deputados devem pautar suas atitudes e palavras dentro do padrão de aceitabilidade”, afirma Zé Neto, segundo o qual está mais do que comprovado que o deputado Targino Machado agiu de forma desrespeitosa não só com relação aos seus pares, mas também com a própria Assembleia Legislativa.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113789 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: edit[email protected]