Afinal, o que está acontecendo com o serviço público na Bahia | Por Joildo Ferreira

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

É para se pensar! As correntes políticas do nosso Estado viabilizam “milhões de reais” para disputar as eleições e investe pesado em campanhas publicitárias na TV, no Rádio e Outdoor’s para sincronizar a informação até o povo.

Não bastante, os serviços públicos que devem ser bem geridos pelos representantes públicos estão na mira da privatização por falta de recursos e gestão pública de competência. A cidade de Salvador, capital do Estado da Bahia parece que se transformou na cidade do caos do serviço público.

Serviços públicos essenciais como: Ferry-Boat (TWD), Elevador Lacerda, Planos Inclinados e Estações de Transbordos, estão sendo alvo da má gerência do serviço público que se diz incapaz de manter estes serviços em poder do Setor Público. O chefe da Casa Civil, João Leão, declarou que vai entregar estes bens públicos para adoção como se fosse um animal sem dono. Por outro lado a Secretaria Municipal de Transportes pretende seguir as instruções do Prefeito João Henrique Carneiro, propondo que empresas privadas venham servir de concessionária privativa no intermédio de cobrança de tarifa elevada para manter os serviços funcionando bem.

É hora da sociedade impor regras aos nossos políticos. Se não tem competência para gerenciar serviços públicos não pode receber salários públicos e nem ocupar os cargos em que estão. Prefeito é para governar a cidade com seus secretários e assessores, bem como, os vereadores são pessoas que estão no serviço públicos para orquestrar leis que assegurem o regimento municipal.

É inadmissível a gestão de uma cidade se comportar assim. Privatizar os bens públicos e taxar a população com mais uma forma de diminuir o ganho real do salário do trabalhador sem que ninguém tome uma providência. Não basta as rodovias que foram licitadas e privatizadas, cujo pedágio, vem sendo cobrado desrespeitosamente, sem fiscalização e sem melhoria daquilo que foi prometido para ser feito.

O Estado da Bahia merece respeito e nossas cidades merecem ter tratamento digno para que o direito de ir e vir do nosso povo não possa ser massacrado sem direito de agir.

Privatização de espaços públicos devem passar no crivo da população. Elegemos nossos políticos para representar e cuidar dos bens públicos. Portanto, se o povo elege o político, tem também o direito de eleger o destino do bem público.

*Com informações: Joildo Ferreira | [email protected]

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108239 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]