Sérgio Passos, presidente do PSDB da Bahia, chama de esdrúxula decisão que limita atendimentos no Planserv

sergio-passos-presidente-do-psdb-da-bahia-chama-de-esdruxula-decisao-que-limita-atendimentos-no-planserv
sergio-passos-presidente-do-psdb-da-bahia-chama-de-esdruxula-decisao-que-limita-atendimentos-no-planserv
sergio-passos-presidente-do-psdb-da-bahia-chama-de-esdruxula-decisao-que-limita-atendimentos-no-planserv
sergio-passos-presidente-do-psdb-da-bahia-chama-de-esdruxula-decisao-que-limita-atendimentos-no-planserv

O presidente estadual do PSDB Bahia, Sérgio Passos, qualificou de esdrúxula a decisão do governo estadual que reduz os atendimentos médicos pelo Planserv – Plano de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estadual. “Esse projeto não tem a menor razoabilidade, é uma decisão unilateral que fere princípios constitucionais, já que a saúde é direito de todos e dever do Estado”, observa Passos.

Na opinião do tucano, ao basear sua decisão em supostos excessos praticados por pacientes e clínicas, o governo acaba fazendo um prejulgamento de todos os segurados e dos profissionais médicos credenciados ao Planserv. “É uma decisão esdrúxula, arbitrária, parcial, onde os principais interessados, os segurados, nem sequer foram ouvidos”, critica.

Sérgio Passos afirma que ao restringir anualmente em seis consultas médicas e cinco atendimentos de emergência, o governo coloca em risco a vida de milhares de pacientes que precisam de constante acompanhamento médico. “Por exemplo, o glaucoma é uma doença crônica que dura toda a vida, e é necessário que o paciente fique em observação e tratamento contínuo, para manter controlada a pressão intraocular e evitar a perda parcial ou total da visão. Com essa restrição no Planserv, muitos baianos podem acabar ficando cegos”, alerta o presidente estadual do PSDB que também é médico.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9605 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).