PT realiza 1º Seminário de Políticas Públicas para Feira de Santana

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

O 1º Seminário de Políticas Públicas para Feira de Santana, ciclo de debates sobre planejamento para Feira de Santana promovido pelo Partido dos Trabalhadores (PT) ocorreu neste sábado (13/08/2011), com objetivo de discutir políticas públicas para Feira de Santana e sua região metropolitana, a partir da criação de um novo planejamento urbano.

O evrento contou com a participação do deputado estadual e líder governista na Assembleia Legislativa da Bahia, Zé Neto, do secretário Estadual do Planejamento, Zezéu Ribeiro, da ex-secretária de habitação de Salvador e professora da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Ângela Gordilho, da representante do Conselho Estadual da Cidade e Desenvolvimento Social, Solange Guerra, e dos vereadores Ângelo Almeida e Marialvo Barreto.

Segundo o presidente do PT de Feira, Jaime Cruz, a idéia deste primeiro encontro foi discutir a questão do planejamento urbano de forma geral, desdobrando em debates temáticos nos próximos doze encontros como transporte, saúde, educação, segurança pública e moradia, por exemplo.

O deputado feirense, Zé Neto, abriu o debate afirmando que “a diferença que o PT fez no Brasil é fruto de seu conteúdo e horizonte ideológico”. Ele também destacou que o acúmulo de histórias do PT fez com que projetos, como o “Bolsa Família”, fosse uma realidade e elogiou o trabalho social iniciado pelo Governo Federal no Governo Lula.

“Agora, com a presidenta Dilma, temos o ‘Brasil sem Miséria’, que vai ao encontro de toda a nossa história, buscando onde está a pobreza, e não esperando que o pobre bata à nossa porta, porque, infelizmente, quando a gente espera que o pobre bata a nossa porta, muitas vezes quem bate à nossa porta é a marginalidade, é a violência, é a exclusão. Está claro que a falta de opção, a falta de alternativa é uma das maiores causas da violência. A gente tem que, evidentemente, a cada dia, buscar no nosso conteúdo a diferença, como nós temos feito,” pontuou Zé Neto.

Outras questões abordadas por ele foram a carência de um planejamento estrutural na cidade, a construção de um novo Centro Industrial no norte do município e melhorias na área da saúde.

Segundo a professora Ângela Gordilho, projetos de urbanização, de organização dentre outros que cuidam do direito do povo, devem ser antecipadamente planejados e baseados no estatuto da cidade, que é o instrumento que legisla o direito social como base de referência social, passando a ter recursos para a realização do plano. Ela ainda afirmou que, graças a iniciativas do Governo do Estado, os recursos do Minha Casa, Minha Vida e do Programa de Aceleraçãop do Crescimento (PAC) chegam à Feira de Santana.

“A população de Feira deve estar atenta quanto ao que existe de planejamento na cidade e como chegam os recursos aqui, porque os recursos estão vindo pelas ações do Estado. Isso tem que estar claro”, afirmou Ângela.

Ângelo Almeida parabenizou Jaime Cruz pela iniciativa do debate, pois “acredita que a partir dessas conversas, os militantes do PT poderão estar mais fortalecidos e organizados para executar seus trabalhos como Feira precisa”.

O Marialvo Barreto comentou sobre as carências da cidade nas áreas de saneamento básico, habitação e educação. Para Marialvo, o Plano Diretor está desatualizado e Feira está carente de um planejamento que tenha a voz do povo. “É preciso, sim, a participação dos técnicos; mas também é fundamental a participação popular”, frisou o vereador.

Representantes dos Trabalhadores Rurais também se pronunciaram para expor as dificuldades da zona rural, que compromete a safra e encarece os produtos da região. Segundo Conceição Borges (presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Feira), “90% da safra do 1º semestre foi perdida devido à falta de apoio do município”.

O debate contou também com a participação do público que tirou dúvidas com a mesa debatedora.

Presentes – Além dos debatedores, estiveram presentes no Seminário o senhor Albertino Carneiro (ex-presidente do PT de Feira), Pablo Roberto (diretor da Casa de Atendimento Sócio-Educativo Juiz Melo Matos –Case – e recém-filiado do PT), Guilhermino Vaccarezza (gerente de promoção industrial do Centro Industrial Subaé – CIS), Antonio Nilson Lopes (representante do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Faculdade de Tecnologia e Ciência (FTC) de Feira de Santana), dentre outros militantes do PT.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111111 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]