Produção de mel gera renda para agricultores familiares. Território Sertão do São Francisco atinge a marca de 483 toneladas

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Com a crescente valorização dos produtos apícolas no país, agricultores familiares do território do Sertão do São Francisco, um dos expoentes na produção de mel na Bahia, intensificaram suas atividades agrícolas para a apicultura com ênfase na produção de mel. Somente esse ano, de janeiro ao final de julho, agricultores do território produziram 483,1 mil quilos de mel, com destaque para os municípios de Campo Alegre de Lourdes, Remanso e Pilão Arcado, que contribuíram com os bons resultados, atingindo, respectivamente, as marcas de 155, 64, e 63 toneladas de mel.

Ainda completa a produção de mel no território os municípios de Canudos com 61 toneladas, Casa Nova (62 toneladas), Juazeiro (22 toneladas), Uauá (26 toneladas), Curaçá (17 toneladas), Sobradinho (11 toneladas), e Sento-Sé (858 kg). A Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), vinculada à Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri), presta assistência técnica e extensão rural, através de capacitações e dias-de-campo, realizados junto aos produtores do território e potencializou em 89% a produção de mel, em 2011.

De acordo com o técnico da EBDA, Carlos Roberto Ribeiro, a empresa capacitou este ano 283 famílias de agricultores, por meio de 15 treinamentos nas principais regiões produtoras de mel. “Nossa meta é realizar mais 42 cursos, totalizando até o final do ano 57 treinamentos, capacitando cerca de 970 famílias”, lembrou o técnico. Compõe o treinamento: práticas de povoamento, alimentação artificial para os enxames e manejo apropriado para a produção.

Um exemplo de sucesso da apicultura dentro do território está na comunidade de Riacho Grande, em Casa Nova, a 570km de Salvador. Ali, o agricultor familiar José Carlos Azevedo (44), através de um dia-de-campo realizado pela EBDA, ficou estimulado a produzir mel. Atualmente, já conseguiu obter excelentes resultados e tornou-se um multiplicador de conhecimentos em sua comunidade.

“Após o treinamento da EBDA, procurei o banco e financiei 60 caixas de colmeias, que me geraram, no primeiro ano, 1.200 kg de mel. Hoje, mais qualificado, já consigo produzir o dobro de mel com as mesmas 60 colmeias. Para mim e minha família, a apicultura tornou-se a principal atividade de geração de renda”, diz Azevedo.

A EBDA tem como catalisador, durante os treinamentos, um convênio de cooperação técnica, firmado com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) e Universidade Federal do vale do São Francisco (Univasf), que visa melhorar a qualidade de vida dos agricultores familiares residentes na beira do lago de Sobradinho. Através do convênio firmado com as prefeituras municipais de Casa Nova e Curaça foram realizados cursos de apicultura para alunos do Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem), do Governo Federal.

Banner do Governo da Bahia: Campanha 'Aqui é trabalho', veiculada nesta sexta-feira (04/11/2021).
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114832 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]