Prefeitura de Feira de Santana apreende veículo que realizava descarte irregular de lixo oriundo do Boulevard Shopping. Confira as notícias

prefeitura-de-feira-de-santana-apreende-veiculo-que-realizava-descarte-irregular-de-lixo-oriundo-do-boulevard-shopping-confira-as-noticias
prefeitura-de-feira-de-santana-apreende-veiculo-que-realizava-descarte-irregular-de-lixo-oriundo-do-boulevard-shopping-confira-as-noticias
prefeitura-de-feira-de-santana-apreende-veiculo-que-realizava-descarte-irregular-de-lixo-oriundo-do-boulevard-shopping-confira-as-noticias
prefeitura-de-feira-de-santana-apreende-veiculo-que-realizava-descarte-irregular-de-lixo-oriundo-do-boulevard-shopping-confira-as-noticias

Um veículo, modelo F-4000, placa policial NTQ 6123, foi flagrado e autuado no final da tarde desta quinta-feira (18) descartando de forma irregular lixo e sobra de material de construção na avenida Eduardo Fróes da Mota (Contorno).

De acordo com o que ficou apurado no local, o material descartado era oriundo de construção no Boulevard Shopping. A informação foi prestada por preposto da empresa Seng Engenharia Ltda, responsável pelo descarte.

O veículo foi apreendido e conduzido pela Guarda Municipal para o pátio da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT). O condutor foi autuado por descarte de lixo em via pública, conforme Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Além da infração de trânsito, todos os envolvidos no episódio foram autuados pelas secretarias municipais de Meio Ambiente e Recursos Naturais e de Serviços Públicos.

Conforme o secretário Luiz Araújo, tanto o gerador quanto a empresa responsável pelo transporte são responsáveis, conforme a Lei, pelo acondicionamento, coleta, transporte, tratamento e destino final do lixo (entulhos) gerado em canteiros de obras e/ou em demolições.

“A fiscalização vai continuar em toda a cidade sobretudo na avenida Eduardo Fróes da Mota”, afirma o secretário Luiz Araújo.

 Retomado ritmo de geração de emprego

Feira de Santana está retomando o ritmo de geração de emprego na construção civil, após a crise da Construtora R. Carvalho que resultou na demissão de 5.200 operários. Parte destes trabalhadores já foi absorvida pela Atrium Construtora, que assumiu as obras paralisadas. A Casa do Trabalhador foi disponibilizada pelo governo para intermediar contratações nessa área.

Segundo a diretora da Atrium, Luanda Figueiredo, a construtora já admitiu mais de 300 trabalhadores demitidos pela construtora R. Carvalho. “À medida que formos contratando os funcionários retomaremos as obras que estão paralisadas. Desde o início do mês já retomamos algumas obras. Nossa maior dificuldade é porque muitos trabalhadores não abrem mão de receber o seguro desemprego”, explica.

Para o secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Magno Felzemburg, a iniciativa é de grande importância porque vai reduzir o impacto das demissões no município. “Nosso objetivo é firmar parcerias também para que as construtoras que assumirem as obras do programa Minha Casa, Minha Vida dêem prioridade aos funcionários da R. Carvalho”, assegura.

A crise financeira enfrentada pela Construtora R. Carvalho foi um dos fatores responsáveis para que o município obtivesse uma queda na geração de emprego. Com o intuito de minimizar os efeitos, o Governo Municipal, através da Setdec, juntamente com a Caixa Econômica Federal, está intermediando a contratação dos operários.

Apesar dos problemas registrados na área de construção civil, no mês de julho o município criou 4.108 novos postos de trabalho, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na terça-feira (16).

De acordo com os dados do Caged, o município ocupou o 1º lugar no mês de fevereiro gerando 1.288 novos postos de trabalho. Em março foram geradas 300 novas vagas. Já no mês de abril foram criadas 1.000 novas oportunidades. No mês de maio alcançou novamente um saldo positivo de 1.046 novos postos, ficando atrás apenas de Salvador. Em junho o município ocupou a 5ª posição com um total 693 novos empregos.

Secretaria atenta a problemas em residencial

A Secretaria Municipal de Habitação já solicitou à empresa responsável pela construção do Residencial Santa Bárbara, a solução de todos os problemas que surgiram após a entrega das unidades residenciais. Os primeiros moradores do condomínio, construído através do Programa Minha Casa, Minha Vida, notaram problemas nas redes hidráulica e elétrica, além de algumas rachaduras.

“Estamos buscando junto à empresa FM, que os problemas sejam resolvidos o quanto antes. Há uma cobrança contínua. Os beneficiários podem ficar tranqüilos, pois quando assinaram o contrato, houve também a assinatura de um seguro que garante serviços de manutenção do empreendimento durante cinco anos, desde que a estrutura do imóvel não seja modificada”, explicou o secretário de Habitação, Gilberto Ruy.

De acordo com a construtora FM, uma equipe de operários está realizando todos os reparos no Residencial Santa Bárbara. A empresa informou ainda, que o efetivo de funcionários foi aumentado e a previsão é que o serviço seja concluído em breve.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108250 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]