Parque Tecnológico da Bahia terá incubadora de empresas

parque-tecnologico-da-bahia-tera-incubadora-de-empresas-conselho-estadual-de-ciencias-e-tecnologia-debate-propostas-para-o-desenvolvimentoparque-tecnologico-da-bahia-tera-incubadora-de-empresas-conselho-estadual-de-ciencias-e-tecnologia-debate-propostas-para-o-desenvolvimento


O Parque Tecnológico da Bahia terá uma incubadora de empresas para o desenvolvimento de novos equipamentos visando melhorar o desempenho do Estado no campo tecnológico. Quem informa é o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Paulo Câmera, que comandou nesta sexta-feira (19/08/2011), em Salvador, reunião do Concitec – Conselho Estadual de Ciências e Tecnologia. Entre os participantes estavam o secretário estadual de Planejamento, Zezéu Ribeiro; o superintendente da Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração, Adhvan Furtado; a reitora da UFBA, Dora Leal e o superintendente do IEL, Armando Neto, além de professores, pesquisadores e representantes do setor empresarial.

O secretário destacou que tem recebido várias propostas de empresas interessadas em se instalar na incubadora, algumas da área de saúde. “A ideia não é atrair apenas grandes empresas para o parque, mas estimular a geração de novos empreendimentos”, disse o secretário, que falou ainda do Inovatec (Programa Estadual de Incentivos à Inovação Tecnológica) e dos novos conteúdos de treinamento e qualificação profissional nos Centros Digitais de Cidadania (CDCs). Paulo Câmera informou que em parceria com o Senai e a Microsoft, serão treinados 360 jovens, com aulas de empreendedorismo, inglês instrumental, português e matemática. Inicialmente a capacitação acontecerá nos CDCs do Nordeste de Amaralina e Bairro da Paz.

Outro ponto abordado pelo secretário foi o programa de bolsas para mestres e doutores, visando atrair para o Parque pesquisadores de alto nível não só da Bahia, mas também de outros Estados. O Parque, que terá como áreas de atuação Tecnologia da Informação e Comunicação, Biotecnologia e Saúde, Energia e Engenharias, vai ter uma gestão compartilhada entre a universidade, poder público e iniciativa privada e deve ser inaugurado até o final deste ano.

A reitora da Ufba elogiou a iniciativa do Governo em implantar um Parque Tecnológico no Estado, ressaltando que será uma oportunidade para incrementar duas áreas que a Bahia ainda é carente: pós-graduação em ciências da computação e engenharias. “Precisamos fortalecer os grupos de pesquisa nessas áreas”, disse Dora Leal. Outro ponto levantado pela reitora é a parceria da Universidade Federal da Bahia com a Petrobras para pesquisa em Energia e Campos Maduros. Nos próximos dias o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, deve vir à Bahia para assinar o convênio com a Universidade.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).