Feira de Santana: vereador comenta que Celso Pereira é Colbert Martins de carteirinha

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
O vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (DEM), um dos mais irritados com a entrevista do secretário, questionou a declaração em que Celso diz que o ex-prefeito José Ronaldo comete “falta ética” com o prefeito Tarcízio Pimenta.
O vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (DEM), um dos mais irritados com a entrevista do secretário, questionou a declaração em que Celso diz que o ex-prefeito José Ronaldo comete “falta ética” com o prefeito Tarcízio Pimenta.
O vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (DEM), um dos mais irritados com a entrevista do secretário, questionou a declaração em que Celso diz que o ex-prefeito José Ronaldo comete “falta ética” com o prefeito Tarcízio Pimenta.
O vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (DEM), um dos mais irritados com a entrevista do secretário, questionou a declaração em que Celso diz que o ex-prefeito José Ronaldo comete “falta ética” com o prefeito Tarcízio Pimenta.

O secretário municipal de Governo, Celso Pereira, voltou a ser alvo de críticas esta semana, na Câmara, por parte de vereadores da base de sustentação do prefeito Tarcízio Pimenta. Eles voltaram a lembrar de declarações dadas pelo secretário em uma entrevista ao jornal “Tribuna Feirense”, quando cobrou dos governistas pronunciamentos em defesa de Tarcízio e de sua candidatura à reeleição.

Chegou a fazer previsão de prazos para definição de posição política de vereadores em relação à eleição para prefeito em 2012. O vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (DEM), um dos mais irritados com a entrevista do secretário, questionou a declaração em que Celso diz que o ex-prefeito José Ronaldo comete “falta ética” com o prefeito Tarcízio Pimenta.

“Quem é Celso Pereira para falar de ética? Se Colbert for candidato vai apoiar quem? Ele é Colbert de carteirinha. Celso deveria respeitar o ex-prefeito José Ronaldo”, afirmou o vereador do DEM, para quem o secretário provavelmente abandonaria a candidatura do prefeito Tarcízio Pimenta, caso o ex-deputado Colbert Filho dispute a Prefeitura.

Marialvo cobra intérpretes de libras na rede municipal de ensino

O vereador Marialvo Barreto (PT), esta semana, em discurso proferido na tribuna da Casa da Cidadania, voltou a tecer duras críticas ao governo Tarcízio Pimenta, no que tange a área de Educação. O petista denunciou que está faltando intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras), para facilitar a comunicação das pessoas portadoras de deficiência auditiva na rede municipal de ensino.

Para o petista, a Prefeitura está agindo com descaso com as leis n°164/2005, que dispõe sobre a implantação e obrigatoriedade da Libras como Língua oficial no município de Feira de Santana, e lei n° 2.608/2005, que cria cargos de intérpretes de Libras.

“Hoje vejo alguns setores da Prefeitura que perderam o limite, no tocante a incompetência e irresponsabilidade. Esta Casa votou para criação de 10 cargos de intérpretes de Libras. Houve o concurso, colocaram os dez. O que é que aconteceu de lá pra cá? Há uma demanda muito grande por esses profissionais. Por causa dos baixos salários, alguns intérpretes pediram exoneração do cargo e a Prefeitura não chamou outros para suprir as vagas enquanto o concurso tinha validade. Dos dez intérpretes, hoje só trabalham quatro no Município”, reclamou.

Segundo Marialvo, a viabilização de intérpretes para a sala de aula trouxe muitos alunos portadores de deficiência auditiva à escola, porém, atualmente, conforme o petista, eles estão abandonando os estabelecimentos de ensino, devido à falta de profissionais da Língua Brasileira de Sinais.

“Tem turma com 28 alunos e não está tendo intérprete, porque quatro não vão dar conta de todas as classes que estão montadas no Colégio Joselito Amorim. O resultado é que está uma chateação por parte dos pais e dos intérpretes que continuaram no Município. E no meio disso tudo há um cruzamento de interesses políticos e, inclusive, eleitorais”.

Na concepção do petista, falta habilidade para resolver o problema. “Quero lamentar a forma errada como foi feita a gestão da área de Educação do Município. Eu entendo que o gestor tem que está preparado para as situações adversas. Se há demissão e tem concursado, chama os que estão na lista. Se não tem na lista, abre-se novo concurso para suprir aquela vaga”, declarou, ressaltando que esse fato prejudica os estudantes portadores de deficiência auditiva e suas famílias.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123126 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.