Ministro das Comunicações contesta denúncias e critica revista Época

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, engrossou o coro dos descontentes com a imprensa, que tem crescido no governo após uma série de denúncias divulgadas recentemente. Em nota de 22 de agosto, ele criticou reportagem publicada pela revista Épocaque sugere que ele e sua mulher, a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffman, usaram aviões de uma empreiteira em troca de favorecimento à empresa. O político afirmou que as denúncias são “totalmente inverídicas” e de “grande irresponsabilidade”, ressaltou a Agência Estado.

Segundo Bernardo, os aviões foram fretados de diversas empresas, que receberam pelo serviço, durante a campanha eleitoral do Paraná, em 2010. O ministro negou ter solicitado qualquer meio de transporte em troca de vantagem na administração pública federal, de acordo com a Folha de S. Paulo.

“A Revista Época fez nos últimos dois meses, quatro matérias em que cita a mim ou à Ministra-Chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffman, com insinuações indevidas, algumas de forma absolutamente gratuita, sem me ouvir (…). Este fato contraria os Princípios Editoriais das Organizações Globo”, contestou o político.

A revista divulgou em seu site uma resposta em que afirma ter procurado o ministro nas reportagens citadas, mas sem obter qualquer pronunciamento por parte dele. Segundo a nota de redação, Bernardo foi procurado quatro vezes em 40 dias. A publicação ainda rebateu a alegação de que descumpriu osprincípios editoriais recém-divulgados pela Globo e citou um deles, que diz que “Uma pessoa poderá ser apresentada como suspeita de crime ou irregularidade quando investigações jornalísticas, feitas segundo os preceitos deste documento, assim permitirem”.

Recentes reportagens sobre supostos casos de corrupção e desvios éticos no executivo federal resultaram na queda de quatro ministros do governo Dilma em menos de três meses, observou o iG. Último a cair, o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, deixou o cargo com uma carta de renúncia na qualacusa a imprensa de ter feito “campanha sórdida” contra ele.

*Com informações: Knight Center | Natalia Mazotte

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113829 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]