Gujão, indústria de alimentos da região Feira de Santana, adere ao SISBI e passa a comercializar para todo o país

gujao-industria-de-alimentos-da-regiao-feira-de-santana-adere-ao-sisbi-e-passa-a-comercializar-para-todo-o-pais
gujao-industria-de-alimentos-da-regiao-feira-de-santana-adere-ao-sisbi-e-passa-a-comercializar-para-todo-o-pais

A Gujão, indústria de alimentos com sede em São Gonçalo dos Campos, região de Feira de Santana, aderiu, na última sexta-feira (26), ao SISBI (Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal) e inaugurou o setor de produção de embutidos, empanados e marinados. A adesão ao SISBI irá permite a Gujão buscar novos mercados. Desta forma, a empresa não ficará limitada ao estado da Bahia podendo abranger todo Brasil.

A indústria – inaugurada há seis anos – segundo seu presidente, Carlos Augusto, a partir do próximo mês de setembro irá tomará outro rumo em termos de produtos industrializados. “Vamos começar a fazer produtos laminados e espetinhos de frango. Produzir salsicha e hambúrguer, por exemplo. Estamos procurando diversificar”, informa Carlos.

De acordo com Paulo Emilio Torres, diretor geral da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), afirma que a avicultura baiana compreende mais de 110 milhões de aves, o que coloca o estado como o segundo maior produtor do setor no nordeste e o décimo do Brasil. Ele ainda chamou atenção para o fato da Gujão ter 250 parceiros, o que comprova uma divisão de renda que dá sustentabilidade ao setor.

“A Gujão está de parabéns. Uma empresa genuinamente baiana, sólida no mercado e que investe em tecnologia” disse Paulo Emílio ao afirmar que “com a parceria existente entre o Governo do Estado e a Gujão, através da Seagri e da ADAB, a Bahia é quem ganha”.

O Secretário Estadual da Agricultura, que também marcou presença no evento, manifestou sua satisfação por poder ter empresas como a Gujão instaladas no Estado. “Este grupo empresarial é um orgulho para a Bahia”, expôs o titular da Seagri ao afirmar que quanto mais se incentiva a agricultura, mas gerando emprego e renda são gerados com sustentabilidade. “Fico orgulhoso ao ver a Gujão ampliando sua estrutura e oportunidades de trabalho”, pontuou o secretário.

Francisco Turra, ex-ministro da Agricultura e atual Presidente da União Brasileira de Avicultura (Ubabef), também ressaltou a importância da empresa na geração de emprego e a importância do Governo Wagner para que a Bahia progredisse nos últimos anos.

“Eu acho que este é o novo Brasil que a gente precisa. Não é mais o tempo da ganância, da opressão. É o tempo da parceria. O mundo está olhando para o Brasil como um país produtor de alimentos e não como um país produtor de petróleo. O mundo está precisando de alimento e a demanda é imensa. A Bahia está seguindo o mesmo caminho”, avaliou o ex-ministro.

Turra ainda ressaltou que o Brasil já é o maior exportador mundial de frango sendo responsável por 41% da produção mundial.

Quem palestrou a respeito da importância da sanidade avícola brasileira e da modernização dos aviários visando garantir a qualidade na produção foi Dr. Antônio Guilherme Machado de Castro, vice-presidente técnico-científico da União Brasileira de Avícultura (UBA).

O presidente da Gujão, Carlos Augusto, também reforçou a importância do engajamento de Zé Neto para o desenvolvimento do setor na Bahia e disse esta orgulhoso por terem escolhido o deputado como representante do setor. A exemplo dos esforços de Zé Neto, Augusto citou a instalação da Câmara Setorial de Aves e Suínos, importante ferramenta de construção de políticas públicas em conjunto com os trabalhadores, empresários e pequenos produtores do setor.

Zé Neto falou a respeito da preocupação do Governo Wagner com a reestruturação das cadeias produtivas, fortalecimento dos pequenos, médios e grandes produtores.

O deputado também abordou as questões sanitárias e sua importância como forma de garantir a qualidade dos produtos, investimento e competitividade no mercado. “Gradativamente devemos fazer o aperfeiçoamento e o que já estamos fazendo. Temos que olhar para as cadeias produtivas, ampliar o debate envolvendo todos os setores e assim criar espaços e condições para que o pequeno e médio produtor possa se desenvolver. O estado da Bahia quer investir em quem esta querendo produzir”, afirmou o parlamentar.

“Me orgulho de estar perto desta empresa (Gujão) ajudando a construir oportunidades para quem mais precisa e todos os seus colaboradores são responsáveis por isso”, disse Zé Neto ao parabenizar os avicultores e trabalhadores da avicultura por seu dia: 28 de agosto.

+ Sobre a empresa

A Gujão se posiciona como uma das maiores produtoras de aves e suínos da Bahia. Além de investir em técnicas inovadoras de merchandising, é a única que possui uma logística própria, superando as expectativas do mercado varejista quanto ao cumprimento de prazos na distribuição dos seus produtos.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110932 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]