Estudantes de Graduação em Farmácia da UFBA enviam carta de protesto e afirmam que curso passa por problemas

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

A Faculdade de Farmácia da Universidade Federal da Bahia enfrenta inúmeros desafios para a implantação de uma nova matriz curricular. São inúmeros problemas, a citar ausências de disciplinas, disciplinas com carga horária inadequada, vagas nas disciplinas incompatíveis com o número de estudantes, sendo a principal falha a falta de compromisso do corpo docente com os discentes.

As falhas aqui mencionadas, que, segundo o Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas, são meramente técnicas-administrativas, prejudicam a graduação de todos os estudantes de Farmácia. A disciplina Antropologia, que deveria ser oferecida no início do curso ainda não foi fornecida e nem emitido um parecer aos prováveis concluintes. As disciplinas de Microbiologia Aplicada à Farmácia; Parasitologia Aplicada à Farmácia e Diagnóstico Laboratorial estão em processo desde a implementação da nova matriz curricular. Ressaltam-se também sobre as metodologias não condizentes com a educação e à ausência de vagas nos Estágios Modulares e demais disciplinas.

O descaso com a graduação está se tornando frequente dentro desta Universidade, em particular com a Faculdade de Farmácia, a qual (in)felizmente faço parte. Não conseguimos compreender como que uma matriz curricular, a qual demorou oito anos para ser implantada, foi aprovada de forma inadequada, ferindo os princípios da educação, comprometendo o futuro profissional destes estudantes.

No momento em que o Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas relata que são quase dois séculos de democracia que a Faculdade de Farmácia vem apresentando, perguntamos por onde anda esta democracia dificilmente praticada. Afinal, não se pode usar este termo em um estabelecimento no qual os interesses individuais se sobrepõem aos coletivos. Mendigar por educação é um ato de vergonha sim, sendo muito mais vergonhoso ainda quando doutores não contribuem por uma educação de qualidade.

Ao enviarmos manifestação eletrônica às instâncias superiores da Universidade Federal da Bahia, tornando pública a nossa insatisfação com o curso de Graduação de Farmácia, não nos lamentamos em expor a imagem desta Faculdade. Pensamos que a vergonha deveria partir de um corpo docente que não foi capaz de analisar que seria inviável ministrar disciplinas com carga horária insuficiente ou com vagas que não atendam à demanda. Diante de problemas que não são resolvidos por questões de competência administrativa, deixamos aqui registrada a nossa insatisfação com os docentes da Faculdade de Farmácia, em particular àqueles lotados no Departamento do Medicamento e no Departamento de Análises Clínicas e Toxicológica.

Salvador – Bahia, 12 de agosto de 2011.

Estudantes de Graduação em Farmácia

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120546 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.