Em Feira de Santana, vereadores da base governista trocam farpas e Roque Pereira diz que Lulinha usava o HGCA para benefício próprio

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Tourinho denuncia supostas irregularidades na contratação de artistas pela Prefeitura

O vereador Roberto Tourinho (PSB), em seu discurso proferido na tribuna da Casa Legislativa, denunciou suposto superfaturamento na contratação de artistas por parte da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, no período junino deste ano. Segundo ele, no início desta semana, no programa Diário da Feira, o radialista Reny Alves informou que teve banda que tocou num município circunvizinho e, no dia seguinte, em Feira de Santana com uma diferença de preço de quase 50 mil reais.

Para Tourinho, isso é caso de polícia. “Essa turma está metendo a mão no dinheiro público de forma descarada. Fizeram um apanhado e deu mais de 80 mil reais”, afirmou. O líder da bancada oposicionista classificou o município de Feira de Santana como o “paraíso da corrupção administrativa”.

Na oportunidade, ele cobrou esclarecimentos sobre o requerimento de autoria do edil David Neto (PMN), apresentado à Câmara, no primeiro semestre deste ano, solicitando, conforme Tourinho, uma Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar possíveis irregularidades na Secretaria mencionada. De acordo com o vereador do PSB, o documento constava seis assinaturas, quatro da base de oposição e duas da bancada governista (David e José Carneiro – PDT), necessitando apenas de uma assinatura para ser aprovado.

“David fez muita espuma nos meios de comunicação, ameaçou, disse que faria uma CPI, conseguiu os votos da oposição, mas se calou. Já disse a Vossa Excelência e vou tornar público que nós vereadores da oposição não vamos servir mais de massa de manobra. Nós não estamos aqui para colocar azeitona em empada de ninguém”, afirmou.

Em aparte, o vereador do PMN solicitou do presidente da Câmara que constasse em ata as declarações de Tourinho. Na sequência, ele declarou que o oposicionista teria que provar onde é que existe barganha e também o pedido de criação de CPI para este caso. “Eu sempre falei aqui que se houvesse necessidade de CPI, daríamos entrada”, disse, argumentando que o prefeito Tarcízio Pimenta já tomou providências mediante exoneração de servidor da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer.

Novamente com o uso da palavra, o líder da oposição reiterou que, junto com os referidos edis, assinou o requerimento com pedido de criação de CPI para investigar possíveis irregularidades na contratação de artistas pela Prefeitura.

Líder presta esclarecimentos sobre possíveis irregularidades na contratação de artistas

O líder da bancada governista, Maurício Carvalho (PR), em seu pronunciamento na Casa da Cidadania, rebateu a denúncia do vereador Roberto Tourinho (PSB) no tocante a possíveis irregularidades na contratação de artistas contratados pela Prefeitura Municipal de Feira de Santana para os festejos juninos, bem como o suposto requerimento, de autoria do legislador David Neto (PMN), pedindo criação de Comissão Parlamentar de Inquérito para a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer.

Maurício disse que cachê de bandas é algo extremamente relativo. “É claro que numa cidade menor o cachê diminui proporcionalmente conforme a estrutura do município. Os municípios não têm arrecadação igual. Os cachês das bandas vão se ajustando a realidade de cada local. Agora, se existe alguma dúvida quanto a isso, que se tragam fatos concretos para cá”, desafiou.

No que tange a suposta petição do vereador do PMN, o líder governista explicou que um documento que tramita colhendo assinaturas só passa a se caracterizar como requerimento de CPI a partir do momento que se dá entrada oficialmente no setor legislativo.

“Que mal há de o vereador David Neto, inicialmente por algum tipo de razão, tenha tido a iniciativa de pensar na criação de uma CPI? Ele colheu as assinaturas e depois seguramente voltou a conversar, amadureceu, viu que algumas providências foram tomadas e sentiu que não era necessário encaminhar o requerimento. Em nenhum momento o vereador deu entrada no setor legislativo”, disse, argumentando que, na Câmara, já houve várias tentativas de pedidos de CPI que não se concretizaram.

Maurício criticou a atitude do vereador Roberto Tourinho por este, segundo ele, ter dito que o vereador David Neto usou de um artifício para fazer barganha junto ao Governo Municipal. “Ninguém tem o direito de afirmar isso”, disse, ressaltando que é inaceitável apelação com o objetivo de ferir a integridade e idoneidade alheia.

Na oportunidade, David Neto afirmou que Tourinho responderá processo por injúria, difamação e danos morais, por conta da acusação de barganha e também por ter afirmado que ele encaminhou aos pares o referido requerimento. Em aparte, o vereador Angelo Almeida (PT) disse que a bancada de oposição assinou com boa fé o requerimento de criação de uma CPI para investigar a Secretaria de Cultura.

Vereador rebate críticas sobre o Hospital da Criança

O vereador Angelo Almeida (PT), esta semana em pronunciamento na tribuna da Casa da Cidadania, rebateu as recentes críticas sobre o Hospital Estadual da Criança (HEC). Ele apresentou um balanço dos serviços prestados pela unidade hospitalar desde o início da sua implantação em Feira de Santana, em agosto de 2010, até o final de junho deste ano.

O petista disse que, em média, o Hospital Estadual da Criança realiza 100 atendimentos diários. Segundo ele, foram 109.147 atendimentos, sendo 1.023 cirurgias, 78.186 exames diagnósticos e 2.641 internamentos. Angelo também informou que o HEC realizou 2.600 consultas e 27.462 crianças foram atendidas no setor de urgência e emergência.

Ele destacou também que a instituição conta com 145 leitos ativos, sendo 108 leitos normais e 37 semi UTI. Salientou ainda que o HEC dispõe de 811 pessoas no quadro de funcionários, sendo 541 colaboradores diretos, 116 médicos, 95 enfermeiros e 59 profissionais na equipe multidisciplinar.

Logo depois de apresentar os números, Angelo Almeida declarou: “eu penso que quem anda falando que o HEC é para turista deveria ter um pouco de sensibilidade política e humana e pegar uma pesquisa como esta aqui e colocá-la na cabeceira da cama, para quando acordar todos os dias ler o conteúdo e se envergonhar das críticas”.

De acordo com o edil, o HEC é uma hospital que enfrenta dificuldades como qualquer outra instituição pública de saúde do Brasil. Para Angelo, a população de Feira de Santana está satisfeita e se orgulha em ter uma unidade hospitalar de âmbito estadual.

Na oportunidade, Angelo ressaltou que há uma dificuldade no mundo inteiro em formar médicos com especialização na área de pediatria, principalmente em Feira de Santana. Conforme o petista, sensível aos problemas do município, o secretário de Saúde do Estado, Jorge Solla, recentemente fez uma visita a cidade com intenção de estabelecer políticas públicas de incentivo à formação de pediatras.

“O governo vai financiar novas vagas em residências, dando recursos aos estudantes recém formados para que eles sejam estimulados a seguir a área de pediatria. Feira de Santana vai ser beneficiada porque tem uma Universidade Estadual de Medicina que vai formar médicos, onde eles terão na residência do Hospital da Criança a oportunidade de se capacitar e obter conhecimentos práticos”, assegurou, salientando que atualmente a saúde promovida pela administração estadual é muito superior ao do governo passado.

Vereador critica demissão coletiva de médicos angiologistas

O vereador José Carneiro Rocha (PDT), em seu discurso proferido na tribuna da Casa da Cidadania, criticou o pedido de demissão de cinco médicos angiologistas do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA). Ele classificou esse ato dos profissionais de saúde como uma falta de humanidade para com os pacientes que estão internados naquele hospital precisando de assistência.

“Antes de tomar uma posição dessas, esses médicos precisavam ser mais humanos e sensíveis aos problemas daquele povo que está lá operado, inclusive, por eles. Deveriam ter observado que eles próprios fizeram cirurgias em algumas pessoas e estes pacientes estão dependendo de observação diária, mas infelizmente esses ‘urubus’ foram incapazes sequer de avisar a direção do Clériston que estariam pedindo demissão em bloco”, protestou.

Para o edil, cabe à direção do HGCA, através do Governo do Estado, encontrar uma solução. “Se há um embate entre médicos e Governo, o povo não quer saber e nem pode pagar por esse desencontro. Nós esperamos que pelo menos esses pacientes que estão operados sejam transferidos para unidades onde tenham médicos competentes, na área de angiologia, para continuarem sendo assistidos, porque eu encaro isso como uma falta de respeito”, pontuou.

Lulinha volta a fazer críticas à saúde do Estado

O vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (DEM), voltou a criticar o Governo Estadual, enfatizando problemas nas unidades hospitalares de Feira de Santana. O edil iniciou o discurso destacando uma nota do Blog do Velame, intitulada: “Hospital para turistas”, se referindo ao Hospital Estadual da Criança (HEC).

Segundo o texto, “O HEC de Feira de Santana parece mesmo que se especializou em sediar o ‘turismo político’ e esqueceu sua verdadeira razão de existir. Depois de encher o hospital de médicos para receber as visitas do ex-presidente Lula, do governador Jaques Wagner e do Ministro da Saúde Alexandre Padilha, a unidade hospitalar voltou ao normal. A normalidade lá, para quem não sabe, é a falta de profissionais. Ontem, primeiro dia do mês de agosto, o suntuoso hospital que tem cerca de 200 leitos ficou sem médico plantonista durante cerca de 12 horas”.

Após a leitura da nota, Lulinha reclamou da administração petista na Bahia e disse que, em Feira de Santana, o caos na saúde pública se alastra a cada dia que passa. Na sequência, o vereador apontou vários problemas no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA).

“Não tem médico angiologista. Pessoas com diabetes estão com seus problemas se agravando por falta de assistência. A nova diretora do Clériston, Iraci Leite da Silva, pegou uma verdadeira bomba, porque o Clériston Andrade está na UTI. As pessoas estão morrendo, os pacientes não conseguem regulação para Salvador, o hospital não dispõe de uma ala de queimados, o hospital não tem uma ala para colocar os idosos, é todo mundo misturado”, disse o edil. Ele também ressaltou a falta de equipamentos, higiene e problemas de mofo e de superlotação na unidade hospitalar.

Na opinião do legislador, a enfermeira Iraci Leite não conseguirá ter êxito na administração do HGCA. “Ela não vai ter condições, porque não vai depender do diretor. Não tem diretor bom. Eduardo Leite entrou para melhorar e acabou saindo como ruim. Inalva disse que os problemas denunciados não eram a realidade do Clériston, mas terminou sendo exonerada. Iraci, dentro de poucos dias, será também exonerada porque não vai agüentar. Ela vai pegar o caos na saúde. Esse é o governo do PT”.

Roque diz que Lulinha usava o HGCA para benefício próprio

O vereador Roque Pereira (PT do B), em seu pronunciamento na sessão ordinária da Casa da Cidadania, inconformado com as críticas do edil Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (DEM) ao Governo do Estado, com relação ao Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), afirmou que, no governo anterior, Lulinha era bastante beneficiado na unidade hospitalar. Segundo Roque, o legislador do Democratas tem o prazer de buscar, nos meios de comunicação, notícias negativas sobre HGCA. Para ele, virou uma obsessão de Lulinha tratar desse assunto continuadamente na Câmara.

Na sequência, Roque Pereira declarou ao edil do DEM: “foi o governo de Vossa Excelência que largou três mil caçambas de entulho dentro do Clériston Andrade. Vossa Excelência, hoje, não tem moral para falar do Clériston, porque, no passado, andava fazendo uso daquela máquina. Não venha pra cá azarar a competente enfermeira, Iraci Leite, que vai assumir a direção do hospital e, com certeza, realizará um grande trabalho naquela unidade”.

Tourinho diz estar ansioso para prestar esclarecimentos no Complexo Policial

Na sessão legislativa desta quarta-feira (3), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador Roberto Tourinho (PSB), disse estar ansioso para prestar esclarecimentos ao delegado Matheus Souza, atendendo a uma solicitação da promotora de Justiça Sumaya Queiroz Gomes de Oliveira. A oitiva de Tourinho está prevista para a próxima segunda-feira (8), no Complexo Policial da cidade.

Segundo o ofício de nº 0943/2011, encaminhado à Câmara Municipal pela referida promotora, o prefeito de Feira de Santana, Tarcízio Pimenta, alega que através da imprensa teve a sua honra atingida por Roberto Tourinho e pelos outros três vereadores oposicionistas: Marialvo Barreto e Angelo Almeida, ambos do PT, e Carlos Alberto Costa da Rocha – Frei Cal (PMDB).

“Vocês não imaginam a minha alegria em poder comparecer ao Complexo Policial. E tenho vários motivos para tal. O primeiro é encontrar o delegado Matheus Souza Lima, um dos grandes amigos que tenho em Feira de Santana”, afirmou o líder da bancada da minoria na Casa da Cidadania. Tourinho destacou ainda que priva da amizade familiar do delegado Matheus Souza e que teve a oportunidade de advogar ao lado deste.

O segundo motivo, de acordo com o edil, é o fato de que nenhum dos oposicionistas possui motivos para temer a convocação. “Nós podemos entrar e sair do Complexo Policial sem nenhuma preocupação, porque contra nós não existe nenhum pedido de prisão preventiva; não recebemos nenhum cheque administrativo no valor de R$ 1.800,00; não formamos quadrilha para assaltar o Banco Subaé Brasil; não participamos de desapropriação e não pesa contra nenhum de nós qualquer tipo de acusação de utilização de laranja”.

Na opinião de Tourinho a argumentação do prefeito, de que teve a honra atingida não se justifica. “Honra atingida tiveram os pequenos agricultores que acreditavam naquela cooperativa de crédito. Honra atingida tiveram os feirenses que pagam impostos e viram uma desapropriação de uma área, em regime de urgência, onde até hoje não foi colocada uma brita sequer para construir casas para servidores”.

Ainda ao comentar sobre a insatisfação do chefe do Executivo, o líder da oposição citou o nome de diversos criminosos conhecidos no país e ironizou: “falar de honra é muito subjetivo, até porque os bandidos mais perigosos também possuem um código de honra”. Para encerra o discurso, o vereador reafirmou sua expectativa quanto a convocação para prestar esclarecimentos: “Durmo e acordo ansioso para que chegue logo o dia 8 de agosto”, arrematou.

Maurício defende direito do prefeito de buscar a Justiça contra afirmações da oposição

O vereador Maurício Carvalho (PR), líder do governo na Câmara Municipal de Feira de Santana, afirmou na manhã desta quarta-feira (3), que o prefeito Tarcízio Pimenta agiu corretamente ao buscar a Justiça por conta das afirmações feitas pelos quatro vereadores oposicionistas durante entrevistas coletivas e nas representações encaminhadas aos órgãos fiscalizadores.

Maurício também declarou que pesa contra os colegas de oposição o fato de terem solicitado a prisão preventiva do chefe do Executivo, antes mesmo que tivesse havido qualquer tipo de julgamento, e de declararem que o governo atual é uma “quadrilha. Ele pontuou que o vereador Roberto Tourinho tinha conhecimento de que esse tipo de procedimento não foi correto. “Isso é ferir a honra do prefeito e o senhor, não apenas como político, mas também como advogado, sabe que não cabia aquele pedido”, afirmou.

O líder governista disse ainda que não aceitava os exageros cometidos pelos oposicionistas em declarações à imprensa e também nas denuncias apresentadas, como no caso dos cheques administrativos, que segundo o vereador nada tem a ver com a administração municipal. “Isso é um caso de quebra de sigilo fiscal”, afirmou. Em seguida Maurício Carvalho denunciou: “todos sabem que existe uma campanha sórdida e dura para desgastar o prefeito. Até a legenda partidária tentaram tirar para inviabilizar que ele pudesse disputar uma reeleição”, declarou.

Segundo o vereador do PR, não existe qualquer motivo para justificar que fosse solicitada a prisão do prefeito. “Tarcízio Pimenta nunca respondeu a um processo na área crime ou na área judicial, nem como pessoa física nem como pessoa jurídica”. Logo depois, pontuou: “Vamos deixar que a apuração seja feita. O prefeito também tem o direito de representar na Justiça, e ele não usou a imprensa para sujar a honra de vossas excelências”.

Vereadores apóiam projeto do deputado em prol de estudantes

Na sessão legislativa, desta quarta-feira (3), na Casa da Cidadania, o vereador José Carneiro Rocha (PDT) comentou sobre o projeto de lei apresentado na Câmara Federal pelo deputado Fernando Torres (DEM), que tem por finalidade criar possibilidades aos estudantes do curso superior, beneficiados pelo programa de Financiamento Estudantil (FIES), de efetuar o saldo devedor de suas mensalidades através da prestação de serviços.

José Carneiro parabenizou a matéria, salientando as dificuldades que passam os estudantes para conseguir ingressar e concluir o curso em uma faculdade particular. “Sabemos que os estudantes fazem financiamento e nem sempre conseguem, após a conclusão do curso, um emprego para honrar os compromissos que assumiram quando estavam na faculdade. Eu acho que a idéia do deputado Fernando Torres foi extraordinária, porque ele está dando condição aos estudantes endividados de concluir o curso e ter a garantia que não serão incluídos no cadastro negativo do Serasa”.

O vereador Justiniano França (DEM) também teceu elogios à proposição do deputado federal e, na oportunidade, disse que é importante, inclusive que, além do pagamento das mensalidades com prestação de serviços, os estudantes, neste financiamento, não paguem juros.

O vereador David Neto (PMN) também demonstrou grande satisfação com a matéria do deputado Fernando Torres, ressaltando que o projeto é interessante e abrangente, uma vez que não beneficia apenas estudantes baianos, e sim acadêmicos do Brasil inteiro.

Frei Cal critica propaganda enganosa de pontos turísticos da cidade

O vereador Carlos Alberto da Rocha – Frei Cal (PMDB), nesta quarta-feira (3), na Casa da Cidadania, comentou sobre o material que está sendo distribuído pela Secretaria Municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico, destacando alguns locais de Feira de Santana, com o objetivo de promover o turismo da cidade. O edil classificou como propaganda enganosa alguns pontos turísticos do município divulgados no folder.

O prospecto divulgado pela referida Secretaria apresenta o Centro Industrial, comércio, igrejas, festas e a cultura popular de Feira de Santana. Na opinião de Frei Cal, a aparência estética dos pontos turísticos apresentados não condiz com a realidade. “Quem tem acesso a este material imagina que está em outra cidade. Existe tudo isso, agora o que não existe é organização. A nossa cidade não é organizada, é uma bagunça, sobretudo o comércio, o Centro de Abastecimento, a Sales Barbosa. Os turistas quando pegarem um material desse “Visite Feira”, vão imaginar o quê? Quando se depararem com a realidade, se decepcionarão com o que está sendo divulgado”, criticou.

O peemedebista alertou que essa situação não pode ficar apenas no papel, e sim “partir para a prática”. Na sua concepção, a cidade precisa de ações concretas para que os turistas sejam atraídos no dia a dia. Apesar das criticas que fez, Frei Cal ressaltou a iniciativa do Governo Municipal no incentivo ao turismo. “Não podemos deixar de elogiar o que está no papel. A iniciativa de preparar este material já vale um pontinho e nós não podemos deixar de reconhecê-la”, disse.

Vereador solicita ônibus com três portas para distrito

O vereador Ewerton Carneiro – Tom (PTN), na sessão desta quarta-feira (3), na Casa da Cidadania, parabenizou o prefeito Tarcízio Pimenta pela renovação da frota de ônibus coletivo do Sistema Integrado de Transporte de Feira de Santana (SIT) e aproveitou o ensejo para cobrar melhorias no transporte público da zona rural.

“O distrito da Matinha, ultimamente, tem recebido muitos moradores novos, em vista disso, os ônibus que atendem a localidade não estão suportando a demanda, a quantidade de passageiros é enorme”, argumentou Tom, solicitando dos órgãos competentes ônibus de três portas para a região, especialmente nos dias de feira livres (segundas e sábados), sobretudo para facilitar a entrada de usuários com mercadorias.

Na sequência, o vereador do PTN destacou que 80% dos ônibus do município são novos. “A frota não é reformada como faziam antes, colocando uma tinta vermelha e verde. Atualmente, são ônibus novos”. Ainda sobre a renovação da frota de ônibus coletivo, o edil afirmou que alguns legisladores da Casa da Cidadania, que faziam duras críticas ao transporte coletivo da cidade, não se manifestaram a respeito desse fato. “Batiam tanto no transporte do município de Feira de Santana, no entanto, hoje, que o problema foi solucionado, não divulgam que os ônibus estão novos”, observa.

Petista cobra pagamento de verba de subvenção à Santa Casa da Misericórdia

O vereador Angelo Almeida (PT), em discurso proferido na tribuna da Casa da Cidadania, solicitou do líder do governo na Câmara, Maurício Carvalho (PR), esclarecimentos sobre o repasse de recursos públicos, em forma de subvenções sociais.

O petista deseja saber do Executivo quantas emendas de vereadores já foram liberadas este ano. Questiona também quais entidades foram contempladas e se já foi ou não liberada a verba indicada por ele no valor de R$ 25.000,00 para a Santa Casa da Misericórdia.

Na oportunidade, Angelo informou que, por conta de um débito de R$ 97.015,79, a Santa Casa da Misericórdia de Feira de Santana está na iminência de ter o fornecimento de energia suspenso pela Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba).

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113514 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]