Cresce a produção de alho irrigado em Brotas de Macaúbas

cresce-a-producao-de-alho-irrigado-em-brotas-de-macaubas
cresce-a-producao-de-alho-irrigado-em-brotas-de-macaubas
cresce-a-producao-de-alho-irrigado-em-brotas-de-macaubas
cresce-a-producao-de-alho-irrigado-em-brotas-de-macaubas

Morador do povoado Buriti do Alho – localizado no município de Brotas de Macaúbas, distante 600 km de Salvador -, o agricultor Sidnei Oliveira, 23 anos, optou por trocar as bananeiras existentes no quintal de sua casa pela implantação de uma cultura de alho orgânico, livre de vírus. Sua decisão se mostrou acertada.

Hoje, ele consegue obter uma produção anual de 1.500 réstias – tranças feitas com as hastes das cabeças de alhos -, colhidas em uma área inferior a um hectare. Como cada réstia pesa aproximadamente um quilo, o agricultor alcança um rendimento de R$ 7 mil.

A variedade de alho plantada por Oliveira é a Cateto Roxo e toda a sua produção é comercializada no próprio município. Toda a assistência técnica em sua plantação foi feita pela Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), órgão ligado à Secretaria da Agricultura Irrigação e Reforma Agrária (Seagri).

As sementes foram fornecidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em parceria com a EBDA e a Secretaria da Agricultura de Brotas de Macaúbas, através de um convênio firmado entre os órgãos.

Parceria de lucros – Com a parceria, o agricultor aprendeu sobre método de plantio com irrigação, espaçamento da cultura, levantamento de canteiros, e construção de telados para a proteção da hortaliça contra pragas. A EBDA orientou-o sobre a melhor época de plantio do alho, no início de abril, para que a colheita ocorra no final da primeira quinzena do mês de agosto, melhor momento para esta safra. “A grande expectativa é quanto ao aumento da produção, devido aos produtores seguirem todas as orientações técnicas. Até o momento, não ocorreu nenhum dano à cultura que frustrasse as nossas expectativas”, declarou o engenheiro agrônomo Luiz Cláudio Silva, da EBDA de Brotas de Macaúbas.

Sidnei Oliveira, que mora com os pais, afirma que é muito gratificante ver a plantação livre de pragas e conta sobre o apoio recebido da EBDA. “Eu não tinha o conhecimento do manejo com irrigação, nem sobre a proteção da cultura feita com telados. A EBDA, além de me passar esses conhecimentos, fez todo o projeto da minha plantação”, afirma o agricultor.

O povoado de Buriti do Alho tem outros agricultores familiares produtores da hortaliça. Juntos, eles produzem cerca de 7.500 réstias, em uma área aproximada de cinco hectares. A EBDA também assiste a agricultores familiares produtores de alho de outros municípios – Novo Horizonte, Piatã, Boninal e Mucugê – no Território da Chapada Diamantina.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114907 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.