Corrupção no Governo Federal | DEM entra com notícia-crime contra ministro dos Transportes e Comissão de sindicância apura denuncias

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

O líder do DEM na Câmara dos Deputados, Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), informou hoje (17) que seu partido apresentará notícia-crime no Ministério Público Federal contra o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos. De acordo com o deputado, o objetivo da medida é fazer com que Passos preste esclarecimentos sobre sua conduta em relação às denúncias de corrupção que culminaram com a saída do ex-ministro Alfredo Nascimento.

Durante audiência pública da qual participou o ministro dos Transportes, ACM Neto disse que é “impossível” dissociar a participação de Passos das irregularidades levantadas nas denúncias. “Estamos dando entrada com essa notícia-crime, pedindo que seja examinada a atuação de Vossa Excelência à luz dos crimes da administração pública.”

Passos respondeu que sua atuação como secretário executivo do Ministério dos Transportes ocorreu “da melhor forma e com a maior integridade” e pediu que o deputado ouça representantes de vários partidos, tanto da atual legislatura quanto de legislaturas anteriores, para averiguar que sua conduta ética nunca foi questionada.

“Servi a vários governos, a vários partidos, e pergunte qual o reparo que há em minha conduta e em minha trajetória. Quero que o senhor [ACM Neto] traga aqui, se ela houver”, rebateu o ministro.

O líder do PT na Câmara, Paulo Teixeira (SP), saiu em defesa do ministro dos Transportes, afirmando que a notícia-crime é baseada em “ilações” e que não há provas contra Passos.
Comissão de sindicância do Ministério da Agricultura tem 30 dias para apurar denúncias da Veja

Foi formalizada hoje (17), com a publicação no Diário Oficial da União, a comissão de sindicância criada para investigar as denúncias, relatadas nas últimas semanas pela revista Veja, de irregularidades no Ministério da Agricultura. A portaria foi assinada pelo ministro Wagner Rossi e dá prazo de 30 dias para a apuração das denúncias.

A comissão é presidida pelo corregedor adjunto da Advocacia-Geral da União, Hélio Saraiva Franca. Também foram designados para a sindicância o advogado da União Carlos Alberto de Oliveira Pinto e a agente administrativa do ministério Nadir da Costa Tavares.

De acordo com a assessoria do ministério, todos os servidores citados nas reportagens serão ouvidos. Entre as denúncias estão o uso indevido de recursos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e a atuação do lobista Júlio Fróes dentro do ministério, que teria participado da redação de editais de licitação.

*Com informações: Agência Brasil

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111111 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]