Repórteres Sem Fronteiras cobra investigação de assassinato de jornalista político brasileiro

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) pediu nesta segunda-feira, 25 de julho, que a polícia não descarte a hipótese de motivação profissional no assassinato do jornalista Auro Ida, morto no último dia 22 em Cuiabá, Mato Grosso, informa a Agência Efe.

A principal linha de investigação até o momento aponta crime passional como causa da execução, uma vez que Auro Ida estava namorando uma jovem de 19 anos recém-separada. Mas jornalistas e políticos levantam a possibilidade, até mesmo, de uma “queima de arquivo”, acrescenta o site 24 Horas News. Um dos argumentos que sustentam esta hipótese é o relato do deputado José Riva, presidente da Assembleia Legislativa do Mato Grosso, divulgado no site Página única. Segundo ele, Ida havia revelado ter recebido ameaças recentemente por conta de seu trabalho, sem dar mais explicações.

Em comunicado, a organização de defesa dos direitos dos profissionais do jornalismo destacou que osriscos para a segurança dos repórteres “seguem elevados em certas regiões do Brasil”, embora tenham sido realizados “progressos na luta contra a impunidade”.

Auro Ida, 53 anos, conhecido repórter político do Mato Grosso, foi assassinado a tiros no início da madrugada desta sexta-feira, 22 de julho, quando chegava à casa de sua namorada.

Trata-se do quarto jornalista assassinado no Brasil desde o início do ano, após as mortes de Luciano Leitão Pedrosa, Valério Nascimento e Edinaldo Filgueira, demonstrando uma escalada nos crimes contra profissionais da imprensa no país.

Jornalista é morto a tiros em Cuiabá

O jornalista Auro Ida, 53 anos, foi assassinado a tiros no início da madrugada desta sexta-feira, 22 de julho, quando chegava à casa de sua namorada em um bairro de Cuiabá, no estado de Mato Grosso, informa o G1.

Segundo testemunhas, o jornalista estava em seu veículo com a namorada quando dois homens se aproximaram do casal e pediram para a mulher se afastar. Os criminosos dispararam seis tiros que atingiram cabeça e tórax da vítima e fugiram em seguida, explica o site Mídia News.

As primeiras informações são de que o crime teria motivação passional. Mas, de acordo com o deputado José Riva, presidente da Assembleia Legislativa local, Ida havia lhe dito que estava recebendo ameaças de morte em razão de matérias jornalísticas, informa o site Página Única.

O jornalista, fundador do site Mídia News, atuava na cobertura política de Mato Grosso e era consultor e colaborador do site Olhar Direto. Também passou pela redação do Jornal Gazeta e foi secretário de comunicação da Câmara de Cuiabá, acrescenta o Terra.

*Com informação: Knight Center | Natalia Mazotte

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116720 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.