Feira de Santana: Prefeito Tarcízio Pimenta afirma que Governo da Bahia não investe no CIS

Prefeito Tarcízo Pimenta e o governador Jaques Wagner.
Prefeito Tarcízo Pimenta e o governador Jaques Wagner.
Prefeito Tarcízo Pimenta e o governador Jaques Wagner.
Prefeito Tarcízo Pimenta e o governador Jaques Wagner.

Empresas e indústrias que desejam instalar unidades no Município de Feira de Santana enfrentam um grave problema: a escassez de áreas apropriadas. O entrave, de acordo com o presidente do Centro das Indústrias de Feira de Santana (CIFS), André Régis Andrade, é uma consequência da falta de investimentos do Governo do Estado.

“Cerca de 70 empresas deram entrada, nos últimos três anos, no protocolo de intenção de instalação no Centro Industrial do Subaé (CIS) e muitos já estão negados por conta dessa problemática. Se o Governo do Estado enviasse recursos para desapropriação de áreas a questão estaria resolvida”, explica Andre Régis Andrade.

O Centro Industrial do Subaé, composto por cerca de 200 indústrias, é um importante pólo de geração de emprego e renda. Para o presidente do CIFS, a limitação afeta, ainda, os empreendimentos já instalados na cidade.

“Projetos de ampliação de empreendimentos já alojados no CIS também esbarram nessa limitação. Com isso o Município perde investimentos, o que impede mais geração de emprego e renda comprometendo o desenvolvimento econômico de Feira de Santana”, destaca.

A falta de manutenção das vias asfálticas também prejudica o setor. “O Estado assumiu o compromisso de recuperar as vias danificadas, mas até o momento nada foi feito. A avenida Sudene está em estado lastimável. Esta situação cria uma imagem negativa do CIS, de abandono e desorganização”, critica André Régis.

De acordo com o prefeito Tarcízio Pimenta, o Município está sempre disponível para o diálogo com empreendedores. “O Governo Municipal não é fator de impedimento para instalação de novas indústrias. Estamos dispostos a voltar a conversar com o secretario de Indústria e Comércio do Estado. Existe a ideia de construção do CIS Norte e estamos na condição de poder avançar com essa proposta”, afirma.

“O Município não pode é assumir sozinho os investimentos para viabilizar a instalação de novos empreendimentos, a exemplo da desapropriação de áreas”, afirma o prefeito. Ele destaca que a própria direção do CIS dificulta esse processo, afastando os eventuais projetos, no momento em que não disponibiliza o espaço. “O próprio diretor do Centro Industrial tem ‘jogado’ contra Feira de Santana”, frisa.

Água potável para mais de mil famílias 

Mais 1.794 famílias que residem em sete distritos de Feira de Santana devem ser beneficiadas com abastecimento de água potável dentro em breve. A iniciativa foi solicitada pela Prefeitura de Feira à Empresa Baiana de Água e Saneamento (Embasa) na manhã desta quarta-feira (06/07/2011), na sede do órgão, em Salvador.

Segundo o secretário municipal de Agricultura e Recursos Hídricos, Ozeny Moraes, a Embasa vai analisar a viabilidade técnica da obra para possibilitar um novo convênio entre o Governo Municipal e a empresa. Serão beneficiados os distritos de Maria Quitéria, Tiquaruçú, Governador João Durval Carneiro (antigo Ipuaçú), Matinha, Jaíba, Humildes e Bonfim de Feira.

“A zona rural está crescendo bastante e, se oferecermos melhores condições de moradia, o homem do campo terá possibilidade de permanecer nos distritos”, considera o prefeito Tarcízio Pimenta. Durante a reunião, também foi tratado o projeto que visa a instalação de água potável em Ipuaçú, beneficiando cerca de 1.500 famílias.

Na oportunidade, o diretor-presidente da Embasa, Abelardo de Oliveira Filho, destacou que há uma grande expectativa da comunidade para receber o serviço. “Portanto, a obra deve ser muito bem feita e, por isso, observamos o projeto”, afirma. Outro tema abordado na reunião foi sobre o abastecimento de água no povoado de Caboronga, em Bonfim de Feira.

A localidade já dispôs de água através de poço artesiano interligado às residências, mas atualmente é abastecida por carros pipas. “Esse é um dos maiores problemas da zona rural e nós precisamos ver uma forma de viabilizar abastecimento de água para esta localidade”, afirma o prefeito.

O prefeito Tarcízio Pimenta ressaltou a participação do Governo Municipal na execução do projeto. “O vereador Roque Pereira também tem colaborado no processo de melhoria da qualidade de vida dessas famílias”.

Também participaram da audiência o diretor de Operação da Embasa, Eduardo Araújo, e o presidente da empresa EcoEsfera, Claudemir Santos Júnior.

Manutenção e limpeza em áreas da cidade

A Secretaria de Serviços Públicos (Sesp) iniciou na terça-feira (5) várias ações nos principais pontos da cidade. São trabalhos de limpeza, podas de árvores e manutenção de energia em vários bairros. As atividades estão sendo executadas pelos departamentos de Limpeza, Áreas Verdes e Iluminação, e visam promover o bem estar e segurança da população.

Os bairros contemplados com os serviços de limpeza são: Jardim Cruzeiro, Morada das Árvores, conjunto Viveiros, Feira IX, Santa Mônica. Nas praças Coronel Tertuliano Almeida e Mário do Som, situadas nos bairros Kalilândia e Parque Lagoa Subaé, respectivamente, e nas avenidas Presidente Dutra e Olimpio Vital estão sendo feitos os trabalhos de poda, paisagismo e capinagem.

“Estamos iniciando várias obras simultâneas na cidade com o objetivo de reativar os equipamentos públicos municipal. Por meio do Departamento de Limpeza Pública estamos realizando a manutenção e serviços de capinação, varrição, pintura de meio-fio e retirada de terras de sarjetas”, ressalta o secretário Luiz Araújo.

Residente do bairro Santa Mônica, Ângela Almeida considera positiva a ação do Departamento de Limpeza. “Todas as vezes que a equipe realiza a limpeza geral nas ruas e na praça do bairro, o lugar fica mais bonito e organizado”, observa.

O Departamento de Iluminação Pública também trabalha nesta quarta-feira (6), efetuando a instalação de 15 novos pontos de iluminação no distrito da Matinha. “Essa implantação vai proporcionar um maior brilho e segurança para a comunidade”, frisa Luiz Araújo.

Semmam propõe criação da Guarda Ambiental

Feira de Santana pode ganhar um importante reforço nas ações de preservação ao meio ambiente com a criação da Guarda Municipal Ambiental. O projeto será apresentado à Câmara Municipal no início do mês de agosto na reabertura dos trabalhos do Legislativo.

A informação foi dada pelo secretário de Meio Ambiente, Antonio Carlos Coelho, após audiência com o prefeito Tarcízio Pimenta, no Paço Municipal Maria Quitéria. “O prefeito assegurou que o projeto será levado para apreciação do poder Legislativo. A proposta foi elaborada pelo Departamento Jurídico e técnicos da Semmam com o aval do gestor municipal”, informa.

De acordo com o secretário, a corporação será inicialmente composta por efetivo de 15 homens, constituído através de concurso público, e terá comando próprio. “O Projeto de Lei prevê, ainda, que a Guarda Ambiental receberá treinamento dado pelos técnicos da Semmam. O efetivo irá atuar no apoio às ações realizadas por fiscais e técnicos do licenciamento ambiental”, explica.

Ainda de acordo com Antonio Carlos Coelho, a operação Faxina da Cidade, que atua no combate a poluição visual, também contará com reforço. “Os guardas ambientais darão suporte a esse tipo de ação, além de atuarem também no apoio às iniciativas de combate à poluição sonora e patrulhamento de lagoas e do rio Subaé”, acrescenta.

Ainda durante a audiência foi discutido o projeto de criação do Fundo de Defesa do Meio Ambiente (Fundema), que também será levado à Câmara de Vereadores para apreciação. “Achamos por bem propor a criação, através de projeto de lei, do Departamento do Fundema com uma diretoria e duas chefias de divisões financeira e contábil, objetivando assim regularizar o Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Condema) na parte administrativa”, destaca.

Na oportunidade, o secretário de Meio Ambiente apresentou projeto propondo a alteração do quadro de funcionários da Prefeitura Municipal com a criação de 14 novas funções que deverão ser preenchidas através de concurso público.

“Neste projeto pleiteamos a contratação de dois biólogos, dois arquitetos, dois engenheiros agrônomo, dois engenheiros ambiental, dois engenheiros civil, dois engenheiros químico e dois geólogos para atender às demandas da parte técnica da secretaria de Meio Ambiente”, informa Antonio Carlos Coelho.

Praça Mário do Som pronta para inauguração

A comunidade do Parque Lagoa Subaé recebe nesta quinta-feira (7), a Praça Mário do Som, situada entre as ruas Caraúbas e Patuana. O equipamento vai proporcionar mais uma opção de lazer e entretenimento para os moradores do bairro e região. Os serviços foram executados pelo Governo Municipal em parceria com a Construtora OMR.

De acordo com o diretor do Departamento de Áreas Verdes, Jurandir Borges, todos os serviços já foram finalizados. “Concluímos nesta terça-feira os últimos detalhes. A Praça Mário do Som está pronta para a inauguração”, informa.

O espaço dispõe de quiosque com bancos e mesas em concreto, projeto de paisagismo moderno com palmeiras e plantas ornamentais, iluminação eficientizada e internet gratuita através do sinal de rede do Programa Feira Cidade Digital.

Para a moradora Almerinda Freitas de Almeida, a construção da praça representa um ganho significativo para a comunidade do Parque Lagoa Subaé. “Moro nesta localidade há 10 anos e estou muito satisfeita com a nova praça. Antigamente não existia nenhuma opção de lazer para a comunidade. A Praça Mário do Som vai valorizar este bairro”, declara a moradora.

De acordo com a dona de casa Neuza Calazans, o equipamento representa o início de uma nova fase para o bairro. “Além de servir de opção de lazer e diversão para todos que residem no bairro e região vizinha, a praça vai possibilitar, principalmente para os jovens, o acesso gratuito à internet. Isso representa a preocupação do Governo Municipal em proporcionar melhores condições de vida à população”, avalia.

O jovem Vinícius de Oliveira disse que já está aproveitando o espaço para brincar com os colegas de bairro. “Antes de construírem essa praça só dava para brincar na rua, correndo risco de ser atropelado por um carro. Agora ganhamos uma praça, que está muito bonita. Vamos nos divertir com mais segurança”, afirma.

Pavimentação nas ruas da Santa Mônica II

O serviço de pavimentação a paralelepípedo em oito ruas do bairro Santa Mônica II continua em ritmo acelerado. Na travessa Papagaio os trabalhos estão praticamente concluídos e na rua Leônis Soares a obra está concentrada na colocação do meio fio.

Moradora da travessa Papagaio, a estudante Joice Rodrigues afirma que a iniciativa vai beneficiar toda a comunidade local. “Quando chove, a rua se transforma em um verdadeiro lamaçal e formam muitos buracos. É a maior dificuldade para a gente transitar a pé ou de carro”, observa.

Já a dona de casa Estelina Almeida, moradora da rua Leônis Soares há 40 anos, demonstra sua satisfação com o serviço de urbanização. “Sempre esperamos por esta obra em nossa rua. Os moradores estão felizes pela iniciativa”, declara.

A pavimentação a paralelepípedo é resultado do projeto aprovado pela Caixa Econômica Federal e envolve recursos na ordem de R$ 1.264,700 milhão. Os serviços também estão sendo desenvolvidos nas ruas Rio Vermelho, Rio Tietê, Paranapanema, Rio São Francisco, Rouxinol e Pintassilgo.

A obra está sendo executada pela empresa 5M Construções e Comércio Ltda. A empresa venceu o processo licitatório com a oferta de R$ 1.112.936 milhão. O saldo de R$ 151.764 será aplicado na pavimentação de outras vias no bairro.

Mais de três mil notificações em um mês

A Superintendência Municipal de Trânsito (SMT), órgão ligado à Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) contabilizou 3.331 notificações de trânsito durante o mês de maio deste ano. Atualmente, Feira de Santana possui uma frota de aproximadamente 300 mil veículos.

De acordo com o chefe da Divisão de Fiscalização de Trânsito, Salviano Valadares, os maiores índices de infrações referem-se à fila dupla e estacionamento em áreas proibidas. “Realizamos fiscalizações diárias nas ruas da cidade, que resultam em uma média de 160 a 180 notificações diárias. Mas, mesmo com as ações freqüentes, os motoristas persistem no erro”, afirma.

Ainda de acordo com Salviano Valadares, o desrespeito às leis de trânsito compromete a boa trafegabilidade nas vias. “A fila dupla é o pior de todos os problemas, porque implica na formação de congestionamentos principalmente nos horários de maior movimento no trânsito”, explica.

A fiscalização do trânsito conta, ainda, com auxílio do Talonário Eletrônico que possibilita a diminuição dos erros de preenchimento; maior agilidade na confecção de um Auto de Infração de Trânsito (AIT); confecção do AIT com foto e vídeo; comunicação entre os agentes de modo que possa agilizar a fiscalização; e redução do tempo de trâmite de uma infração agilizando os processos de consistência e julgamento.

A multa para quem estaciona em fila dupla é de R$ 127 e cinco pontos na Carteira de Nacional de Habilitação. Para quem estaciona em áreas reservadas à carga e descarga de mercadorias a penalidade é multa de R$ 53 e três pontos na carteira.

“É preciso a compreensão dos motoristas que fila dupla se configura não apenas no fato do carro estar estacionado ao lado de outro em via proibida. Se o motorista estiver dentro do veículo, mesmo em funcionamento, isto também é fila dupla. Por isso, apelamos para que a comunidade deixe de realizar essa prática e informamos que o trabalho operacional da SMT vai continuar”, destaca.

Ações educativas de saúde bucal

Procedimentos clínicos odontológicos, de baixa complexidades, são disponibilizados gratuitamente pela Secretaria Municipal de Saúde em 33 postos do Programa de Saúde da Família (PSF), 10 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e 5 Policlínicas. Já os procedimentos de média e alta complexidade, são oferecidos no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) Maria de Lourdes Cunha Suzart.

Os cirurgiões dentistas desenvolvem também atividades educativas nos PSFs, a exemplo de palestras e distribuição de kits odontológicos. De janeiro a maio deste ano, a equipe distribuiu 439 kits, contendo um fio dental, uma escova, um creme dental e folheto informativo, cada um. No mesmo período, foram realizadas 238 palestras, com participação de 5.222 pessoas. Já as ações coletivas de escovação supervisionada para prevenção em saúde bucal totalizaram 246 e contou com a participação de 3.468 pacientes.

Para ocupar o tempo ocioso durante a espera das consultas nas unidades, os cirurgiões promovem a ação denominada sala de espera, que consiste em levar a comunidade conhecimentos acerca de vários assuntos e dura aproximadamente 20 minutos. Nos cinco primeiros meses deste ano, a equipe realizou 489 vezes essa atividade, que contou com a participação de 7.885 pessoas. A ação coletiva de aplicação tópica de flúor gel para prevenção de cárie dentária alcançou 1929 participantes, sendo realizada 170 vezes.

O chefe da Divisão Odontológica, da SMS, Thiago Freitas Leite, observa que as atividades educativas são desenvolvidas para ampliar os serviços já prestados, como as restaurações simples, e importante para garantir a prevenção de doenças bucais.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112620 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]