Nota de pesar da presidenta Dilma Rousseff sobre a morte de Itamar Franco

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

A presidenta Dilma Rousseff divulgou hoje (2) nota oficial lamentando a morte do ex-presidente e senador Itamar Franco. Segue a íntegra do comunicado:

“Foi com tristeza que recebi a notícia do falecimento do senador e ex-presidente Itamar Franco. Dirigente do país em um momento crucial da nossa história recente, o presidente Itamar nos deixa uma trajetória exemplar de honradez pública. O Brasil e Minas sentirão a sua falta. Neste momento de dor, quero transmitir meus sentimentos a seus familiares e amigos.

Dilma Rousseff destaca trajetória exemplar de Itamar Franco

A presidenta Dilma Rousseff divulgou nota oficial lamentando a morte do senador e ex-presidente Itamar Franco, que morreu na manhã de hoje (2) em São Paulo. Segundo ela, Itamar presidiu o país em um momento crucial e deixou uma trajetória exemplar de honradez pública.

“Foi com tristeza que recebi a notícia do falecimento do senador e ex-presidente Itamar Franco. Dirigente do país em um momento crucial da nossa história recente, o presidente Itamar nos deixa uma trajetória exemplar de honradez pública. O Brasil e Minas sentirão a sua falta. Neste momento de dor, quero transmitir meus sentimentos a seus familiares e amigos”, disse a presidenta, na nota.

Segundo a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto, haverá luto oficial de sete dias e a presidenta irá ao velório de Itamar, em Juiz de Fora, ainda sem data definida. Dilma ofereceu à família de Itamar o Palácio do Planalto para a realização do velório, mas o desejo do ex-presidente era ser velado em seu estado natal, Minas Gerais. Haverá dois velórios: um em Juiz de Fora, e outro em Belo Horizonte.

Itamar Franco morreu por volta das 11h de hoje, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Ele estava internado desde o dia 21 de maio, para tratamento de leucemia. O estado de saúde de Itamar piorou ontem (1º), quando ele passou passou a respirar com a ajuda de aparelhos. Nesta semana o senador foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Einstein.

Dilma oferece Planalto, mas Itamar tinha deixado instruções para ser velado em Juiz de Fora

A presidenta Dilma Rousseff ofereceu hoje (2) à família do ex-presidente e senador Itamar Franco (PPS-MG) o Palácio do Planalto para realização do velório. Segundo fontes da Presidência da República, Dilma telefonou para Henrique Hargreaves, que foi chefe da Casa Civil no governo Itamar Franco, oferecendo o palácio para que a família velasse o corpo do ex-presidente. Porém, Hargreaves informou que Itamar havia instruído a família para que seu corpo fosse velado em Juiz de Fora e cremado em Belo Horizonte.

Dilma deverá decretar luto oficial de sete dias e definir uma série de homenagens a Itamar. A Presidência da República prepara uma nota oficial em solidariedade à família do ex-presidente e lamentando a morte dele.

Itamar Franco morreu por volta das 11h de hoje (2), no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Desde o dia 21 de maio, o ex-presidente estava internado para tratamento de leucemia. O estado de saúde de Itamar piorou ontem (1º), quando ele passou passou a respirar com a ajuda de aparelhos. Nesta semana o senador foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Einstein.

Dilma irá ao velório de Itamar, diz Hargreaves

A presidenta Dilma Rousseff confirmou que participará do velório do ex-presidente e senador Itamar Franco (PPS-MG), em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira. Dilma telefonou na manhã de hoje (2) para Henrique Hargreaves, ex-ministro da Casa Civil de Itamar e um dos melhores amigos do senador, informando que participará das despedidas ao ex-presidente.

Hargreaves disse à Agência Brasil que Dilma lamentou a morte de Itamar e afirmou que o admirava. Em seguida, o ex-ministro falou sobre sua relação com Itamar: “eu tinha uma relação mais do que de irmão com ele [Itamar Franco]. Fomos contemporâneos em Juiz de Fora, meu pai foi presidente da Câmara de Vereadores, quando o Itamar era o prefeito.”

Emocionado, Hargreaves tentou desfazer a imagem de polêmico pela qual ficou conhecido o ex-presidente. “O Itamar era de bom trato com todos. Só não podia era pisar no calo dele. Era muito sensível com as pessoas, principalmente aquelas mais humildes. Ele tinha como princípio ficar na dele.”

Com a voz embargada, Hargreaves disse que seu telefone não para de tocar. Ele contou que o senador Fernando Collor (PTB-AL), de quem Itamar foi vice-presidente e acabou assumindo o governo com o impeachment do presidente, em 1992, já telefonou e irá a Juiz de Fora. “O senador Collor disse que gostava muito de Itamar e confirmou que irá ao velório.”

Itamar Franco, de 81 anos, morreu em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC), segundo informou o Hospital Albert Einstein, em boletim divulgado hoje. O ex-presidente morreu às 10h15 desta manhã. Mas na madurgada de hoje ele sofreu o AVC, entrou em coma e acabou não resistindo.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111212 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]