Lamarão, Uauá e Santa Luz comemoram emancipação política

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Lamarão, emancipação política

Os 49 anos de emancipação política do município de Lamarão estão sendo comemorados pela deputada estadual Graça Pimenta (PR). Como forma de expressar satisfação com o dia 20 de julho, data do festejo, a parlamentar apresentou moção na Assembleia Legislativa (AL).

“Parabenizo Lamarão e seus habitantes. Desejo um futuro promissor a esta terra e a este povo que conquistou a sua autonomia política em 1962”, revela Graça Pimenta.

Conforme descrito na moção, no século XIX , o território onde hoje está o município foi habitado pelos índios biritingas. Além dos indígenas, os primeiros moradores da localidade foram os irmãos Antônio e José Celestino de Oliveira. Anos depois, Lamarão passou a ser ponto de passagem de tropeiros e viajantes que transportavam mercadorias de Nova Rainha, atual Senhor do Bonfim, para Santo Amaro.

No período referenciado, a região lamarãoense ainda pertencia ao município de Serrinha. O nome da cidade tem origem no fato de uma lagoa temporária, que havia no local mais baixo do município, se tornar com frequência num lamaçal por conta dos períodos constantes de estiagem.

Com uma população de 9.560 habitantes e área territorial de 174,322 Km² (Censo 2010), Lamarão está a 177 quilômetros de Salvador. Graça Pimenta solicitou que a AL enviasse a moção a Câmara de Vereadores e as lideranças políticas lamarãoenses.

Uauá, 85 anos de emancipação

O deputado estadual Vando (PSC) protocolou, na Assembleia Legislativa do Estado da Bahia, uma Moção de congratulações ao município de Uauá pelos seus 85 anos de emancipação política.

Município de Uauá localiza-se na região do Semi-árido (Sertão) do Estado, limita-se com os Municípios de Monte Santo, Canudos, Curaça, Chorrochó, Andorinha e Jaguarari, possuindo uma área territorial de 2.950,274 km² e uma população estimada de 25.000 habitantes.

Posteriormente, a referida terra foi vendida a Pedro Rabelo de Alcântara que a alienou a Franscisco Ribeiro. Este, por sua vez, transformou-a numa florescente povoação, mandando construir casas na aludida propriedade para abrigar colonos que chegavam àquela região, em virtude das inúmeras vantagens ofertadas pelo local.

Em 1896, o já povoado de Uauá, em pleno desenvolvimento, foi palco da primeira batalha da Guerra de Canudos, sendo quase dizimado em combates entre a Companhia do 9º Batalhão de Infantaria do Exército Nacional e os sertanejos seguidores de Antônio Conselheiro.

Em 1905, já recuperado dos danos sofridos pela Guerra de Canudos, a localidade em apreço foi elevada a categoria de arraial, como sede de distrito do Município de Monte Santo, por força da Lei Estadual nº 580, de 08 de julho.

Após 21 anos, numa cerimônia acalorada pela Filarmônica 15 de Novembro, comemorou-se a conquista da autonomia política e administrativa de Uauá, galgando a condição de Ente Político e, por conseguinte, emancipado do Município de Monte Santo, em virtude da edição da Lei Estadual nº 1.866, de 09 de julho de 1926.

Etimologicamente a palavra “Uauá”, no dialeto indígena Tupi Guarani, significa “Vaga-Lume”.

Atualmente o Município de Uauá é economicamente sustentado e movido pela economia de subsistência, mormente pelo desenvolvimento da caprinovinocultura, conhecido nacionalmente como “Capital do Bode”.

Na seara educacional, a referida Unidade Federativa hospeda a Faculdade de Tecnologia e Ciência desde 2005, assim como os cursos técnicos em Técnicas Agrícolas e em Enfermagem.

No tocante à cultura local, Uauá se destaca pelos festivos de São João. Com a intensa participação popular, as comemorações juninas, baseada no legítimo “pé-de-serra”, preservam as raízes culturais da mencionada Cidade.

Deputado José Nunes parabeniza Santa Luz

O Deputado prtotocolou na Câmara dos Deputados, Votos de Congratulações ao Municipio de Santa Luz pelos 76 anos de emancipação política ocorrida no dia 18 de julho.

No documento apresentado, o Parlamentar salientou que a cidade é sinônimo de desenvolvimento graças a seriedade e competência de seus administradores, além da ativa participação de uma população honrada e comprometida com o progresso de sua cidade.

O Deputado solicitou também que o documento de Congratulações seja enviado ao Prefeito, Joselito Carneiro de Araújo Junior, aos Vereadores da Câmara Municipal e que os mesmos levam ao conhecimento da população de Santa Luz.

“Parabéns a todos vocês que juntos construiram uma cidade que serve de exemplo para muitas outras”, Concluiu José Nunes.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121606 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.