Ex-prefeito de Santo Estevão, Orlando Santiago em entrevista declara: Rogério ainda terá que pagar o preço das traições

Ex-prefeito de Santo Estevão, Orlando Santiago em entrevista declara: Rogério ainda terá que pagar o preço das traições.
Ex-prefeito de Santo Estevão, Orlando Santiago em entrevista declara: Rogério ainda terá que pagar o preço das traições.

Orlando Santiago governou o município de Santo Estevão em quatro oportunidades, e conseguiu eleger por duas vezes o seus sucessor. Antenor Marques Fonseca (prefeito de 1997 a 2000) e o atual prefeito, Rogério Costa, que eleito pelo Democratas, migrou esta semana para o Partido dos Trabalhadores. Abandonando definitivamente a liderança de Orlando. Com que mantinha uma relação política a cerca de 20 anos.

Reconhecido com gestor eficiente pelos munícipes, Orlando Santiago evita a analisar diretamente a gestão do atual prefeito, mas não foge a breves porem profundas criticas ao ex-pupilo:

“Rogério ainda terá que pagar o preço das traições. Se vida eu tiver para esperar por isso, que com certeza eu vou ter. Porque eu passei por uma traição, ele não estará isento de passar também, com os mesmos que ele se junta para trair o seu próprio grupo.”.

Carlos Augusto, diretor do Jornal Grande Bahia, entrevista esta polemica figura, Orlando Santiago. Embora não cite à qual partido deve se filiar, sabe-se que deve ingressar no PSD, assim que o partido obtiver o registro junto ao Tribunal Superior Eleitoral e que será candidato a prefeito de Santo Estevão em 2012 com o apoio de sete ou oito partidos.

Jornal Grande Bahia – Que avaliação o senhor faz do aliado e amigo Tarcízio Pimenta, prefeito de Feira de Santana?

Orlando Santiago – Como homem político, tenho uma estima elevada por ele. Tenho estado com Tarcízio durante três períodos de governo, muito próximo dele, e ele tem sido muito cordial comigo. O apoiei durante três mandatos, e agora apoio sua mulher [deputada Graça Pimenta]. Governar Feira é difícil. Espero que ele consiga se sair bem nesses últimos tempos, de forma que sua liderança possa ser pautada, condizentemente com o que ele merece.

JGB – Como avalia o desempenho do ex-aliado, Rogério Costa (ex-DEM atual PT)?

Orlando Santiago – Eu não saí do meu grupo político. Ele continua sendo o mesmo, desde o início de nossa história. De vez em quando sai alguém, mas eu permaneço. Não posso fazer avaliação do comportamento alheio. Eu me permito ser avaliado, mas não me exponho em avaliar os outros. Quem o avalia é a sociedade, embora às vezes, muitos fatos que ocorrem nos bastidores, com práticas que não consentem com o entendimento da dignidade, honra, sinceridade e lealdade não cheguem ao conhecimento das pessoas.

JGB – Mas o senhor é morador do município. Tem uma percepção como todo morador, independente da política, sobre a gestão de Rogério. É esta opinião que nós gostaríamos de ter do senhor, enquanto cidadão do município.

Orlando Santiago – Você fala da administração? Não, eu não posso avaliar a gestão. Não condiz com as minhas preocupações. Como não vejo está condizente com as expectativas da sociedade que reclama. Embora eu saiba que todos os governos são reclamados. Mas eu não quero entrar nessa linha tradicional, convencional, atacando hoje um opositor. Na verdade, uma pessoa divergente do nosso grupo político. Não quero me perder nessa linha. Eu quero me resguardar, até para não fazer o próprio jogo das práticas que ele está se utilizando.

JGB – Estamos praticamente a um ano do processo eleitoral e o Tribunal Superior Eleitoral já começou a definir prazos. O senhor é pré-candidato a prefeito do Município? Caso seja, por qual partido pretende sair e quais forças acredita convergir em torno dessa pré-candidatura?

Orlando Santiago – Por mim, meu projeto político já tinha se esgotado. Ele (Rogério) duvidou, e por isso me incitou com a traição, imaginando que fosse comigo que ele tivesse que competir. Se esse chamado não existir lá na frente, eu não tenho razão nenhuma para pensar em ser candidato de Santo Estevão, porque eu já fui quatro vezes.

Rogério ainda terá que pagar o preço das traições. Se vida eu tiver para esperar por isso, que com certeza eu vou ter. Porque eu passei por uma traição, ele não estará isento de passar também, com os mesmos que ele se junta para trair o seu próprio grupo.

Então, eu não sei com quem irei contar, porque certamente não contarei com seus apaniguados lá do poder, evidentemente meia dúzia, que se acham donos do mundo. Também não deverei contar com aqueles que me bajularam ontem, ou bajulam hoje, talvez não bajularão mais amanhã, porque não terão chance.

Então, eu irei fazer esse enfrentamento com uma desigualdade. A minha energia é no pensar. É na cabeça que tudo funciona. Então, é só esperar. O povo vai me dizer se eu devo realmente me propor a esse sacrifício ou não.

JGB – E a questão partidária. O senhor já tem definido o partido que pretende lançar essa pré-candidatura? Qual o sonho de Orlando Santiago como cidadão, ex-prefeito e pré-candidato? O que acredita ser possível realizar numa próxima administração?

Orlando Santiago – Quanto a partidos eu não quero adiantar agora. Na próxima semana eu já terei isto definido, mas lhe confesso que tem oito partidos que devem formar uma aliança conosco. Eles diziam que nós não iriámos ter nenhum partido. Veja a prepotência e arrogância Nós temos oitos partidos aliados.

Quanto a essas expectativas do futuro, eu sempre sonhei e continuo sonhando, embora os meus sonhos de hoje, não esperava que fosse eu que tivesse a obrigação de realizar. Deus felizmente vai me dar à oportunidade de concretizar meus sonhos, que é o mesmo da população, de ver Santo Estevão bem, com moral e respeito. Então, um governo que se garante e garante a sociedade na sua autoestima, no respeito dentro e fora de lá.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108701 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]