Deputado José de Arimatéia diz que convidou Tarcízio Pimenta a ingressar no PRB e que pode vir a compor caso Pimenta ingresse na base de Wagner

Deputado José de Arimatéia diz que convidou Tarcízio Pimenta a ingressar no PRB e que pode vir a compor caso Pimenta ingresse na base de Wagner.
Deputado José de Arimatéia diz que convidou Tarcízio Pimenta a ingressar no PRB e que pode vir a compor caso Pimenta ingresse na base de Wagner.

Pastor, jornalista e deputado estadual pelo PRB (Partido Republicano Brasileiro), José de Arimatéia fala em entrevista exclusiva ao diretor do Jornal Grande Bahia, Carlos Augusto, que o seu partido terá papel importante no processo eleitoral de 2012 em Feira de Santana. Quanto ao apoio do partido àa Tarcízio Pimenta, ele declara: “Ai vai depender do próprio prefeito”.

Jornal Grande Bahia – O senhor pretende se lançar pré-candidatura a prefeito de Feira de Santana?

José de Arimatéia – Nós estamos organizando o partido em Feira. Nós estamos avaliando os candidatos [vereador], por que o PRB, ele tem realmente o interesse de ocupar os espaços nas cidades, principalmente nas maiores cidades.

Em Salvador o próprio deputado [Bispo Marinho] já falou que vai ser candidato, e Feira de Santana vai depender dessa composição. Nós estamos fazendo, nós queremos realmente ampliar o número de candidatos a vereadores, e ai vendo a composição com outros partidos.

Você sabe que fazer a campanha, sair candidato a prefeito, nós não podemos sozinhos, isolados, e o partido tem esse pensamento, de ter candidato próprio em Feira de Santana. Agora para isso nós temos que construir essas lideranças e o povo é quem irá escolher.

Eu acho que em Feira de Santana na eleição para deputado, nós tivemos 14 mil votos, o PRB, então, isso já é um número que decide qualquer eleição em Feira de Santana, você sabe que vamos ter uma eleição difícil, para todos os partidos. E o PRB também quer manter e ocupar o seu espaço.

JGB – Bispo Marinho fez a seguinte ponderação. Ele deixou bem claro que o atual prefeito, Tarcízio Pimenta, está na eminencia de ingressar em um partido da base do governo Wagner, e que o PRB iria fazer ponderações a respeito disso, ou seja, ele deixou a entender que o partido poderia apoiar a reeleição de Tarcízio Pimenta.

José de Arimatéia – Ai vai depender do próprio prefeito. Eu acho que nós, o próprio partido já fez o convite, quando o prefeito já estava procurando o espaço, outro partido. O PRB fez o convide ao prefeito Tarcízio Pimenta, para vir para o partido. O prefeito não sinalizou nada. Então, ele já está indo para o PDT.

Então, isso mostra que se ele tem interesse do PRB para compor, nós estamos esperando essa sinalização, para poder ver. Não sendo assim, eu acho que o PRB, ele tem o seu pensamento de querer ocupar o seu espaço.

JGB – E com relação ao PT, que é o próprio partido do governador. Existe a possibilidade de aliança com ele?

José de Arimatéia – Nós já tivemos uma conversa com o governador. O governador respeita os partidos da sua base, que em algumas cidades como em Salvador, Feira de Santana, Vitória da Conquista, que terá segundo turno, o próprio governador respeita que cada partido tenha a sua escolha.

Eu acho que ai deixa aberto porque, no último caso, se nós não compusermos com o prefeito Tarcízio Pimenta, se nós não sairmos só como candidato a prefeito de Feira de Santana, ou o partido não indicar um candidato a prefeito de Feira de Santana, a tendência é compor com o partido aliado ao governo do estado.

JGB – Mas qual o desejo do jornalista, pastor e deputado estadual, José de Arimatéia? O senhor que lidera uma parte da comunidade através da Igreja Universal? Qual é o seu desejo, é sair ou não candidato?

José de Arimatéia – O desejo de todo político é chegar a prefeito. Qual é o candidato, qual é o vereador que não pensa assim. Eu já fui vereador e penso assim. O deputado estadual pensa em ser governador, o governador pensa em ser presidente. Então, acho que isso faz parte do processo político, agora vai depender da aceitação popular, a gente tem que respeitar, porque quem vai eleger o prefeito não é o José de Arimatéia, é a população. Se a liderança tem esse pensamento que Feira, precisa, ou que Feira quer que o nome de José de Arimatéia seja candidato, meu nome estará à disposição.

JGB – O senhor retorna à Assembleia. Está retomando uma trajetória política aqui dentro desta casa. O que de novo tem ocorrido neste seu mandato?

José de Arimatéia – Primeiro a Assembleia está totalmente diferente. Aestrutura da assembleia, até mesmo em prestação de serviços dos deputados, hoje nós temos a TV assembleia, nós temos estrutura bem maior, até mesmo os gabinetes.

Nós estamos tendo também a liberdade de apresentar projetos, e discutir não só projetos do poder executivo, mas também dos deputados. Eu acho que já houve um avanço, uma mudança, durante esse período em que estive afastado da Assembleia Legislativa.

JGB – O senhor é jornalista por formação. Eu lhe pergunto. Como todo jornalista defende um amplo processo de liberdade, a recondução de Marcelo Nilo por três mandatos, é bom para a democracia, é bom para o comando desta casa ou não?

José de Arimatéia – O regimento garante isso. Então se nós estamos aqui, primeiro temos que obedecer ao regimento da casa. O deputado Marcelo Nilo tem feito um bom trabalho e está no terceiro mandado. Fez essa mudança toda na estrutura da casa. Se ele vai sair para mais um mandato, eu não vejo nenhuma dificuldade. Agora nós temos que obedecer ao que está no regimento. Se o regimento permite, eu acho que ele tem o direito de concorrer a mais um mandato. Como eu e outros deputados estaduais têm o direito de colocar o nome como candidato a presidente.

Saiba + sobre Arimatéia

Nome: Jose de Arimatéia Coriolano de Paiva (Pastor José de Arimáteia)

Nascimento: 13 de janeiro de 1963, Alexandria-RN

Filiação: José Coriolano de Paiva e Maria da Conceição Paiva.

Cônjuge: Ana Cristina Carlos Emidio de Paiva.

Filhos: Moises e Lucas.

Formação Educacional: Jornalista.

Atividade Profissional: Gerente da Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do Rio Grande do Norte, CIDA/AS; presidente da Associação Beneficente Cristã-ABC, 1996-1998, Ilhéus-BA; pastor evangélico no Rio Grande do Norte e na Bahia. Pastor evangélico da Igreja Universal do Reino de Deus, Feira de Santana-BA.

Mandato Eletivo: Eleito deputado estadual, Partido do Movimento Democrático Brasileiro, PMDB, 1999-2003. Vereador de Feira de Santana pelo Partido Social Liberal-PSL, 2005-2008. Eleito deputado estadual pelo Partido Republicano Brasileiro-PRB, 2009-2012, reeleito pelo PRB, para o período de 2011-2015.

Filiação Partidária: PRB; PSL; PMDB, 1997 – 2001; PFL, 2001 – 2003.

Atividade Partidária: Vice-líder do PMDB, ALBA, 1999; presidente de honra do PRB em Feira de Santana, 2008.

Sobre Carlos Augusto 9719 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).