Debate sobre criação da Região Metropolitana do Cacau e Gentio do Ouro comemora emancipação

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Gilberto Santana participa de debate sobre criação da Região Metropolitana do Cacau

O deputado estadual coronel Gilberto Santana (PTN) participa, nesta sexta-feira, dia 8, de debate com a Associação dos Municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste da Bahia (AMURC) e a ONG AmItabuna, para debater a criação da Região Metropolitana da região Cacaueira, proposta pelo deputado na Assembléia Legislativa. O debate, que tem como objetivo discutir vantagens e avanços para a região com a criação da RM terá palestra dos doutores Maria Adélia Aparecida de Souza e Aldo Aloísio Dantas da Silva, professores da USP, especialistas em Região Metropolitana.

O encontro é uma promoção da ONG, que tem como principal objetivo a discussão de assuntos que possam contribuir para transformar a realidade e o futuro de Itabuna e Região. Ela ocorrerá no auditório da FTC, na cidade de Itabuna, às 19h. A criação da Região metropolitana do Cacau foi uma indicação de iniciativa do deputado estadual Gilberto Santana.

Luizinho Sobral parabeniza Gentio do Ouro por emancipação

O deputado estadual Luizinho Sobral (PTN), apresentou moção de congratulações pelos 121 anos de emancipação política do município de Gentio do Ouro, que será comemorado sábado, dia 9 de julho. Após uma série de alterações territoriais, o município recebeu a denominação de Gentio do Ouro. “O topônimo é uma referência à grande quantidade de gente (gentio) no garimpo do ouro”.

Gentio do Ouro tem sua origem no século XVII e segundo historiadores, “o escrivão da Alfândega de Salvador, Belchior Dias Moreira, primeiro civilizado a entrar no território, contou no seu regresso, em 1604, estórias a respeito da existência de montanhas de prata. Os exploradores que para lá se dirigiram, não encontrando as referidas minas, mas estabeleceram-se em diversos pontos das cercanias, desenvolvendo a lavoura e a criação de gado. Em 1836, com a descoberta de minas de ouro e diamantes, chegaram outro contingente de exploradores. Formaram-se povoações entre as quais a Gameleira.

Elevou-se à categoria de vila, com a denominação de Gameleira do Assuruá, por ato estadual em 09 de julho 1890. Pela lei municipal nº 25, de 28 de agosto de 1922, foram criados os distritos de Brumado do Assuruá e Guigós e anexado ao município de Gameleira do Assuruá. Pela lei estadual nº 2017, de 02 de agosto de 1927, o município de Gameleira do Assuruá passou a denominar-se Assuruá. Na divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município de Assuruá, restabelecido pelo Decreto n° 8546 de 15 de julho de 1933, passou a ser constituído de quatro distritos: Assuruá, Brumado do Assuruá, Guigós e Santo Inácio.

Pelo decreto-lei estadual nº 10724, de 30 de março de 1938, o município de Assuruá passou a denominar-se Santo Inácio do Assuruá e pelo decreto-lei estadual nº 11089, de 30 de novembro de 1938, o município de Santo Inácio do Assuruá, passou a denominar-se simplesmente Santo Inácio.

Em nova divisão territorial datada de 01 de julho de 1950, o município é constituído de seis distritos: Santo Inácio, Gentio do Ouro, Ibipeba, Ibitunane, Iguitú e Itajubaquara. A Lei estadual n° 628, de 30 de dezembro de 1953, transfere a sede do município de Santo Inácio para o distrito de Gentio do Ouro.

Após passar por várias alterações territoriais, a lei estadual n° 4566 de 05-de novembro de 1985, criou o distrito de Pituba e anexou ao município de Gentio do Ouro. Em divisão territorial datada de 18 de agosto de 1988, o município é constituído de seis distritos: Gentio do Ouro, Gameleira do Assuruá, Ibitunane, Itajubaquara, Pituba e Santo Inácio, assim permanecendo, em divisão territorial datada de 2007”.

Situado a 589km de Salvador e localizado no centro norte baiano, o município de Gentio do Ouro está inserido na microrregião de Irecê. Segundo dados do IBGE, censo de 2010, sua população é de 10.622 habitantes. Na economia do município destacam-se a pecuária, a indústria, o comércio e a produção de ouro. “Aproveitamos a oportunidade para parabenizar o povo gentiense que trabalha com afinco em prol do crescimento do município, contribuindo assim, para o desenvolvimento econômico de nosso estado”, destacou Luizinho Sobral.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113735 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]