Campanha de Combate a Incêndios Florestais na Chapada Diamantina e Oeste Baiano será lançada em agosto

Campanha de Combate a Incêndios Florestais é lançada na Chapada Diamantina e Oeste Baiano.
Campanha de Combate a Incêndios Florestais é lançada na Chapada Diamantina e Oeste Baiano.

Adotar medidas para a prevenção, proteção, monitoramento e combate aos incêndios florestais nas regiões do Oeste e da Chapada Diamantina. Este é o objetivo da Campanha de Combate a Incêndios Florestais, que será lançada no mês de agosto nos municípios de Lençóis e Barreiras. A campanha é coordenada pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), por meio do Comitê Estadual de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais da Bahia.

Para avaliar as ações previstas durante a Campanha, integrantes do comitê se reuniram, recentemente, na sede da Sema. Participaram do encontro os representantes de nove secretarias estaduais, além de entidades municipais e federais. Também foram agendadas reuniões de planejamento pela coordenação do Comitê e ações de fiscalização, que já estão programadas. Outro encontro deverá ocorrer no dia 27 de julho, antes do lançamento, para avaliar o andamento das ações.

O secretário estadual do Meio Ambiente, Eugênio Spengler, destacou a importância de realizar a operação de forma conjunta e definir os mecanismos de participação para garantir o apoio para a campanha. “É fundamental, neste processo, contarmos com a participação das prefeituras locais e, principalmente, da população, que conhece bem a região. Este apoio, além de necessário para as ações de combate ao fogo, facilita as ações de logística, transporte e mobilização”.

Spengler também falou sobre a necessidade de garantir a eficiência nas ações, com foco nas Unidades de Conservação (UCs). De acordo com ele, para garantir o êxito da operação, atualmente existem cerca de 500 brigadistas com atuação, na Chapada Diamantina, e algumas brigadas voluntárias, na região Oeste.

A Campanha também contará com o apoio da Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (Coppa) e do Sistema Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), coordenado pelo Instituto Nacional do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), entre outras instituições.

A diretora de Fiscalização do Instituto Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema) e coordenadora do Comitê, Márcia Telles, avaliou a reunião de forma positiva. “Reunimos os principais envolvidos, tanto em nível de combate como de prevenção. Nossas equipes trabalharão na prevenção e fiscalização, no inicio dos incêndios, pós-incêndio e identificação de possíveis infratores. Outro ponto importante é que vamos poder contar com o apoio das secretarias da Agricultura e Educação, aumentando o contingente de pessoas envolvidas”.

Focos de incêndio – O coordenador Adjunto da Coordenação de Defesa Civil do Estado da Bahia (Cordec), Paulo Sérgio Meneses Luz, adiantou que, neste ano, não haverá os fenômenos El Niño e La Niña – caracterizados pelo aquecimento ou o esfriamento das águas superficiais do oceano Pacífico Tropical, respectivamente, que podem afetar o clima regional e global – o que significa que não haverá um calor excessivo no estado.

Por outro lado, Paulo Sérgio chama a atenção para a grande quantidade de biomassa na região da Chapada, principalmente por causa da diminuição nas áreas de queimadas nos últimos dois anos. “Com isso, temos na região muito material combustível, que poderá causar incêndios e complicar a ação das equipes para debelar os focos. As atividades de prevenção e monitoramento são importantes para evitar estes incêndios”, destacou o coordenador.

Entre os meses de agosto e outubro, é comum a ocorrência de queimadas nas regiões Oeste e Chapada Diamantina, período mais seco e quente do ano. Entre os principais causadores de incêndio nas matas, estão a utilização da técnica de queimar a vegetação para preparar o solo para o plantio – bastante utilizado pelos agricultores – e pontas de cigarro jogadas ao chão, principalmente na estrada.

Comitê – Com o objetivo de planejar as funções e participação de atores, dimensionar a capacidade operacional, definir os custos para execução das ações e avaliar as atividades desenvolvidas em prol do enfrentamento de incêndios, o Comitê Estadual de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais da Bahia foi instituído através do decreto de nº 11.559, de 1 de junho de 2009.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108935 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]