Barreiras: Integração do Vale e do Cerrado pode acelerar crescimento do Território do Vale do Rio Grande

Logomarca do Jornal Grande Bahia
Logomarca do Jornal Grande Bahia

A integração entre o Vale e o Cerrado, tema discutido na manhã desta sexta-feira, (08/07/2011), em reunião entre o secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, e os secretários de Agricultura dos municípios do Território do Vale do Rio Grande e Associação dos Engenheiros Agrônomos da Bahia, AEABA, é considerada por Salles como uma ação importante para o desenvolvimento do Vale, que se destaca pela pecuária forte e em ritmo acelerado de desenvolvimento, figurando como o segundo maior rebanho do Estado. O encontro aconteceu no estande da Seagri, na 29ª ExpoBarreiras, que será encerrada no próximo domingo.

A reunião teve também o objetivo de organizar o Fórum dos Secretários de Agricultura do Território do Vale do Rio Grande, no Oeste do Estado, instância estimulada pela Secretaria da Agricultura para discussão e busca de soluções para os problemas da agropecuária dos territórios. “Nossa meta é organizar um fórum em cada um dos 26 territórios de identidade, cujos coordenadores vão compor o Fórum de Secretários de Agricultura da Bahia”, explica Eduardo Salles, que planeja reuniões a cada três meses para a discussão das dificuldades e planejamento das ações para o desenvolvimento e fortalecimento da agropecuária baiana.

Na primeira reunião com os secretários do Território do Vale do Rio Grande, a Associação de Engenheiros Agrônomos da Bahia, AEABA, apresentou o “Projeto de Integração do Vale com o Cerrado”, que segundo a presidente da entidade, Marizete Zutton, representa uma solução para o desenvolvimento do Vale e viabiliza o plantio de milho no Cerrado. O engenheiro agrônomo Adriano Lupinacci, vice-presidente da AEABA, disse que se trata “de uma estratégia de produção integrada entre agricultura e pecuária, em cultivos consorciados, que vai resolver questões ambientais e gerar mais renda para os produtores.

Lembrando que o Vale tem destaque na pecuária, e o Cerrado na produção de grãos, ele citou como exemplo a rotação do milho. O agrônomo explicou que o milho pode ser plantado junto com o capim, e após a colheita do milho o gado seria colocado na área, preparando a assim a terra para a próxima safra de milho.

Celito Breda, secretário de Agricultura de Barreiras afirmou que o Vale pode produzir boa parte dos alimentos que hoje são produzidos no Cerrado, e acentuou que o Projeto de Integração é importante para o desenvolvimento da região. Para ele a reunião teve grande importância no sentido apresentar o assunto para os secretários de Agricultura do Território, formado por 14 municípios, além de ter sido o embrião para o Fórum dos Secretários.

POSSE NO SINDICATO

Na noite de quinta-feira, (7), o secretário Eduardo Salles participou da posse da nova diretoria do Sindicato Rural de Barreiras, realizada no estande da Federação da Agricultura do Estado da Bahia, Faeb/Senar, na ExpoBarreiras. O secretário destacou a importância do associativismo e a união dos produtores da região, “que caminha a passos largos para se tornar o celeiro da pecuária do Brasil”. Ele lembrou que além do boi de pasto, o Oeste terá ainda este ano um dos maiores confinamentos do País, que pretende chegar a 100 mil animais/ano, utilizando na ração sub-produtos das indústrias de soja, milho e algodão da região.

A nova diretoria, que tem na presidência o produtor Antonio Balbino de Carvalho Neto, foi saudada também pelo presidente da Faeb, João Martins; Geraldo Machado, superintendente do Senar/BA; Ademar Marçal, presidente do Fundeagro; Walter Horita, presidente da Aiba; Oziel Oliveira, deputado federal, e Jusmari Oliveira, prefeita de Barreiras, dentre outras personalidades.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112705 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]