Banco Central estabelece regra para equiparar cartão de crédito consignado e BB reestrutura linha para antecipação de vendas

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

O Banco Central aprovou a Circular 3549/11 que equipara o cartão de crédito consignado às demais operações de consignado. Para desestimular as operações de financiamento consignado no cartão com prazos longos e preservar os objetivos prudenciais da regulamentação, será aplicado o fator de ponderação de risco (FPR) de 150% às exposições relativas a operações com cartão cujo contrato estabeleça condições que não assegurem a liquidação da dívida em prazo de até 36 meses por meio dos descontos consignados. As demais operações da espécie, cujas condições possibilitem a liquidação em até 36 meses permanecerão com FPR de 75%, consoante a regulamentação em vigor.

A norma quanto ao pagamento mínimo de faturas de cartão de crédito não será aplicada aos cartões de crédito consignado, que já têm regras próprias estabelecendo limite de crédito e percentual mínimo de pagamento, contribuindo para a redução do risco de endividamento excessivo do consumidor. Tais percentuais são definidos em função da renda do usuário e de acordo com os convênios firmados entre as instituições financeiras e as entidades consignantes – responsáveis pelo pagamento de proventos, benefícios, pensões ou aposentadorias.

BB reestrutura linha para antecipação de vendas futuras com cartões de crédito PJ

O Banco do Brasil anunciou, no dia 13/07, uma série de alterações na sua linha de crédito Recebíveis Cartão a Realizar, que passa a se chamar BB Giro Cartões. O produto atende às pessoas jurídicas com faturamento bruto anual a partir de R$ 500 mil, cujo domicílio bancário para o recebimento das vendas com cartões de crédito esteja no BB.

Os estabelecimentos comerciais afiliados às empresas adquirentes Cielo e Redecard podem agora antecipar até oito vezes os créditos não performados (futuros) das suas vendas com cartões de crédito Visa ou MasterCard. Anteriormente, o limite podia chegar a até seis vezes e somente era possível antecipar as faturas Visa. O valor do limite a ser disponibilizado à empresa é calculado com base na série histórica dos últimos 12 meses das vendas com cartões de crédito das duas principais bandeiras.

Outra novidade é que o prazo de pagamento foi ampliado, passando de até 24 meses para até 36 meses, podendo o empresário escolher a melhor data do mês para o débito das prestações.

As melhorias implantadas pela instituição objetivam tornar sua principal linha de capital de giro com base em faturas de cartões mais competitiva e alinhada ao novo mercado de cartões. Atualmente, a carteira de operações na modalidade apresenta saldo de R$ 2,1 bilhões, com 33 mil contratos formalizados.

Para o diretor de Micro e Pequenas Empresas do BB, Clenio Severio Teribele, o fato de o BB Giro Cartões ser uma solução multibandeira e multiadquirente, permitindo a negociação das vendas com cartões de crédito das duas principais bandeiras, cujas informações são repassadas pelas duas maiores empresas adquirentes de meios de pagamento no País, confere ao empresário comodidade e proporciona acesso a um limite mais compatível com o seu faturamento com cartões.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121617 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.