Feira de Santana: Vereador Ewerton Carneiro diz que será apoiado pela igreja do Evangelho Quadrangular nas Eleições de 2012

Vereador Ewerton Carneiro da Costa (Tom, PTN) informou que será apoiado oficialmente pela Igreja do Evangelho Quadrangular de Feira de Santana na próxima eleição para a Casa da Cidadania, em 2012.
Vereador Ewerton Carneiro da Costa (Tom, PTN) informou que será apoiado oficialmente pela Igreja do Evangelho Quadrangular de Feira de Santana na próxima eleição para a Casa da Cidadania, em 2012.

O vereador Ewerton Carneiro da Costa (Tom, PTN) informou durante a sessão da Câmara Municipal, na manhã desta terça-feira (07/06/2011), que será apoiado oficialmente pela Igreja do Evangelho Quadrangular de Feira de Santana na próxima eleição para a Casa da Cidadania, em 2012. “Estou muito feliz por ter sido escolhido como representante da igreja”, declarou.

Tom registrou ainda que havia outra pessoa interessada em contar com o apoio da igreja e que inclusive recorreu ao ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho para que este interferisse no processo. Mas, segundo o vereador, apesar dessa estratégia, ele conseguiu superar o adversário com aproximadamente 98% dos votos dos pastores da citada denominação durante as prévias. “Não adiantou essa pessoa procurar apoio na esfera política. O que pesou foram os votos da amizade verdadeira”, afirmou.

Ainda sobre o suposto envolvimento de José Ronaldo nesta eleição, Tom lamentou: “fiquei triste porque o ex-prefeito é amigo nosso e saiu pedindo apoio para esta pessoa”. Em seguida, ele fez elogios ao prefeito Tarcízio Pimenta por não ter participado da escolha das lideranças da Igreja do Evangelho Quadrangular. “Parabenizo o prefeito que se comportou com muita sabedoria, não se metendo nesta disputa”.

Ewerton Carneiro também agradeceu aos votos conferidos a ele pela maioria dos pastores da igreja e registrou o apoio dos seis superintendentes da denominação em Feira de Santana. Foram nominados Rita Simoura, Valdomiro Adriano, Necivaldo José de Santana, Pedro Rodrigues, Carlos Leon e Nilton Rodrigues.

Tom rebate Jonas Paulo

Ainda na sessão desta terça, o vereador Tom leu a nota postada no blog Demais, editado pelo jornalista Dimas Oliveira, intitulada “Prefeito de Feira de Santana está morto”. Segundo o texto, o presidente do Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores, Jonas Paulo, afirmou: “O prefeito de Feira de Santana está morto. Não sabe nem se será candidato à reeleição. Com tanta denúncia contra ele, Tarcízio Pimenta não se sustenta. Não é candidato de ninguém”.

De acordo com a nota, a declaração foi dada durante plenária do PT realizada na última sexta-feira, dia 3, no auditório do Colégio Luís Eduardo Magalhães, para uma platéia composta por militantes petistas de Feira de Santana e de outras cidades da região. “Fico muito triste, o prefeito se desfilou do DEM, anunciou pacote de obras, novos viadutos, está trabalhando pela cidade e aqui vejo essas palavras terríveis, ridículas”, criticou.

Vice-líder destaca ações do prefeito na área de educação e inclusão digital

O vice-líder da bancada governista, Antônio Carlos Passos Ataíde – Carlito do Peixe (DEM), parabenizou o prefeito Tarcízio Pimenta pela inserção da tecnologia de ponta no sistema de educação da rede pública municipal. O vereador fez referência à inauguração do Centro Digital Drance Mattos de Amorim, na tarde da última sexta-feira (3), no bairro Baraúnas. Segundo o edil, o equipamento dispõe de duas salas com 40 computadores e oferecerá cursos básicos de Informática, além do acesso gratuito a Internet.

Carlito disse também que a Prefeitura disponibilizará transporte gratuito aos estudantes das escolas públicas de outros bairros e da zona rural, como forma de promover a inclusão social e digital da comunidade carente de Feira de Santana.

Na oportunidade, o vereador destacou também a reforma geral da Escola Municipal Paulo Machado, que foi reinaugurada também na última sexta-feira, na comunidade do povoado Pau Seco, no distrito de Humildes. O vice-líder governista concluiu o seu discurso, enfatizando que o prefeito a cada dia que passa vem desenvolvendo obras e projetos de interesse social, em prol do progresso de Feira de Santana e da elevação da qualidade de vida da população.

Maurício retira emenda sobre divulgação de reajuste da tarifa de ônibus

O vereador Maurício Carvalho (PR), líder da bancada governista na Câmara Municipal, retirou, na sessão desta terça-feira (7), emenda de sua autoria ao projeto de lei que dispõe sobre divulgação do reajuste e vigência da tarifa do transporte coletivo em Feira de Santana. O projeto, de autoria do vereador Roberto Tourinho (PSB), tem o objetivo de impedir que a Prefeitura possa colocar em vigor uma nova tarifa de ônibus em um curto espaço de tempo e sem ampla divulgação nos meios de comunicação.

De acordo com a proposta de Tourinho, a administração municipal apenas poderá colocar em vigor a nova tarifa em um prazo de 90 dias após a publicação do decreto legal. A emenda de Maurício determina que após definido o reajuste (pelo Conselho Municipal de Transportes) o Poder Executivo deverá promover a divulgação em um prazo de “até oito dias úteis” a partir da publicação oficial.

“Em entendimento com o autor da matéria, estou solicitando a retirada desta emenda”, disse o líder governista. O vereador Carlos Alberto Costa Rocha – Frei Cal (PMDB) pediu adiamento da discussão da matéria e Maurício pretende apresentar outra emenda, provavelmente propondo modificar o prazo para a vigência de reajuste da tarifa, mas com um outro texto.

“Noventa dias para oito é uma diferença muito grande. Uma emenda pode contemplar, razoavelmente, metade do tempo proposto no projeto”, disse o vereador Roberto Tourinho. Segundo ele, o projeto tem como intenção garantir ao pai de família que possa se programar, alterar o seu orçamento, em um tempo estabelecido, “já que, nos últimos anos, o aumento de ônibus entra em vigor até mesmo em períodos festivos e em um curto espaço depois da aprovação do reajuste”.

O vereador Marialvo Barreto (PT) alertou para a inviabilidade do projeto de Tourinho, mediante a emenda de Maurício. “A emenda mata o projeto, simplesmente”, afirmou, também chamando a atenção para a necessidade de um prazo “razoável” para a vigência do reajuste. “Da forma como foi proposto, com o governo podendo colocar em vigor o novo valor em ‘até oito dias’, permite ao Executivo cumprir a medida em até 24 horas”.

Câmara rejeita projeto que ampliaria meia-passagem entre estudantes

A Câmara Municipal rejeitou na sessão desta terça-feira (7) projeto de lei que propõe ampliar a meia-passagem no transporte coletivo no meio estudantil em Feira de Santana. A proposta do vereador Marialvo Barreto (PT) propiciaria, caso fosse aprovada, estender o benefício a alunos dos cursos de pós-graduação, supletivo, técnico-profissionalizante, pós-médio e de outros enquadrados como ensino à distância, regulamentados pelo Ministério da Educação.

Entre os vereadores presentes à sessão, os oposicionistas Marialvo Barreto, Roberto Tourinho (PSB) e Carlos Alberto Costa Rocha – Frei Cal (PMDB) votaram a favor – Angelo Almeida não estava presente nos trabalhos. Na base governista foram favoráveis à proposta os vereadores Otávio Joel de Araújo – Sargento Joel (DEM) e José Carneiro Rocha (PDT).

O autor da proposta esclareceu que o seu projeto não contemplaria “qualquer curso”, banalizando a meia-passagem. “O benefício está sendo proposto para cursos sobre os quais não se tenha suspeitas de sua regularidade”, afirmou, antes da votação.

Como exemplo, ele mencionou o aluno dos cursos de educação à distância, de nível superior. “Esse estudante, ao contrário do que muitos imaginam, não estuda exclusivamente em casa; ele também precisa se deslocar e não apenas nos dias específicos de aula presencial. Quase todos os dias o aluno tem que ir estudar em biblioteca ou em atividades diversas e são pessoas de baixo poder aquisitivo, muitas delas pobres, efetivamente”, afirmou.

Para Marialvo, o prefeito Tarcízio Pimenta, que foi professor antes de exercer a medicina, deveria aprovar a medida. “Não tenho dúvida de que se a matéria for aprovada, ele vai sancionar”, disse o petista, em seu discurso.

O vereador Frei Cal argumentou que em Feira de Santana cursos técnicos são uma realidade, assim como o ensino superior à distância. “O prefeito Tarcízio Pimenta tem feito um discurso voltado para avanços na educação. Existe farta propaganda a esse respeito. O governo, portanto, não pode orientar a sua bancada a ir na contra-mão, rejeitando uma proposta desse nível”, advertiu.

Para Roberto Tourinho, não haveria argumento convincente para se votar contra o projeto, “que atende a interesses da comunidade”. Citou como exemplo o seu próprio caso. Ele já era graduado em Direito e fez um curso, de Jornalismo. “Era estudante do mesmo jeito e teria, caso fosse necessário, o direito de obter esse benefício”.

Ele disse que muitos estudantes trabalham no comércio ou na indústria, mas procuram se capacitar, freqüentando cursos técnicos ou faculdade. Pagam caro, comprometendo quase toda a sua renda para bancar o curso. E ainda tem que pagar a passagem de ônibus. Com esta lei, essas pessoas serão beneficiadas de forma justa”.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 107957 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]