Medicamentos disponíveis nas unidades das farmácias básicas. Leia esta e outras informações na PMFS

Medicamentos disponíveis nas unidades das farmácias básicas.
Medicamentos disponíveis nas unidades das farmácias básicas.

Vários medicamentos considerados como de farmácia básica podem ser retirados pelo usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) nas unidades de saúde pública que compõem a rede própria. Para evitar que nenhuma medicação falte nas unidades, o abastecimento é realizado de forma contínua pela Secretaria Municipal de Saúde, através da Assistência Farmacêutica (AF).

“É responsabilidade da AF garantir que ações voltadas à promoção, proteção e recuperação da saúde, por meio do acesso aos medicamentos pelos pacientes e o uso racional, sejam adotadas na perspectiva da melhora da qualidade de vida da população”, ressalta o coordenador do setor, Juraci Leite Neto.

Segundo ele, a distribuição dos medicamentos ocorre quinzenalmente mediante ao mapa de pedidos enviado pelo administrador da unidade ou da farmácia, que pode identificar a demanda do medicamento e da quantidade utilizada pela população onde cada unidade está inserida. “As solicitações devem ser feitas antes do estoque acabar, para que seja providenciado o medicamento antes mesmo do seu término”, salienta.

Para adquirir o remédio que necessita, o usuário deve apresentar o cartão do SUS e a receita médica nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), postos do Programa de Saúde da Família (PSF) e Centro de Atenção Psicossocial (Caps). A AF distribui também medicamentos de urgência e emergência para as policlínicas e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

“Considerados como de farmácia básica estão os medicamentos para controle da hipertensão, diabetes, relacionados à saúde da mulher, saúde mental, nutrição, tabagismo, além de outros, como antibióticos, antiinflamatórios e hormônios. Medicamentos classificados como estratégicos, voltados para o tratamento da tuberculose, hanseníase e hepatite, também são disponibilizados no Centro de Saúde Especializada (CSE) Dr. Leone Coelho Leda”, informa.

Ampliação do Minha Casa, Minha Vida

Unidades habitacionais destinadas para famílias de baixa renda

Feira de Santana ganhará novas unidades habitacionais destinadas à comunidade de baixa renda. A informação foi divulgada no lançamento da segunda etapa do programa federal Minha Casa, Minha Vida, na última quinta-feira (16).

Na primeira fase do programa, o município foi contemplado com a construção de 7.338 unidades. De acordo com o secretário de Habitação, Gilberto Ruy, existe a possibilidade desse número aumentar, uma vez que, Feira de Santana é destaque no cenário nacional quanto à construção destas moradias.

“Feira de Santana é o município que mais entregou unidades no Brasil, temos expectativa de que o número de residências da primeira etapa seja mantido ou ampliado. Ainda não foi divulgada a quantidade exata de unidades destinadas ao Município, mas as expectativas são as melhores”, afirmou o secretário.

Ainda segundo Gilberto Ruy, algumas mudanças ocorreram para a segunda etapa do Minha Casa, Minha Vida. “As unidades ganharão mais qualidade e serão entregues com piso em todo imóvel e azulejo na cozinha. A área total das moradias também foi ampliado, passando de 42m² para 53m²”, explicou.

CRMQ atende mais de 60 mulheres violentadas

18 audiências relacionadas à Lei Maria da Penha realizadas este ano

O Centro de Referência Maria Quitéria (CRMQ) atendeu 65 mulheres em situação de violência de outubro de 2010, quando foi inaugurado, até o início deste mês. Os dados são da coordenadora da instituição, Maria Luíza da Silva Coelho.

Do total de atendimentos houve um caso de encaminhamento para a Casa Abrigo, em Salvador. No que se refere ao acompanhamento jurídico foram realizadas 18 audiências neste ano relacionadas à Lei Maria da Penha.

O CRMQ acolhe e acompanha mulheres em situação de violência, através de atendimento jurídico, social, psicológico e pedagógico, propiciando melhores condições.

Para aprimorar o atendimento, o centro passou a registrar o número de mulheres assistidas que retornam para a instituição, através de uma ficha de monitoramento. “Desde março foram registrados 50 retornos. Isso demonstra o interesse e a necessidade de fortalecimento das mulheres em situação de violência em nosso Município”, considera Maria Luíza.

Além dos atendimentos, o CRMQ realizou diversas atividades como “Ações do Março Mulher”, em comemoração ao dia Internacional da Mulher. O grande desfecho do evento se deu com a implantação da Rede de Atenção e Proteção à Mulher, na qual busca integrar as instituições e pessoas que contribuem para a prevenção e enfrentamento a violência contra a mulher.

“Em maio o CRMQ participou do Ação Global distribuindo cerca de 500 folders com orientação e informação sobre o equipamento para cerca de 80 pessoas”, informa a coordenadora. As ações têm a parceria da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) no encaminhamento das mulheres ao Centro. O CRMQ está situado na rua Venezuela, 387, Capuchinhos. Mais informações pelo telefone (75) 3616-3433.

Guarda Municipal pronta para atuar no São João

Efetivo vai auxiliar a Policia Militar nas ações de promoção da paz

O efetivo da Guarda Civil Municipal já está preparado para atuar durante a programação junina do São João de São José, no distrito de Maria Quitéria, e São Pedro de Humildes. A corporação vai trabalhar em parceria com a Polícia Militar nas ações de promoção da paz e segurança ao cidadão. Vão atuar 36 prepostos da Guarda Municipal nos dois eventos, por dia. Serão disponibilizadas também três viaturas.

De acordo com o comandante da Guarda Municipal, Marcus Vinícius Alves, tanto no São João como no São Pedro, vai ser realizado o patrulhamento com intervenção, incluindo atenção especial nos portões de acesso e setores de embargue e desembargue. “Vamos utilizar detectores de metais para prevenir a entrada de qualquer tipo de arma no sítio da festa”, ressaltou.

Ainda segundo o comandante, a Guarda Municipal vai dar apoio também às ações desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Saúde durante os festejos. “Os veículos do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) vão se deslocar, quando solicitados, acompanhados das viaturas da Guarda Municipal para dar todo suporte de segurança aos profissionais que estão trabalhando”, afirma Marcus Vinícius.

O São João de São José e São Pedro de Humildes acontecem entre os dias 23 e 25 de junho e 30 a 02 de julho, respectivamente.

Cotação de preços dos produtos juninos

Levantamento realizado pela Sedec orienta consumidores

Com a proximidade dos festejos juninos, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Sedec), por meio do Núcleo de Informações e Pesquisas Econômicas e Sociais (Nipes), realizou um levantamento dos preços dos principais produtos que compõem a mesa junina.

Durante o dia 13, a equipe do Nipes visitou, além do Centro de Abastecimento, os supermercados G. Barbosa, J. Santos e Hiper Bom Preço. Desta vez, a pesquisa foi direcionada a quatro produtos bastante utilizados nessa época do ano: milho verde, amendoim, laranja pêra e coco seco.

O resultado da pesquisa apontou o Centro de Abastecimento como o local que oferece o melhor preço do principal produto dos festejos juninos: o milho verde. Enquanto no J. Santos a unidade do item é comercializada por R$ 0,85, no Centro o mesmo produto está sendo vendido por R$ 0,30.

Nos supermercados, o amendoim é vendido a quilo. O valor desta quantidade está sendo comercializada a R$ 3,98, R$ 4,95 e R$ 7,99, respectivamente, no J. Santos, Hiper Bom Preço e G. Barbosa. Já no Centro de Abastecimento, o consumidor encontrará o litro do produto por apenas R$ 1,00.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112554 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]