Hospital Santa Casa de Feira de Santana deve ser habilitado para realizar cirurgias e atendimentos cardiológicos através do SUS, afirma Zé Neto

Hospital Santa Casa de Feira de Santana deve ser habilitado para realizar cirurgias e atendimentos cardiológicos através do SUS, afirma Zé Neto.Hospital Santa Casa de Feira de Santana deve ser habilitado para realizar cirurgias e atendimentos cardiológicos através do SUS, afirma Zé Neto.

Foi publicada no Diário Oficial da Bahia desta quarta-feira (15/06/2011) a resolução que aprova a emissão de parecer favorável à habilitação para atendimento em Alta Complexidade Cardiovascular pela Santa Casa de Misericórdia de Feira de Santana através do Sistema Único de Saúde (SUS).

Atestada pela Comissão Intergestores Bipartite da Bahia (CIB), coordenada pelo secretário Estadual da Saúde, Jorge Solla, durante reunião realizada nesta terça-feira (14), a resolução segue para apreciação do Ministério da Saúde (MS), que tem a incumbência de avaliar e dar parecer à decisão da Comissão.

Após o parecer do Ministério o próximo passo é habilitar a Santa Casa, que já realiza atendimento em alta complexidade cardiovascular, a oferecer tais serviços à população através do SUS.

De acordo com a médica cirurgiã Ivana De Lamonica, após aceno positivo do Ministério da Saúde e de publicação no Diário Oficial da União, através da Portaria 210 do Ministério a Santa Casa fica responsável por realizar 266 consultas cardiológicas por mês, 180 cirurgias cardiovasculares por ano (incluindo as de marca-passo), 100 consultas/mês em angeologia e atendimento vascular para cada 180 cirurgias/ano, além de cota mensal para realização de exames como Ergometria (80), Holter Ecocardiograma (130), Ultrassonografia com Doppler (80 mês) e um mínimo de 12 procedimentos terapêuticos em cateterismo e angeologia por mês. Vale lembrar que tais atendimentos estarão disponíveis apenas para adultos.

“Assim, a unidade estará habilitada para dar atenção total em cardiologia, fazendo com que a população de Feira e região não mais precise deslocar-se para Salvador a procura de tais serviços”, enfatiza a cirurgiã, segundo a qual o convênio com o SUS seria um ganho para a Santa Casa. “Isso aumentaria a complexidade no atendimento, o que faria com que ele deixasse de ser secundário e passasse a ser terciário, ou seja, último nível que se pode ofertar a um paciente”, arremata Ivana De Lamonica.

Segundo informa a diretora da Santa Casa, Sandra Peggy, atualmente através do SUS a Santana Casa oferece serviços em oncologia através da UNACOM (Unidade de Oncologia) e em média complexidade cardiológica (dor no peito e infarto, por exemplo, via Central de Regulação, já que não possui pronto socorro).

“A Santa Casa já sonhava há três anos com a possibilidade de firmar este convênio com o Ministério da Saúde, o que vai ajudar a salvar muitas vidas”, afirma Sandra Peggy ao informar que a unidade será pioneira na região em atendimento a tal demanda através do SUS.

“O grande mérito é da Santa Casa, nas pessoas de doutora Sandra, doutor Outran Borges, do administrador Jodilton Barbosa e de seus funcionários”, frisou o líder do Governo, deputado Zé Neto (PT), segundo o qual para a saúde funcionar, é necessário que instituições públicas, provadas e filantrópicas estejam em constante diálogo.

Ainda de acordo com Zé Neto, tais incentivos à unidade de saúde é prova do compromisso do Governo do Estado com Feira de Santana e região. Ele lembra que de janeiro a abril deste ano, para se ter idéia, o Governo Estadual já investiu 10,20% a mais em saúde, conforme dados apresentados nesta terça-feira (14) pelo secretário da Fazenda, Carlos Martins. “Estamos trabalhando para qualificar os atendimentos e integrá-los, como a população merece”, pontua o deputado.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]