Em Itaberaba, empresário Valdomiro Gomes de Deus Júnior, proprietário da concessionária de automóveis Itavel, é acusado de sequestrar prefeito

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, foi preso, neste final de semana, em Itaberaba, por investigadores da 12ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior, com sede naquela cidade, o empresário Valdomiro Gomes de Deus Júnior, o “Júnior Patativa”, dono da concessionária de automóveis Itavel.

Ele é acusado de pertencer a uma quadrilha que, no dia 25 de maio, roubou e sequestrou o prefeito de Lajedinho, Antônio Mário Lima Silva, quando saía de uma agência bancária no município de Ruy Barbosa.

Segundo o coordenador da 12ª Coorpin, delegado João Figueiredo Júnior, a Justiça Criminal de Itaberaba também expediu mandado de prisão contra Cleuber da Silva Félix, o “Kekeu”, 31 anos. Já João Batista Rocha Lima, o “Danda”, 34, teve a preventiva decretada pela Juízo de Barra da Estiva, e Danilo Azevedo Oliveira Teles, o “Danilo Quebrado”, 26 anos, pela Justiça de Rui Barbosa. Todos os três se encontram foragidos.

Um outro integrante da quadrilha, identificado como Ivo dos Santos Nunes, o “Ivo Cão”, 45 anos, também revendedor de carros na região, morreu em confronto com policiais civis, nas imediações do Povoado de Morro das Flores, durante perseguição logo depois do roubo no dia 25. As investigações estão sendo presididas pelo delegado Marcelo Cavalcanti, titular da Delegacia Territorial de Rui Barbosa.

Outro prefeito

Ainda em Itaberaba, distante 274 quilômetros de Salvador, foram presos o vigilante Aílton Ferreira de Amorim, 25 anos, o “Cori”, e a empregada doméstica Natanice de Jesus Correia, 29 anos, a “Nice”, acusados de planejarem, no dia 16 de junho, o incêndio à residência do prefeito João de Almeida Mascarenhas Filho, onde eles trabalhavam.

Segundo o delegado Marcus Alessandro de Oliveira, titular da Delegacia Territorial de Itaberaba, a quantia de R$ 5 mil guardada numa cômoda – único móvel não destruído pelo fogo – desapareceu, o que levantou a suspeita de o incêndio ter sido criminoso.

Durante as investigações, o vigilante confessou a autoria do crime, revelou a participação da doméstica na elaboração do plano e disse que o dinheiro subtraído estava escondido no próprio terreno da casa, dentro de um buraco que cavara no local.

O coordenador da 12ª Coorpin, delegado Jorge Figueiredo Júnior, afirmou que o vigilante já tinha passagens na polícia pela prática de furto e de roubo. Cori e Nice foram autuados em flagrante por furto qualificado e pelo incêndio que provocou, no qual o autor colocou em perigo a vida de uma pessoa ou o patrimônio de alguém.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121582 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.