Em Feira, moradores do loteamento João Serafim ficam indignados ao saber que ruas estão como pavimentadas, mas o fato é que se encontram na lama

Ruas do Loteamento João Serafim, situado no Bairro Campo Limpo, em Feira de Santana, sistema da prefeitura consta como asfaltadas, enquanto moradores transitam na lama.Ruas do Loteamento João Serafim, situado no Bairro Campo Limpo, em Feira de Santana, sistema da prefeitura consta como asfaltadas, enquanto moradores transitam na lama.
Ruas do Loteamento João Serafim, situado no Bairro Campo Limpo, em Feira de Santana, sistema da prefeitura consta como asfaltadas, enquanto moradores transitam na lama.

Ruas do Loteamento João Serafim, situado no Bairro Campo Limpo, em Feira de Santana, sistema da prefeitura consta como asfaltadas, enquanto moradores transitam na lama.

O radialista Fábio Reis (31 anos, estudante de jornalismo da UNEF) produziu matéria exclusiva sobre o escândalo envolvendo o loteamento João Serafim, situado no Bairro Campo Limpo, em Feira de Santana.

Segundo os moradores Ailton Gonçalves e Sandy Rian dos Santos, há cerca de 20 dias dirigiram-se às secretarias do Planejamento e de Obras, para solicitar que as ruas do loteamento fossem niveladas com uma Patrol, além dos serviços de limpeza e capinação.

A supressa foi saber que em uma secretaria constava que as 13 ruas e uma travessa do loteamento João Serafim estavam pavimentadas com paralelepípedos. Enquanto em outra secretaria o sistema aponta que as ruas tinham sido pavimentadas com asfalto.

Segundo os moradores, os funcionários da prefeitura se recusaram a registar a solicitação e lhes foi entregue um documento assinado pela engenheira Terezinha Miranda Nascimento e o estagiário Edward Pessoa, datado como SEPLAN/2008, onde constam os serviços realizados e o mapa das pavimentações.

Indignados com o ocorrido e tendo que transitar por ruas de terra, esburacadas e repletas de lama, procuraram o radialista Fábio Reis para denunciar a situação. Este, manteve contato com a redação do Jornal Grande Bahiae apresentou as fotos que evidenciam a real situação de abandono das ruas.

O caso é grave, e o Ministério Público Estadual de Feira de Santana deve formalizar uma ação com objetivo de apurar responsabilidades.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).