Deputada Graça Pimenta comemora emancipação de Coração de Maria e presta homenagem aos 35 anos da fundação da UEFS

Logomarca do Jornal Grande BahiaLogomarca do Jornal Grande Bahia

As felicitações ao município de Coração de Maria por conta da passagem dos seus 67 anos de emancipação política, comemorados nesta quarta-feira (01/06/2011), estão partindo também da Assembleia Legislativa (AL). A deputada Graça Pimenta (PR) se congratulou com a cidade através de moção apresentada no órgão estadual.

“Parabenizo o município de Coração de Maria e a população mariense, desejando-lhes que o seu futuro seja sempre marcado por conquistas sociais, políticas e econômicas”, parabenizou a parlamentar.

No início, o território onde hoje está o município de Coração de Maria fazia parte da fazenda de Bento Simões. Em meados do século XIX, começo da povoação do local, João Manoel da Mota, Nacriono Simões Ferreira e Antonio Fidelis de Cerqueira Daltro construíram a capela do Santíssimo Coração de Maria na localidade de Lajes.

A igreja matriz local começou a ser construída em 1848, pelo missionário jesuíta Paulo. Em 1853 o templo foi elevado à categoria de freguesia e, em 1891, o arraial sede da freguesia foi desmembrado do município de Santo Amaro da Purificação. Em seguida, o arraial foi elevado à categoria de vila com o nome de Santíssimo Coração de Maria. Em 1892, a denominação da localidade passou a ser apenas Coração de Maria.

Conforme a deputada Graça Pimenta, Coração de Maria foi extinto e se restaurou em seguida. “Por volta de 1940, os marienses sofreram ao ver o seu município ser extinto e anexado como distrito de Irará. No ano de 1944, o então distrito reconquista sua autonomia e volta a ser município. Hoje, os distritos de Itacava e Retiro compõem o território de Coração de Maria”, disse a parlamentar.

A cultura local é preservada através das manifestações populares, como os festejos juninos. As principais atividades econômicas de Coração de Maria são a agricultura, com destaque para o cultivo da mandioca, e a pecuária. As terras marienses são banhadas principalmente pelo rio Pojuca. Distante da capital do estado 113 quilômetros, o município tem 22.401 habitantes (Censo 2010) e área territorial de 348,156 quilômetros quadrados.

Os 35 anos de fundação da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) foram lembrados pela deputada Graça Pimenta (PR) na Assembleia Legislativa (AL) nesta terça-feira (31). Durante pronunciamento, a parlamentar saudou a universidade e refletiu sobre o momento que a instituição está passando.

“Tenho imenso prazer em prestar uma homenagem à UEFS e fazer uma reflexão sobre o seu passado e o seu presente, lembrando a época em que fora instalada, em 31 de maio de 1976”, declarou Graça Pimenta.

O histórico da universidade feirense foi citado pela parlamentar, que em seguida recordou dos tempos que estudou na instituição. “Cursei Enfermagem na UEFS e tenho grandes recordações da época de formação e profissionalização”, lembrou Graça Pimenta.

Conforme a parlamentar, a instituição está passando por sérias dificuldades. “A UEFS vive uma crise generalizada assim como as demais universidades baianas. A instituição está em greve há mais de um mês, os professores recebem os piores salários do Nordeste e terão que amargar um congelamento de salário até 2014”, revelou a deputada.

Segundo Graça Pimenta, o governo estadual tem influência na atual situação da UEFS. “Existe um descaso do governo do Estado para com os reclamos da comunidade universitária. Há também um descumprimento de acordo das Condições Especiais de Trabalho e atitudes arbitrárias em conduzir a crise de paralisação das atividades acadêmicas”, salientou a parlamentar.

Graça Pimenta ressaltou que a universidade desejada pela população é aquela que oferte ensino diversificado, de alta qualidade, aberto a todas as classes sociais, adequado às necessidades do país e capaz de contribuir para a formação do cidadão.

“Não queremos uma universidade mergulhada em dificuldades, pois sabemos que a conjunção de tais fatores comprometem a eficiência, o desenvolvimento das pesquisas, a produção de conhecimentos e a qualidade do Ensino Superior. Este é assunto por demais importante para o governo do Estado levar a sério e corrigir o problema”, destacou Graça Pimenta.

O discurso da parlamentar foi acompanhado por professores e estudantes das universidades estaduais, que estão realizando protesto na AL. A deputada Graça Pimenta finalizou o pronunciamento se solidarizando com os grevistas.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]