Deputado ACM Neto denuncia: governo quer usar Copa para criar porta para corrupção

Antônio Carlos Peixoto de Magalhães Neto (ACM Neto).
Antônio Carlos Peixoto de Magalhães Neto (ACM Neto).
Deputado Antônio Carlos Peixoto de Magalhães Neto (ACM Neto) critica governo federal.
Deputado Antônio Carlos Peixoto de Magalhães Neto (ACM Neto) critica governo federal.

O deputado ACM Neto (DEM) disse hoje, em Salvador, que o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) quer criar uma “porta para a corrupção” com a criação do famigerado Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC) para as obras da Copa do Mundo de 2014. O democrata frisou que a oposição não quer prejudicar o andamento das obras para o mundial, mas que não vai permitir que “esse escândalo vingue”. Como líder do Democratas na Câmara Federal, Neto apresentou um destaque que retira o RDC da Medida Provisória 527, aprovada na última quarta-feira (15/06/2011) e que trata da criação da Secretaria de Aviação Civil. O destaque será votado dia 28.

“O governo está fazendo uma imoralidade, um conjunto de absurdos que ferem a Lei de Licitações. Temos orçamento oculto, facilidade para direcionamento de licitações, favorecimento a empresas privadas, falta total de controle das obras e possibilidade de aditivos sem limites”, disse Neto, após participar de uma sessão especial na Câmara Municipal de Salvador que tratou da preparação dos aeroportos no país para a Copa, proposta pelo vereador Jorge Jambeiro (PSDB), presidente da Comissão de Transportes.

ACM Neto disse que a oposição pode até ingressar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) para derrubar a RDC, caso o governo use o rolo compressor na Câmara para aprovar “essa imoralidade”, já criticada pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Aeroporto

Sobre o aeroporto de Salvador, ACM Neto defendeu obras de ampliação. “O aeroporto precisa de uma nova pista, de uma reestruturação no terminal de passageiros, precisa ampliar as vagas de estacionamento e de uma série de outros ajustes para suportar a quantidade de turistas que irão desembarcar na cidade com o mundial”, frisou. Ele defendeu ainda investimentos nos terminais do interior, a exemplo de Porto Seguro e Ilhéus. Superintendente regional da Infraero, Rogério Cassiano assegurou a Neto e aos presentes na sessão especial que as obras serão feitas a tempo.

Também participaram da sessão especial o presidente da Saltur, Cláudio Tinoco, e o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho, entre outras autoridades.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109932 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]