Conheça o ‘Ás de Ouro do Crime’ Marcelo Henrique (Elias), o mais procurado pela Polícia da Bahia

Marcelo Henrique Menezes dos Santos é procurado pela Polícia da Bahia.
Marcelo Henrique Menezes dos Santos é procurado pela Polícia da Bahia.
Marcelo Henrique Menezes dos Santos é procurado pela Polícia da Bahia.
Marcelo Henrique Menezes dos Santos é procurado pela Polícia da Bahia.

O traficante e assaltante Marcelo Henrique Menezes dos Santos, conhecido também pelos apelidos de “Elias” e “Pinto”, é o novo ás de ouro do “baralho do crime”, criado pela Secretaria da Segurança Pública e disponibilizado em seu site (www.ssp.ba.gov.br), com as imagens dos bandidos mais procurados pela polícia baiana. A primeira atualização dessa ferramenta (jogo da memória), que busca reforçar o trabalho do programa Disque-Denúncia, foi realizada hoje (17/06/2011).

As fotos dos bandidos Talisson Diego Soares dos Santos, o “Pé de Bolo”, que morreu na última quarta-feira (15) em confronto com a polícia, Genildo Oliveira de Jesus, conhecido como “Genilson”, e Sandro Barbosa de Souza, o “Catatau” – capturados esta semana – ainda permanecerão no baralho, mas ganharão tarja indicando “falecido” ou “preso”. Serão substituídas na próxima atualização.’

“Criamos o baralho com o objetivo de levar à prisão perigosos bandidos, que possam ser identificados e delatados através do Disque-Denúncia. E isto já vem acontecendo”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Jogo da Memória

O “baralho do crime” foi lançado pelo secretário durante coletiva à imprensa sobre a Operação Gênesis, no dia 2 de junho, data em que coincidente foi preso, em São Paulo, Fagner Souza da Silva, o “Fal”, líder da organização criminosa “Comissão da Paz” (CP) e o primeiro ás de ouro. Traficante mais procurado do estado e responsável pela conexão com a facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC), ele era apontado como o principal distribuidor de drogas na Bahia.

Na noite da última terça-feira (14), o dois de ouro Genildo Oliveira de Jesus, o “Genílson”, 33 anos, foi preso ao dar entrada no Hospital Ernesto Simões, após ser esfaqueado pela companheira Josenildes Bispo da Silva, na invasão do Pela Porco, na Sete Portas. Mais duas outras cartas do baralho elaborado pela SSP vão também ganhar tarja e ter, em breve, as fotografias substituídas: O valete de ouro, Sandro Barbosa de Souza, 25 anos, o “Catatau”, e o nove de ouro, Talisson Diego Soares dos Santos, o “Pé de Bolo”.

“Catatau”, traficante de drogas com atuação nas áreas do Candeal e da Chapada do Rio Vermelho, foi capturado, após uma denúncia, por integrantes de uma guarnição da 26ª Companhia Independente da Polícia Militar (Brotas), na noite de quarta-feira (15), às 22h45, no Candeal Pequeno, bairro de Brotas.

Conduzido até a Polinter, foi apresentado à imprensa no final da manhã de ontem (16), no auditório da Polícia Civil, localizado no terceiro andar do edifício-sede da instituição.

Já o homicida “Pé de Bolo”, com atuações no Nordeste de Amaralina, foi localizado pela Rondas Especiais da Polícia Militar (Rondesp), na noite de quarta-feira (15), às 18h40, na Rua Ayrton Sena, num lugar conhecido como Sovaco das Cobras, bairro Novo Horizonte.

Atingido no confronto com os policiais, não resistiu aos ferimentos, apesar de socorrido para o Hospital Roberto Santos. Para a 11ª Delegacia Territorial (Pernambués), responsável pela lavratura do auto de resistência, foi encaminhado o revólver, calibre 38 com número de série 1886102, contendo quatro cartuchos deflagrados e um intacto, apreendido em poder do bandido. “Pé de Bolo” é também autor das facadas que mataram, em dezembro de 2010, o PM Joélson Lima da Silva, com que se desentendera ao estacionar a moto em frente à casa do policial.

*Com informações da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP Bahia).

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108777 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]