Câmara Municipal de Feira de Santana realiza sessão especial para debater Centro Industrial do Subaé; Confira posicionamento dos edis

Centro Industrial do Subaé (CIS) é debatido na Câmara de Municipal de Feira de Santana.Centro Industrial do Subaé (CIS) é debatido na Câmara de Municipal de Feira de Santana.
Centro Industrial do Subaé (CIS) é debatido na Câmara de Municipal de Feira de Santana.

Centro Industrial do Subaé (CIS) é debatido na Câmara de Municipal de Feira de Santana.

Ronny afirma que casa de shows será acionada na Justiça

O vereador Reinaldo Miranda Vieira – Ronny (PMN), em pronunciamento na Casa da Cidadania na manhã desta terça-feira (28/06/2011), destacou reivindicação de pessoas que residem nas proximidades da casa de eventos Garage, localizada na avenida Maria Quitéria.

Segundo o legislador, por conta de seus reclames, apresentados na Câmara Municipal, já existe um documento com cerca de três mil assinaturas da comunidade circunvizinha para entrar com uma ação judicial no Ministério Público contra este espaço de shows.

Na opinião de Ronny, a Garage não tem infraestrutura para continuar funcionando, por conta disso, não está, conforme o edil, autorizada pela Secretaria de Meio Ambiente. “Ela funciona mediante uma liminar”, disse.

Exoneração de médico causa polêmica na Câmara

O vereador Marialvo Barreto (PT), na sessão desta terça-feira (28) da Câmara Municipal, falou sobre a forma utilizada pelo presidente da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, Jair de Jesus, para demitir o médico Oldecir Marques. De acordo com o petista, o profissional de saúde atuou como anestesista do Hospital Inácia Pinto dos Santos, (Hospital da Mulher) por cerca de 20 anos. A exoneração do cargo teria sido efetivada através de e-mail. Marialvo classificou o fato como intolerância política.

Mostrando indignação, o vereador disse que isto é um desrespeito ao trabalhador. “Isto é excrescência. É a degradação do ser humano ao mais baixo nível. Demitiu um profissional que tinha 20 anos dentro da empresa, por e-mail. Que consideração! Isto é humilhante!”, bradou, afirmando que comunicará ao Sindicato dos Médicos a forma desrespeitosa como Marqeus foi tratado.

O vereador Roque Pereira (PT do B), de forma crítica, alegou que no Hospital da Mulher existe a “dupla J e R”, se referindo a Jair de Jesus (presidente da Fundação Hospitalar de Feira de Santana), e a Raimundo Oliveira Barreiros (diretor do Hospital da Mulher). Segundo Roque, “ambos estão acabando com o hospital, apenas o prefeito que não enxerga”, afirmou. Destacando o caráter e a competência de Oldecir Marques, os edis Democratas Luiz Augusto – Lulinha e Alcione Cedraz também lamentaram a maneira como o médico foi exonerado.

Nova era da ditadura militar

Na opinião do vereador Carlos Alberto Costa da Rocha – Frei Cal (PMDB), a questão em relevância não é a forma como o médico Oldecir Marques foi demitido, mas sim a perseguição a uma pessoa que há mais de 20 anos desempenhava um trabalho de responsabilidade no hospital. “Nós estamos vivendo em uma nova era em Feira de Santana. Estamos vivendo a era da ditadura militar instalada neste município. Esta é a questão. Alguém que não pode se expressar com liberdade. Alguém que não pode fazer sua voz soar mais longe. Nós estamos vivendo uma ditadura de um governo que só sabe perseguir. Se não fizer a vontade deles, a perseguição ocorre”, afirmou.

Frei Cal acrescentou que essa é uma forma diferente de se instalar a ditadura neste país, mais especificamente no município de Feira de Santana. “No passado era através de choques, hoje é através da demissão covarde como esta que estamos denunciando”, declarou, salientando que “funcionários fantasmas” da Prefeitura não são demitidos.

Tourinho diz que, além de atrapalhado, o Governo Municipal está se tornando truculento

O vereador Roberto Tourinho também comentou a exoneração do médico Oldecir Marques. Para ele, o Governo Municipal agiu com truculência. “É completamente inaceitável essa atitude com um médico que tem 20 anos de Hospital da Mulher, com mais de 40 mil anestesias realizadas no município. Um médico que foi, inclusive, no dia 19 de setembro de 2009, condecorado com a Ordem Municipal do Mérito de Feira de Santana, na condição de oficial, homenagem esta concedida neste desgoverno deste prefeito trapalhão, que é Tarcízio Pimenta”, declarou Tourinho.

O oposicionista informou que, além de médico Oldecir Marques mantém o blog Saúde e Cidadania. Na concepção de Tourinho, o profissional de saúde foi demitido “porque contribui com Feira de Santana, ao tornar público, no exercício da cidadania, as mazelas que vêm acontecendo no Hospital da Mulher”.

Para o vereador, “essa prática do governo está se tornando rotineira. Primeiro, foi comigo, quando tentaram calar a minha voz, buscaram a Justiça de Feira de Santana, mas não conseguiu êxito. No entanto, agora estão tentando a todo custo, no Tribunal de Justiça, fazer com que este vereador e também servidor do Município se sinta intimidado por este governo envolvido em ‘lama’, envolvido em corrupção. Um prefeito que deveria estar preso pelo bem desta cidade, um prefeito que recebeu 1 milhão e 800 mil reais de cheques administrativos de uma instituição bancária que fechou as portas diante da quadrilha que tomou conta daquela cooperativa de crédito”.

O edil acrescentou: “agora este governo assaca contra um profissional de saúde, assaca contra uma pessoa que até pouco tempo atrás era amigo pessoal deste inquilino que aí está no exercício da condição de prefeito de Feira de Santana. Este que aí está vai entrar para história como um dos prefeitos mais corruptos que este município já possuiu, um homem público que vai sair pela porta dos fundos do poder municipal, diante dos atos que vêm sendo praticados”.

Câmara realizará sessão especial para debater sobre o Centro Industrial do Subaé

Questões referentes ao Centro Industrial do Subaé vão ser debatidas na Câmara Municipal, em uma sessão especial. O evento está previsto para o dia 23 de setembro, às 9 horas, através de requerimento de autoria do vereador José Carneiro Rocha (PDT), aprovado pela Casa da Cidadania nesta terça-feira (28). O encontro terá como tema “Expansão territorial, procura e oferta de áreas para a instalação de novas indústrias”.

O requerimento propõe que a Casa Legislativa convide diversas autoridades, a exemplo do prefeito Tarcízio Pimenta e prefeitos de municípios da região, deputados estaduais e federais representantes de Feira de Santana, o secretário estadual de Indústria e Comércio, James Correia, dirigentes de entidades de classe como Centro Industrial do Subaé, Centro das Indústrias, Câmara de Dirigentes Lojistas e Associação Comercial.

Aprovadas mudanças no Conselho de Festejos Populares

Foi aprovado em primeira discussão, pela Câmara Municipal, projeto que altera a Lei Municipal 1.217/89, que dispõe sobre a composição do Conselho Municipal de Festejos Populares de Feira de Santana. A matéria, de autoria do vereador Angelo Almeida (PT), acrescenta representações da sociedade no Conselho.

Atualmente, a entidade conta com 17 representações. Com a mudança, passaria a ter 21. A Associação de Bandas e a Associação de Trios Elétricos – hoje compondo uma só representação – seriam separadas, cada uma com seu dirigente no Conselho, que terá ainda participações da Associação dos Blocos Micaretescos e Camarotes e Associação dos Blocos de Trios Elétricos. Uma emenda do vereador Marialvo Barreto (PT) também acrescenta as representações de entidades vinculadas à cultura negra e ao grupo de quadrilhas juninas.

Outra mudança ocorre com a renovação da composição do Conselho, que será feita a cada quatro anos no prazo de até 180 dias (seis meses) após a posse do novo prefeito, não sendo permitida a recondução dos representantes da sociedade civil.

Vereador retira de pauta projeto que visa facilitar acompanhamento de alunos na rede pública

Foi retirado de pauta, com a proposta de que seja reapresentado posteriormente, com adequações, projeto de lei que propõe tornar obrigatório, à direção das escolas municipais em Feira de Santana, a informação aos conselhos tutelares de ocorrências de falta por parte de estudantes dessas unidades de ensino. A proposta era de autoria do vereador Angelo Almeida.

Partiu do vereador Maurício Carvalho, líder da bancada governista na Câmara, a sugestão de que o projeto fosse retirado de pauta e reapresentado posteriormente, com correções necessárias. O parecer da Comissão de Constituição e Justiça da Casa da Cidadania era contrário à tramitação da matéria, por considerar que o Legislativo não tem competência para obrigar as escolas a cumprir determinações.

Angelo Almeida disse que atenderia a sugestão e pediu a retirada do projeto. No entanto, ressaltou que não concorda com a tese de que a matéria é inconstitucional. “Fui ao Ministério Público discutir este projeto. O próprio Ministério Público já chegou a propor um Termo de Ajustamento de Conduta sobre o assunto. A direção da escola deveria encaminhar ao órgão a ficha do aluno com problema de falta para apreciação”.

Ele acrescentou: “queremos transformar essa medida em lei”. O diretor estaria obrigado a manter contato com pai ou mãe do estudante e informar sobre sua ausência em sala de aula. “Se o problema é a obrigatoriedade que consta do projeto, a direção das escolas já é obrigada a cumprir várias outras medidas. Seria apenas mais um atributo para contribuir com a missão dos pais, de acompanhar a vida escolar dos filhos. Vamos retirar e procurar uma solução”.

Câmara aprova urgência para projeto que trata de questões referentes ao transporte alternativo

Um projeto com o objetivo de modificar a legislação vigente na área de transporte alternativo de passageiros deverá ser apreciado em regime de urgência, pela Câmara de Feira de Santana. Requerimento com essa finalidade foi aprovado pela Casa, na sessão desta terça-feira (28). O projeto – e também o requerimento – é de autoria do vereador David Neto (PMN) e passa a ter prioridade em relação a outras proposições em tramitação na Casa.

Contando com a assinatura de sete vereadores, como preconiza o Regimento Interno da Câmara, o requerimento foi aprovado por unanimidade. O projeto deve entrar em discussão, com a prioridade prevista, ainda nesta quarta-feira (29).

O vereador David Neto argumenta que a urgência se faz necessário, na discussão da matéria, em razão de “arbitrariedades que vem sendo praticadas pela SMTT (Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito) contra a população feirense”.

Lulinha lamenta exoneração de médico e parabeniza prefeito sobre anúncio de obras

O vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (DEM), na sessão da Casa Legislativa, desta terça-feira (28), prestou solidariedade ao médico Oldecir Marques, que foi exonerado do Hospital Inácia Pinto dos Santos, mais conhecido como Hospital da Mulher. Na oportunidade, o edil também anunciou que o Governo Municipal dará início a revitalização da rua Calamar, no bairro Conceição, em Feira de Santana, atendendo a uma antiga reivindicação dele.

No tocante a demissão do médico, Lulinha lamentou a saída de Oldecir Marques e destacou o carisma do profissional para com os colegas de trabalho. “Ele é um médico muito querido pelos funcionários daquele hospital. Devo a ele um grande favor. Minha esposa quando foi ter criança no Hospital da Mulher teve uma complicação no parto e o doutor Oldecir foi um dos médicos que deu total apoio a nossa família na hora do parto”, relatou.

O edil declarou já conhecer o médico desde a época em que ele trabalhava na Casa de Saúde Santana. Para o legislador, além de Oldecir ser um excelente profissional, é muito humano. “Sei que ele é um médico prestativo, uma pessoa muito atenciosa com as pessoas”, afirmou.

Ainda sobre a exoneração, Lulinha disse não concordar com a forma como o médico foi comunicado de sua demissão. Para o edil, faltou consideração, uma vez que o profissional prestava serviço ao Hospital há 20 anos. Lulinha ressaltou que Oldecir não foi avisado sobre o motivo que ocasionou a sua dispensa.

Rua Calamar

Mudando de foco, Lulinha destacou projetos que foram divulgados na última quarta-feira pelo Governo Municipal, dentre eles, a construção de dois novos viadutos, três passarelas e a revitalização da rua Calamar no bairro Conceição 2, reivindicação já feita por ele em vários discursos na Câmara Municipal.

“Acho mais do que justo que a rua Calamar fosse totalmente recuperada. Essa via é tão cobrada pela população e por todos que passam naquele local. A rua que quando chove alaga tudo, todo dia tem buraco, tampa-se buraco, aparece buraco o tempo todo. As pessoas reclamam muito porque quando chove os carros passam e molham todo mundo. É necessário uma pavimentação asfáltica, porque o calçamento daquela rua tem mais de 30 anos de existência. A drenagem também é importante para interligar o canal que está sendo feito na avenida Ayrton Senna, para acabar com o problema da rua Calamar”, cobrou Lulinha.

Na sequência, o legislador agradeceu ao secretário de Planejamento, Carlos Brito, por ter anunciado que a rua Calamar está incluída no Programa de Integração Urbana II de Feira de Santana. Objetivando angariar emendas e recursos da União em benefício da cidade, Lulinha disse que firmou um compromisso com deputado federal José Nunes (DEM), onde este se comprometeu também, indicar verbas, no final deste ano, sobretudo para a rua Calamar.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]