Reginaldo Pereira é demitido do Jornal A Tarde; grupo de comunicação passa por reformulação

O repórter fotográfico Reginaldo Pereira, que durante 22 anos trabalhou para a sucursal do Jornal A Tarde em Feira de Santana, foi demitido esta semana.
O repórter fotográfico Reginaldo Pereira, que durante 22 anos trabalhou para a sucursal do Jornal A Tarde em Feira de Santana, foi demitido esta semana.
O repórter fotográfico Reginaldo Pereira, que durante 22 anos trabalhou para a sucursal do Jornal A Tarde em Feira de Santana, foi demitido esta semana.
O repórter fotográfico Reginaldo Pereira, que durante 22 anos trabalhou para a sucursal do Jornal A Tarde em Feira de Santana, foi demitido esta semana.

O repórter fotográfico Reginaldo Pereira, que durante 22 anos trabalhou para a sucursal do Jornal A Tarde em Feira de Santana, foi demitido esta semana. Além dele, outros colegas foram demitidos em Salvador.

A sede do Jornal A Tarde, segundo fontes extraoficiais, foi vendida para o grupo Odebrecht, que adquiriu outras áreas no entorno do jornal (Av. ACM, Salvador), a exemplo do antigo prédio do Desembanco, atual UNIFACAS. Na área adquirida, a construtora deve lançar um megacomplexo que envolve unidades residências e comercias.

Grupo A Tarde é reformulado

Depois de reduzir o quadro de funcionários, o Grupo A Tarde deve iniciar imediatamente a reestruturação dos seus produtos. Sabe-se que o caderno com o roteiro de fim de semana deixa de existir. Outros devem seguir o mesmo caminho, aexemplo dos cadernos: Cultural, Informática, Rural e Ciência & Vida, que foram extintos ou tiveram seus espaços reduzidos.

Mas a notícia que irá surpreender o mercado publicitário e os leitores do vespertino é a decisão da empresa de acabar com o formato atual da revista Muito para transformá-la em um tablóide a ser publicado em papel de jornal. A expectativa é que isso aconteça logo, possivelmente ainda no primeiro semestre deste ano.

Sobre as demissões, os funcionários de A Tarde, reunidos em assembleia no dia 2 de maio, decidiram denunciar a situação ao Ministério Público do Trabalho.

Confira a matéria de Sara Buernevo, do sítio Gente & Mercado

Depois de 80 dias mapeando a situação financeira e os produtos da empresa, as duas consultorias contratadas pelo Grupo A Tarde – Instituto de Desenvolvimento Gerencial (INDG) e a Cases i Associats – iniciaram a implementação de ações para tentar salvar a empresa. A primeira delas é a reestruturação do quadro de funcionários. Desde ontem, segunda-feira, (02/05/2011), A Tarde começou o processo de demissão, que deve ser concluído hoje com o corte total de cerca de 100 postos trabalho em diversos setores do grupo. O clima de apreensão na empresa nunca esteve tão forte.

Só na Redação, o coração do grupo, foram dispensados sete pessoas, número que deve aumentar com as novas demissões previstas para hoje, terça-feira. Diante de tanta instabilidade, em abril outros sete jornalistas pediram demissão. Entre eles o repórter Aguirre Peixoto, demitido por suposta pressão do mercado imobiliário e readmitido por pressão dos colegas. Veja matérias:

Mesmo com informações de mercado de que a família Simões teria recebido um adiantamento da Odebrecht pelo terreno da Tancredo Neves, a situação financeira de A Tarde é preocupante. A empresa vem atrasando constantemente o pagamento dos salários dos funcionários e suspendeu, por tempo indeterminado, adiantamentos de salário, férias e 13º. Seguir as determinações das duas consultorias é a última cartada para tentar salvar o grupo, que está ficando sem fôlego e caixa, depois de perder a liderança para o Correio e assistir, como consequência, a fuga de leitores e anunciantes.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109944 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]