Líder do Governo, Zé Neto reúne com reitores das universidades estaduais e reafirma que Estado está aberto ao diálogo com o Movimento Docente

Zé Neto (PT), reafirmou que o Governo está aberto ao diálogo com o Movimento Docente e sua disponibilidade em continuar dialogando com os gestores das unidades superiores de ensino.

Zé Neto (PT), reafirmou que o Governo está aberto ao diálogo com o Movimento Docente e sua disponibilidade em continuar dialogando com os gestores das unidades superiores de ensino.

Em diálogo com os três reitores das Universidades Estaduais da Bahia (UEFS, UESB e UESC), na tarde desta quarta-feira (04/05/2011), na Secretaria de Educação da Bahia, em Salvador, o deputado estadual e líder governista, Zé Neto (PT), reafirmou que o Governo está aberto ao diálogo com o Movimento Docente e sua disponibilidade em continuar dialogando com os gestores das unidades superiores de ensino, que têm o papel de interlocutores entre a categoria e o Estado.

Na oportunidade, ficou dito pelo secretário da Educação, Osvaldo Barreto, que, embora tenha enviado documentação no último dia 26 de abril para as reitorias e o Movimento Docente, os representantes dos professores ainda não deram retorno.

Zé Neto aproveitou para relembrar que o estado ofereceu 70% de inclusão nas Condições Especiais de Trabalho (CET) escalonado até 2014, que são as vantagens, nos salários, o que representa o maior reajuste dos últimos 40 anos, além de 18% de ganho real e a garantia de que todos os aumentos lineares que forem dados pelo governo aos servidores sempre serão a mais que a inflação para que haja recuperação salarial.

Sobre o Decreto 12.585, um dos pontos da greve dos docentes, o parlamentar reafirmou que ele serve para otimizar os gastos públicos respeitando os serviços essenciais prestados pelas universidades, preservando, assim, o seu interesse público. Ele ainda disse que na carta enviada pelo governador no dia 26 de abril foi colocado claramente, através do secretário da educação, que os efeitos do decreto não iriam evidentemente afetar as universidades, tendo sido assinada pelos secretários Manuel Vitório (Administração), Carlos Martins (Fazenda) e Zezéu Ribeiro (Planejamento), e encaminhamos para as universidades.

“É incompreensível a não disponibilidade do diálogo por parte do Movimento, ainda mais se levarmos em conta que os salários foram dobrados dentro de três anos e deixamos claro ainda que, se houver algum reajuste econômico, nós iremos retomar a mesa de negociações. Reafirmo que o governo está disposto a dialogar e avançar para o fortalecimento das universidades”, pontuou.

Nesta sexta-feira (06/05) o deputado Zé Neto, juntamente com o colega petista José Raimundo, estará a disponibilidade para colaborar no esforço de retomada da mesa de negociação através do diálogo com as lideranças.

Investimentos e Ações

Pelo fortalecimento do Ensino Superior, o Governo do Estado incrementou o orçamento das quatro universidades estaduais em 87,6%, ampliando de R$ 386,8 milhões em 2006 para mais de R$ 725,6 milhões em 2011, aumentou em 14,7% as matrículas de graduação e 25,4% as de pós-graduação, elevou em 31,4% o número de grupos de pesquisa em relação a 2007, criou seis novos cursos de mestrado e três de doutorado, aprovação da Lei nº 11.638/2010, que ampliou o quadro de professores em mais 851 vagas, incorporou aos salários 27,2% de Gratificação de Estímulo à Atividade Acadêmica, beneficiando 4.440 professores, além de ter viabilizado 1.032 promoções e mudança de regime, a pedido, para 732 professores, além de ter realizado concursos públicos para docentes, servidores técnicos e analistas das universidades públicas estaduais, o que beneficia os estudantes e valoriza professores e servidores.

Compartilhe e Comente

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade

Facebook do JGB

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]