Deputado Zé Neto diz que existiu ruído de comunicação e que o momento é de construir e não de discussão eleitoral

Zé Neto: A expressão Farinha no Saco foi emitida no contexto em que é necessário desenvolver ações que vissem o bem estar da comunidade feirense.
Zé Neto: A expressão Farinha no Saco foi emitida no contexto em que é necessário desenvolver ações que vissem o bem estar da comunidade feirense.
Zé Neto: A expressão Farinha no Saco foi emitida no contexto em que é necessário desenvolver ações que vissem o bem estar da comunidade feirense.
Zé Neto: A expressão Farinha no Saco foi emitida no contexto em que é necessário desenvolver ações que vissem o bem estar da comunidade feirense.

O deputado estadual e líder do governo na Assembleia, Zé Neto, manteve contato com a redação do Jornal Grande Bahia com objetivo de esclarecer pontos da matéria: Ângelo Almeida dispara contra Zé Neto e diz: o deputado deu um chute de canela e fez gol contra. Neto explica que em momento algum existiu a intenção de ferir suscetibilidades.

“A expressão ‘Farinha no Saco’ foi emitida no contexto em que é necessário desenvolver ações que vissem o bem estar da comunidade feirense. Antecipar a discussão do processo eleitoral que vai ocorre em 2012, só traz prejuízos para o relacionamento institucional entres os governos Federal, Estadual e Municipal. Enquanto nosso objetivo é trabalhar para o bem do povo baiano”, esclarece.

Zé Neto segue comentando que diversas obras precisam ser concluídas e que outras obras importantes, a exemplo da duplicação do Anel de contorno, urbanização das Avenidas Noíde Cerqueira e Ayrton Sena, precisam ocorrer. “O governo do estado precisa manter a parceria com a prefeitura de Feira, para que o povo saia ganhando”, afirma.

Bom relacionamento

Ele expõe que até recentemente mantinha um bom diálogo com Ângelo Almeida e que estranha o ruído causado, e afirma: “não dirigi ofensas a ele”.

“Ângelo Almeida, ao lado de Marialvo Barreto, Albertino Carneiro, Ivanide Santa Bárbara, além de outros correligionários, se constituem em importantes lideranças petistas em Feira de Santana. Que tem todo o direito de postularem a pré-candidatura ao governo municipal. Mas, antecipar esta discussão prejudica e só traz benefícios a quem tem mandato emprestado.”.

Base ampliada

Citando os nomes de Jairo Carneiro, Eliana Boaventura, José de Arimáteia e Fernando Torres, Neto explica que qualquer processo de discussão eleitoral precisa ser ampliado para que os membros da base do governo que tem representatividade em Feira de Santana sejam ouvidos.

Ele finaliza a entrevista lembrando que as pessoas esperam ações concretas no sentido de melhorar a situação da comunidade. “Queremos construir alianças que vissem resultados concretos. A exemplo da parceria da Prefeitura de Feira de Feira com Governo do Estado, para Micareta de 2011. O saldo foi muito positivo e as pessoas puderam brincar em um clima de paz e alegria.”.

Sobre Carlos Augusto 9462 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).