Bahia | Parceria entre os governo federal e estadual melhora o acesso à internet

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Com a intenção de melhorar o acesso à internet nos Centros Digitais de Cidadania (CDCs) em regiões com dificuldades de conexão, foi firmada uma parceria entre os governos federal e estadual, por meio dos Ministérios do Planejamento, da Ciência e Tecnologia e das Comunicações, para implantar o Programa Telecentros.BR, que permite a inclusão sociodigital com um sistema de transmissão de dados via satélite (Gesac).

Coordenado pela Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), o Cidadania Digital é um programa que garante a iniciação gratuita às tecnologias da informação e da comunicação, por meio de uma rede de computadores conectados à internet banda larga. Com mais de mil pontos de acesso em todo estado, a iniciativa pretende distribuir mais de duas mil bolsas para monitores e instalar 576 antenas.

De acordo com informações da Secti, a previsão é que até dezembro deste ano todas as antenas permitam uma melhor prestação do serviço nos CDCs. Até agora, foram instaladas 76 antenas, beneficiando 52 municípios com os telecentros. A maior plataforma pública estadual possibilita a qualquer cidadão utilizar os centros, que são compostos por um servidor e dez computadores.

O secretário da Secti, Paulo Câmera, afirmou que todas estas ações fazem parte do novo modelo de gestão para os CDCs, o qual inclui a melhoria da infraestrutura, inclusão de novos conteúdos para as comunidades e de campanhas de mobilização para prevenção às doenças e uso de drogas. “Estamos trabalhando em conteúdos que promovam a capacitação de mão de obra via web. Os centros também disponibilizarão aulas para eletricistas, encanadores, pintores, além de ampliarem os serviços do governo via internet para facilitar a vida dos usuários”, informa Câmera.

Renovação

Até o fim do ano, os 367 centros implantados na primeira fase do programa, em 2006, vão receber novos equipamentos. Iniciada na Região Metropolitana de Salvador, a troca das máquinas obsoletas será realizada de maneira gradativa, atingindo 286 cidades baianas. Os gestores que contam hoje com softwares livres desenvolvidos para atender às demandas dos usuários vão receber roteador wireless, uma impressora, mobiliário e até projetor multimídia. Cada um deles vai ter também duas bolsas de 12 meses.

No município de Coaraci, o centro, que funciona na sede Associação de Moradores do Alto da Colina, comemora a chegada da antena. Segundo o gestor do CDC, Ricardo Oliveira, a internet era de um provedor local, bastante lento, e o acesso era prejudicado durante semanas. “Com a antena nova que foi instalada em fevereiro desse ano temos internet todo dia e muito mais rápido. Por conta disso, já sentimos uma aumento grande da utilização da unidade, principalmente por parte dos alunos das escolas”, revela.

Em Utinga, a antena instalada em janeiro de 2011 no Projeto Social Não Sei Mais Quero, garante a utilização contínua da internet. O projeto, que há 10 anos trabalha com adolescentes entre 12 e 25 anos, oferece aulas de carpintaria, corte e costura e bordados. O gestor e monitor José Dantas ressalta que, antes da antena, chegaram a trocar duas vezes de provedor. “Além de velocidade, essa internet não cai como as outras”.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108049 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]